Predador de menores usava Fortnite para se aproximar das vítimas

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 19 anos que tinha em sua posse milhares de ficheiros de imagem e de vídeo de crianças em práticas sexuais explícitas. O jovem é ainda suspeito de ter abusado de um elevado número de menores, dos quais se aproximava através de videojogos ‘online’.

Contudo, como noticiou o Público, não foram ainda encontradas provas de que tivesse alguma vez tido contacto físico com as crianças.

“Conhecia os menores na sequência da interação proporcionada pelos videojogos jogados na Internet, principalmente os multijogadores do conhecido Fortnite”, descreveu a PJ, em comunicado. “Privilegiando os contactos com os mais jovens, interagia depois com eles individualmente através da aplicação WhatsApp e das redes sociais Facebook e Instagram”.

Depois de criar uma relação de proximidade com os menores, o indivíduo instava-os “a filmarem-se com o telemóvel enquanto praticavam atos sexuais de relevo, vídeos esses que depois as crianças lhe enviavam através daquelas plataformas de comunicação”. O homem partilhava esses ficheiros com outros internautas.

Para encobrir estas atividades – que as autoridades suspeitam estarem a ser desenvolvidas há mais de um ano – “enviava instruções aos menores, ensinando-lhes a apagar quer a gravação dos vídeos que lhe enviavam, quer os registos digitais gerados pelas comunicações entre ele e as vítimas”, esclareceu a PJ.

De acordo com o Público, o suspeito, que reside no concelho de Salvaterra de Magos, distrito de Santarém, é empregado comercial e não tem antecedentes criminais. Numa busca domiciliária à casa onde vive com os pais, foram apreendidos telemóveis e material informático, como computadores e discos de armazenamento externo.

“A investigação vai prosseguir no sentido de tentar identificar o maior número possível das inúmeras vítimas existentes, a partir da análise da imensidão de dados apreendidos e da realização de perícias forenses de informática”, referiram as autoridades.

A investigação está a cargo do departamento de investigação criminal da PJ de Aveiro, uma vez que a queixa que deu origem a este inquérito partiu dos pais de uma criança de dez anos, residentes neste distrito.

Depois de ser apresentado às autoridades, o indivíduo ficou em liberdade a aguardar julgamento, estando obrigado a apresentações diárias no posto policial da sua área de residência e proibido de usar equipamentos com acesso à Internet. Terá ainda que receber tratamento psiquiátrico.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Psiquiatra???? A verdade sobre pedofilia é sempre encoberta NÃO SE CURA e andam os nossos filhos sujeitos a estes ……. NEM TENHO PALAVRAS PARA OS CLASSIFICAR, e está cá fora então continua e continuará a cometer o mesmo quem o vai controlar no acesso à net? E continuo com a mesma opinião são punidos com prisão mas têm de CASTRADOS SEJA POR VIA QUÍMICA OU VIA CIRURGIA e mesmo assim o mal não passa totalmente pois a nivel psíquico o comportamento continua a ser desviante

    • Não havendo prisão perpetua para estes anormais, e mesmo quando a temporária que nunca chegam a cumprir por inteiro. É bem por isso que questionei a Sra ara Silveira.

75% dos hotéis em Portugal reabre em junho, mas com menos quartos

A maioria dos hotéis em território nacional vai abrir portas a partir de junho, sendo a expectativa dos feriados da próxima semana muito importante para esta reabertura. Segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal …

Banco de Fomento precisa da luz verde de Bruxelas e do Banco de Portugal

O primeiro-ministro anunciou a criação do Banco de Fomento e já tem um acordo prévio com a Comissão Europeia. No entanto, para que funcione como um banco, também precisa de luz verde do Banco de …

Procurador-geral admite que há uma separação entre polícia e afro-americanos

O procurador-geral norte-americano reconheceu, esta quinta-feira, a existência de uma separação entre afro-americanos e a polícia e prometeu uma investigação sem limites do Departamento da Justiça para saber se houve um crime federal no assassínio …

Ministério Público pede suspensão de funções de Mexia e Manso Neto na EDP

O Ministério Público pediu, esta sexta-feira, a suspensão de funções do presidente da EDP, António Mexia, e do administrador Manso Neto. A notícia é avançada pela SIC Notícias, que dá conta de que a promoção das …

Polícia australiana desmantela rede de pedofilia e resgata 14 vítimas

A polícia australiana anunciou esta sexta-feira que desmantelou uma rede de pedofilia que distribuía fotografias e vídeos de abuso sexual de crianças na Internet, tendo resgatado 14 das vítimas. De acordo com a agência Lusa, as …

Adiamento da reabertura em Lisboa pode levar centros comerciais à falência

A Associação Portuguesa de Centros Comerciais (APCC) alertou, esta sexta-feira, para a possibilidade de falências e desemprego em resultado da decisão do Governo de adiar a reabertura dos centros comerciais em Lisboa para 15 de …

Polícia empurra manifestante idoso em Buffalo. Vídeo causa indignação, mas protestos acalmam

Um vídeo gravado na cidade norte-americana de Buffalo, que mostra aquilo que parece ser um polícia a empurrar um manifestante idoso e a deixá-lo no chão a sangrar, aumentou esta quinta-feira a contestação contra a …

Cartão do Cidadão pode ser renovado por SMS a partir de 6 Junho

A renovação simplificada do Cartão de Cidadão por SMS vai estar disponível a partir de dia 6 de Junho, segunda uma nota do Ministério da Justiça (MJ). A medida envolve apenas as pessoas que não …

Na Suécia, quem tem sintomas de covid-19 pode fazer o teste gratuitamente

A Suécia vai fornecer testes de diagnóstico à covid-19 gratuitos a todas as pessoas que apresentem sintomas e realizar o rastreamento de contactos de todos os que estão infetados.  O anúncio surgiu esta quinta-feira, no mesmo …

Índia regista recorde de infetados com covid-19. Quase dez mil num só dia

A Índia registou outro recorde de novos casos de coronavírus, mais de 9.800 nas últimas 24 horas, período em que se contabilizaram 270 mortes, informou esta sexta-feira o Ministério da Saúde. A Índia regista agora 226.770 …