Protesto nacional de quinta-feira na Colômbia leva governo a encerrar fronteiras

Mauricio Duenas Castaneda / EPA

A Colômbia é esta quinta-feira palco de um protesto nacional convocado por sindicatos e movimentos sociais, que levou as autoridades a adotarem várias medidas preventivas, designadamente o encerramento das fronteiras.

O objetivo do Governo é assegurar a manutenção da ordem pública, explicou segunda-feira a ministra do Interior. Numa reunião com a imprensa estrangeira, Nancy Gutiérrez adiantou que o Governo respeita o direito ao protesto, convocado por sindicatos e movimentos sociais como uma “greve nacional”, mas está muito atento à situação desde que começou “a encontrar mensagens nas redes sociais a apelar à violência”.

Entre as medidas preventivas figura a possibilidade de presidentes de câmaras municipais e governadores, se considerarem necessário, adotarem medidas especiais nas suas jurisdições para manter a ordem pública, como a restrição ao porte de armas ou o toque de recolher obrigatório.

“Quando há incitação à violência, as autoridades têm a obrigação de reagir”, disse Gutiérrez acerca das medidas de ordem pública, criticadas por alguns setores, por considerar ser melhor precaver um eventual surto de violência antes que as forças de segurança sejam apanhadas de surpresa, como aconteceu nas últimas manifestações de estudantes universitários em Bogotá e noutras cidades do país.

Gutiérrez recordou que, nos últimos dias, foram expulsos do país pelo menos 15 estrangeiros, principalmente venezuelanos, após os serviços de inteligência terem detetado “que se encontravam em território colombiano a incitar à violência”.

Sobre o encerramento das fronteiras terrestres, “não está definido por quanto tempo”, concluiu a ministra. A Colômbia faz fronteira com Venezuela, Equador, Peru, Brasil e Panamá, mas a fronteira mais longa é com o primeiro deste grupo de países, com 2.219 quilómetros. Os sindicatos que convocaram o protesto disseram que saem às ruas para contestar o “pacote” de reformas do Presidente colombiano, Iván Duque.

Para as organizações sindicais, as reformas pretendem acabar com o fundo estatal de pensões, aumentar a idade da reforma e contratar jovens com ordenados inferiores ao salário mínimo, entre outras medidas que o próprio Presidente afirma não terem sido propostas pelo seu Governo.

Outros setores sociais irão aliar-se à mobilização para contestar o acordo de paz do Governo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), o assassínio de indígenas e líderes sociais, a corrupção e as privatizações, e alegados incumprimentos dos compromissos do Governo em matéria de recursos para a educação. A ministra Gutiérrez, por seu lado, afirma a existência de “setores da oposição que querem desestabilizar o país e o Governo”.

Num país altamente polarizado a nível político como a Colômbia, as redes sociais estão a ser incendiadas por polémicas entre apoiantes do protesto de quinta-feira e opositores do mesmo.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …