Príncipe Carlos sucede à rainha Isabel II como líder da Commonwealth

Lukas Coch / EPA

Os dirigentes da Commonwealth decidiram esta sexta-feira o príncipe Carlos suceda à mãe, a rainha Isabel II, na liderança da organização, noticiou a imprensa britânica.

A BBC, Sky News e outros meios de comunicação britânicos noticiaram que os representantes dos 53 países-membros aprovaram, numa reunião à porta fechada realizada hoje no Castelo de Windsor, o pedido feito na quinta-feira pela monarca britânica.

Na abertura da cimeira, Isabel II disse ser seu “sincero desejo” que o filho mais velho lhe suceda após a sua morte. A rainha liderou a organização desde que foi coroada, há 66 anos, mas o título de chefe da Commonwealth não é hereditário.

Desejo que decidam um dia que o príncipe de Gales possa continuar a desempenhar o importante trabalho que o meu pai começou em 1949″, declarou Isabel II, de 91 anos, que lidera a Commonwealth.

A função é essencialmente simbólica, cabendo-lhe assegurar a unidade da comunidade de nações e garantir o cumprimento dos princípios e objetivos da organização.

À exceção de Moçambique e do Ruanda, a maioria dos membros da Commonwealth são antigas colónias do Reino Unido. Dezasseis Estados-membros, entre os quais a Austrália e o Canadá, reconhecem a rainha como chefe de Estado, mas a maioria são repúblicas independentes.

Num discurso proferido no Palácio de Buckingham diante de 46 líderes dos 53 países que integram a Commonwealth, a monarca disse esperar que a instituição continue a proporcionar “estabilidade” às gerações futuras.

O príncipe Carlos, que marcou presença na cimeira, declarou que espera que esta “não só revitalize os laços” entre os países, mas que dê “uma relevância renovada para todos os cidadãos”.

A cimeira deste ano é dedicada aos temas da conservação dos oceanos, da cibersegurança e do comércio dentro da comunidade, que assume um papel de importância crescente para o Reino Unido, país em processo de separação da União Europeia.

A organização representa 2,4 mil milhões de pessoas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Preços regulados da luz descem mesmo 3,5% em janeiro

O preço da eletricidade no mercado regulado vai baixar a partir de 1 de janeiro de 2019. A ERSE aprovou uma redução das tarifas reguladas de eletricidade, que representa 1,58 euros numa fatura mensal de …

Enfermeiros dão trégua no Natal e reforçam equipas

Os sindicatos que convocaram "greve cirúrgica" recomendaram aos grevistas que se apresentem ao serviço na sexta-feira, dia 21, tendo em conta o fim de semana prolongado devido ao Natal e a tolerância de ponto dada …

Deputado do PS nega presença-fantasma no Parlamento, mas Facebook desmente-o

Há mais um caso de um deputado com uma presença-fantasma no Parlamento. Desta vez, é afectada a bancada do PS e o deputado Nuno Sá que nega não ter estado no plenário a 12 de …

Funcionários públicos passarão a ter inscrição automática na ADSE

A inscrição dos funcionários públicos na ADSE passará a ser feita de forma automática, em vez de partir da iniciativa dos trabalhadores. Segundo o Público, esta medida esteve em cima da mesa numa reunião entre o …

Os papagaios são os "seres humanos" do mundo dos pássaros (e a genética explica porquê)

O papagaio-comum está para as outras aves assim como o ser humano está para os demais primatas: vive mais e é mais inteligente. Isto pode ser evidente a "olho nu", mas até agora não se conhecia …

Greve dos bombeiros arranca esta terça-feira e dura até janeiro

Os bombeiros profissionais vão estar em greve de quarta-feira a 2 de janeiro, com os Sapadores de Lisboa a começar a paralisação já esta noite, contra as propostas do Governo sobre estatuto e aposentação. Em Lisboa …

José Mourinho despedido do Manchester United

O técnico português José Mourinho foi esta terça-feira despedido do comando técnico do Manchester United, informou o clube britânico. A demissão, anunciada através do Twitter oficial do clube, surge após a derrota (3-1) frente ao Liverpool …

Ghosn terá desviado dinheiro para comprar casas, férias e até batatas fritas

O franco-brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, terá usado verbas da empresas para fins pessoais, para pagar desde casas a férias, até pacotes de batatas fritas, concluiu uma nova investigação. Ghosn está detido e foi oficialmente …

Afinal, os tornados não se formam como os meteorologistas pensavam

Se imaginarmos um tornado a formar-se, pensamos numa nuvem em forma de funil a descer dos céus como se fosse um dedo malicioso a tocar na Terra. No entanto, este modelo "de cima para baixo" …

Arqueólogos revelam o que se esconde debaixo do castelo do "Conde Drácula"

Os arqueólogos estudaram o conhecido castelo de Corvin na região romena de Transilvânia, onde Vlad III foi preso, e encontraram vestígios de várias estruturas desconhecidas. O castelo de Corvin, também conhecido como Castelo de Hunyadi ou …