/

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

(dr) Twente Additive Manufacturing

Fibonacci House, a primeira casa impressa em 3D no Canadá

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá.

Fibonacci House é uma minúscula moradia de betão não dobrável, que acomoda até dois adultos e duas crianças.

Segundo o New Atlas, está disponível para arrendar no Airbnb. Isto significa que, além de ser a primeira casa impressa em 3D no Canadá, é também a primeira tiny house de cimento impressa em 3D listada na plataforma.

“A Fibonacci House foi impressa utilizando uma impressora de betão concebida e vendida pela Twente Additive Manufacturing, uma empresa de tecnologia de construção”, explica a empresa, em comunicado.

“O design foi criado utilizando a Sequência de Fibonacci, um padrão bem conhecido e frequentemente referido como ‘a proporção dourada’ que pode ser encontrado na natureza em numerosas variações: em conchas, pétalas de flores, formações de folhas, etc. A equipa Twente foi inspirada por este antigo padrão que sempre intrigou as pessoas ao longo da história”, acrescenta.

A casa tem apenas 35 m2, mas conta com uma área de estar espaçosa com uma cozinha mobilada. Todos os elementos que não são de cimento foram feitos de cedro e abeto colhidos de forma sustentável na vizinha floresta comunitária Harrop Procter, e as janelas proporcionam uma agradável vista para a paisagem rural canadiana.

O processo de construção foi muito semelhante a outros projetos de arquitetura impressos em 3D. Uma mistura de cimento foi impressa, camada por camada, graças a uma impressora 3D, que construiu a estrutura básica da casa em secções ao longo de 11 dias.

As secções foram depois unidas por construtores humanos, com a ajuda de uma grua, que também terminaram a casa com caixilhos de janelas feitos à mão, uma porta, telhado e mobiliário, assim como cabos e canalizações.

As receitas geradas pelo arrendamento no Airbnb estão a ser diretamente desviadas para um projeto de casas a preços acessíveis liderado pela World Housing.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.