Primeiro investimento da taxa turística de Lisboa custa 6 milhões

nmorao / Flickr

Avenida Ribeira das Naus, onde será feito o primeiro investimento financiado com a taxa turística de Lisboa

A Avenida Ribeira das Naus, em Lisboa, vai ter em 2016 um núcleo museológico dedicado aos Descobrimentos portugueses, traduzindo-se este no primeiro investimento feito pelo município com as receitas da taxa turística.

O investimento, de cerca de seis milhões de euros, “será feito, em princípio, com verbas da Câmara resultantes da taxa turística e será este o primeiro investimento resultante do Fundo de Desenvolvimento e Sustentabilidade Turística de Lisboa”, afirmou Fernando Medina esta sexta-feira.

O autarca falava aos jornalistas no final da cerimónia de assinatura do protocolo de formalização de interesse para a criação deste núcleo, em parceria com a Marinha Portuguesa, a Associação Turismo de Lisboa (ATL) e a Faculdade de Ciências Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa.

A criação de uma taxa turística em Lisboa foi aprovada pela Câmara em dezembro de 2014 e previa a cobrança de um euro a quem chegasse ao aeroporto ou ao porto da capital e de um euro por noite sobre as dormidas.

A metodologia de cobrança foi, no entanto, alterada e, durante este ano, a responsabilidade do pagamento será apenas da gestora de aeroportos, na sequência do acordo realizado entre o município e a ANA-Aeroportos de Portugal e que entrou em vigor no dia 1 de abril.

Este ano, a ANA vai pagar entre 3,6 e 4,4 milhões de euros, consoante os turistas que chegarem de avião, valores que já excluem os cidadãos com residência fiscal em Portugal.

De acordo com a Câmara de Lisboa, o valor da taxa reverterá para o Fundo de Desenvolvimento e Sustentabilidade Turística de Lisboa, para realizar investimentos na cidade.

“Este projeto fará nascer, na Doca Seca, num sítio onde eram construídas naus, a reprodução de uma nau, em que se mostrará como é que era construída, como é que se preparavam as viagens” marítimas realizadas entre 1415 e 1543, explicou Fernando Medina na sua intervenção.

A nau, que vai estar ali exposta, terá uma dimensão de cerca de 40 metros (maior do que as reais).

Segundo o presidente do município, este é o “primeiro passo para um projeto mais ambicioso”, não de criar um grande e único museu mas, a partir de Lisboa, abrir “polos museológicos que estejam unidos em rede para se contar esta grande história” que foram os Descobrimentos.

O projeto, que está a ser desenvolvido pela FCSH através de uma unidade de investigação dedicada à expansão portuguesa e seus reflexos no mundo, deverá estar pronto “no verão de 2016”, segundo o diretor-geral da Associação de Turismo de Lisboa, Vítor Costa.

Este responsável adiantou que as primeiras obras, que consistem na criação de uma estrutura de betão e da vedação da doca, começam “ainda este ano”, nos meses de outubro e novembro.

Vítor Costa deu ainda conta de que “a cobertura do edifício [em vidro] será uma esplanada com quiosque”.

Também presente na cerimónia, o Chefe de Estado-maior da Armada, o vice-almirante Macieira Fragoso, salientou a importância do espaço para a “difusão da história portuguesa e, em particular, da história marítima”.

O Polo Descobrir, como será denominado, vai ter entradas pagas, mas ainda não se conhecem os preços.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Depois do "selo Brexit", os correios da Áustria emitem o "selo corona" impresso em papel higiénico

O serviço postal da Áustria uniu dois pontos da pandemia do novo coronavírus ao criar um selo impresso em papel higiénico que, segundo os correios, as pessoas também podem, a qualquer momento, usar para ajudar …

A Moog celebra os 100 anos do Theremin com um novo instrumento: o Claravox Centennial

Este ano marca o 100º aniversário do Theremin - um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrónicos, controlado sem qualquer contacto físico pelo músico. Para celebrar vai ser lançado o Claravox Centennial. Foi em 1920 que Leon Theremin, …

Depósito inexplorado na Sibéria tem uma das maiores reservas de ouro do mundo

O maior produtor de ouro da Rússia, PJSC Polyus, anunciou esta semana que o seu depósito inexplorado em Sukhoi Log, na região siberiana de Irkutsk, possui uma das maiores reservas mundiais deste metal preciosos. De …

Os novos iPhones não trazem carregador. Apple poupa muito nos custos, mas não no ambiente

A Apple decidiu vender os seus novos iPhones sem carregador ou auscultadores, alegando que a alteração tem em conta o ambiente, uma vez que serão utilizados menos produtos na embalagem dos telemóveis, mas os especialistas …

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …