Médicos relatam o primeiro caso conhecido de uma pessoa que urina álcool

Francisco Antunes / Flickr

Estátua Manneken Pis, o rapaz a urinar de Bruxelas

Uma mulher residente em Pittsburgh, nos Estados Unidos, tornou-se o primeiro caso documentado de uma pessoa que urina álcool – sem sequer o ter consumido.

A mulher, de 61 anos, com problemas hepáticos e diabetes, deslocou-se ao University of Pittsburgh Medical Centre Presbyterian Hospital, nos Estados Unidos, para entrar numa lista de espera para um transplante de fígado.

Os médicos realizaram vários exames, incluindo análises à urina. Apesar de os resultados terem revelado problemas relacionados com o consumo de álcool, a paciente negava o consumo do mesmo. “Reparamos que os resultados dos testes de plasma para etanol e os resultados dos testes de urina para glicuronídeo de etil e sulfato de etil, os metabolitos do etanol, deram negativo, enquanto que os resultados dos testes de urina para etanol foram positivos“, explicaram.

Os médicos que analisaram a paciente tampouco notaram sinais visuais de intoxicação que explicassem os níveis tão altos de etanol na sua urina, pelo que desconfiaram de imediato do diagnóstico mais óbvio.

Segundo o Science Alert, outro mistério foi a presença de grandes quantidades de glicose na urina – uma condição chamada hiperglicosúria -, com as amostras de urina a revelarem níveis abundantes de levedura.

Por esse motivo, a equipa médica decidiu testar a hipótese de a levedura, colonizada na bexiga da mulher, fermentar açúcar para produzir etanol. A levedura em causa foi identificada como Candida glabrata, uma levedura natural encontrada no corpo humano e relacionada com a levedura de cerveja, mas que normalmente não é descoberta em abundância.

Os esforços para eliminar o fermento com tratamentos antifúngicos falharam, muito provavelmente devido à diabetes mal controlada da paciente. À luz da situação, nunca antes documentada, a mulher foi reconsiderada para o transplante de fígado, ainda que o relatório médico não deixe claro o que aconteceu com a paciente.

A condição, que os investigadores batizaram de “síndrome da fermentação da bexiga”, deixa claro que os médicos devem ser cuidadosos e investigar em caso de incongruências.

Ao analisar o caso desta mulher, os médicos tomaram conhecimento de outros relatórios que descreviam uma produção semelhante de etanol na urina – um caso pós-morte e outro em experiências realizadas in vitro.

Isto significa que é possível que outros pacientes já tenham apresentado sintomas da mesma condição médica, ainda que os sintomas não tenham sido reconhecidos devido à natureza incomum e amplamente desconhecida desta patologia. Os resultados desta investigação foram recentemente publicados na Annals of Internal Medicine.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Bernie Sanders desiste da candidatura à Casa Branca

Bernie Sanders desistiu da corrida à nomeação para as eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos, abrindo assim o caminho para que Joe Biden venha a competir com Donald Trump. Bernie Sanders desistiu da candidatura à …

Se o turismo contrair 25%, a economia portuguesa recua 2,9%

Em Portugal, o setor do turismo tem um peso de 11,3% no PIB. Com o setor fechado, o impacto no crescimento português será significativo. Uma redução de 25% na atividade turística, quer do turismo de visitantes …

Federação Portuguesa de Futebol dá por concluídos campeonatos não profissionais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) explica que não existem condições que permitam finalizar as provas não profissionais, pelo que as dá por concluídas, sem vencedores. Os campeonatos seniores não profissionais de futebol e futsal da …

"Seus burros." Nova Jérsia decidiu revelar os nomes de quem viola o recolher obrigatório

O estado norte-americano de Nova Jérsia está a revelar os nomes de quem viola o recolher obrigatório, uma decisão que partiu do ministro da Justiça estadual, Gurbir Grewal. De acordo com o Expresso, Gurbir Grewal, ministro …

Quatro em cada cinco trabalhadores serão suspensos total ou parcialmente

A Organização Mundial do Trabalho estima que 38 por cento da força de trabalho global (1,25 mil milhões de trabalhadores) esteja empregada nos setores de maior risco. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que quatro …

Empresas em lay-off vão poder reduzir potência da eletricidade e gás natural

As empresas que acionaram o regime de lay-off vão poder ajustar a potência contratada e de energia para reduzir a fatura. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou, esta quarta-feira, que as empresas que acionaram …

Cinco a zero. Fisco perde mais um caso sobre ISV de carro usado

O Fisco perdeu mais um caso em tribunal e vai ter de devolver 355 euros de imposto cobrado a mais ao contribuinte que avançou com a ação na Justiça. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) foi, …

Trinta empresas autorizadas a trabalhar durante o cerco a Ovar

São já 30 as empresas autorizadas a trabalhar durante o cerco a Ovar. No entanto, o autarca de Ovar quer que o Governo vá mais longe e autorize todas as empresas do concelho a laborar. O …

França em recessão. PIB cai para 6%, o pior resultado desde 1945

O Produto Interno Bruto (PIB) francês caiu cerca de 6% no primeiro trimestre, segundo estimativas publicadas esta quarta-feira pelo Banco de França (BdF), o pior desempenho trimestral da economia francesa desde 1945. Tecnicamente, França está em …

Morte de ucraniano no aeroporto está "entre a negligência grosseira e o encobrimento grave"

Eduardo Cabrita disse, esta quarta-feira, que os factos que envolvem a morte de um cidadão ucraniano à guarda do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no aeroporto de Lisboa estão "entre a negligência grosseira e …