Produtos químicos domésticos podem afetar a fertilidade masculina (e a do seu cão também)

Um novo estudo revela que os químicos encontrados no chão ou no sofá da sua casa reduzem a qualidade do esperma humano e canino.

As casas em que vivemos e os alimentos que ingerimos podem conter substâncias químicas que reduzem a fertilidade masculina – e isto vale tanto para os homens como para os seus cães.

Segundo uma investigação recente, alguns estudos mostram que, nos últimos 80 anos, houve uma redução global de 50% na qualidade do esperma, e nunca ninguém descobriu o motivo. Foi então que uma equipa da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, centrou as suas atenções nos amigos de quatro patas, descobrindo que a qualidade dos espermatozóides também havia reduzido em cães domésticos ao longo de várias décadas.

Ao contrário da pesquisa com humanos, esta análise sugeriu que certos químicos fabricados pelo homem e presentes no ambiente e nos alimentos dos cães podiam estar a prejudicar a qualidade do esperma. Os resultados deixaram a equipa curiosa: significa isto que há um culpado no ambiente compartilhado por cães e pessoas?

A mais recente investigação responde afirmativamente a esta questão. A equipa identificou dois produtos químicos fabricados pelo homem, commumente encontrados em casas e dietas, que tinham os mesmo efeitos adversos no esperma humano e no esperma canino.

Desta forma, os investigadores examinaram o impacto do DEHP – encontrados em tapetes ou carpetes, chão, sofás, vestuário e brinquedos – e do químico PCB153, que ainda persiste na atmosfera apesar de ter sido banido, confirmando que os cães domésticos são mesmo a “sentinela” ou o espelho para o declínio reprodutivo masculino.

De acordo com o estudo, publicado no dia 4 de março na Scientific Reports, a exposição a concentrações do dia a dia no laboratório tinha o mesmo efeito prejudicial no esperma, tanto para os homens como para os animais. Na prática, a exposição reduzia a habilidade dos espermatozoides se movimentarem, avança o ScienceAlert.

Richard Lea, líder do estudo e professor de biologia reprodutiva na Escola de Medicina Veterinária e de Ciência, resumiu, em declarações ao The Guardian, que este estudo “sugere que químicos artificiais que são comummente utilizados nos lares e em espaços de trabalho podem ser responsáveis pelo decréscimo da qualidade do esperma tanto nos homens como nos cães que partilham o mesmo ambiente”.

Também Rebecca Sumner, outra investigadora envolvida na investigação, sublinhou que a exposição a estes químicos provoca a “redução da mobilidade dos espermatozoides e a fragmentação do seu ADN“.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …

Se recebeu uma chamada da Tunísia, não devolva. É fraude

Clientes de várias operadoras nacionais têm recebido, nas últimas semanas, um "anormal" volume de chamadas internacionais. As operadoras suspeitam de fraude. Segundo o Jornal de Notícias, várias pessoas têm recebido chamadas de u número internacional que …