Povo do Paleolítico pode ter amputado os próprios dedos em forma de ritual

Na arte rupestre de todo o mundo, há um motivo em particular que aparece repetidamente: marcas das mãos das pessoas que visitaram as cavernas há muito tempo, impressas ou estampadas.

Ainda assim, em algumas cavernas decoradas pelos habitantes do Paleolítico de França e Espanha, algo curioso foi observado: parece que faltam dedos a um número muito alto destas mãos.

Durante muitos anos, esta peculiaridade tem sido objeto de intenso debate. Para os cientistas, parece que seria extremamente descuidado que tantos indivíduos perdessem tantos dedos acidentalmente.

Alguns arqueólogos argumentam que os artistas dobravam os dedos. Outros argumentam que as pessoas que habitavam aquelas regiões se envolviam numa prática comum: amputar os próprios dedos.

De acordo com um novo estudo, publicado a 21 de novembro no Journal of Paleolithic Archaeology, a amputação de dedos foi um comportamento comum em muitas regiões no passado.

“Os dados disponíveis parecem encaixar-se razoavelmente bem com a hipótese de que algumas pessoas do Paleolítico Superior se envolverem na amputação de dedos como um sacrifício religioso, disse Mark Collard, arqueólogo da Universidade Simon Fraser, no Canadá.

Existem várias evidências que a equipa de investigação recorre para as suas conclusões. Na Grotte de Gargas, em Hautes-Pyrénées, em França, foram registados 231 marcas de mão, feitos por cerca de 45 a 50 pessoas. Destes, 114 estão faltando um ou mais dedos.

Na Cosquer Cave, também em França, faltam 28 dedos em 49 mãos. Em Maltravieso, no oeste de Espanha, em 61 das 71 imagens da mão faltam dedos.

Há também evidências que sugerem que havia pessoas a quem faltavam dedos a fazer arte. Em Grotte de Gargas, o arqueólogo C. Barrière relatou em 1976, que há impressões de membros humanos encontrados em lama endurecida – alguns dos quais não têm dedos. Essas impressões têm a mesma idade que as marcas de mãos.

É possível que algumas pessoas no Paleolítico Superior tenham perdido dedos ou partes de dedos acidentalmente, por exemplo, por congelamento. Mas muitas das marcas de mão parecem ter falta de dedos – dois, três ou até quatro em alguns casos.

É aqui que a equipa traça uma linha diferente. Pesquisaram os Arquivos de Área de Relação Humana – um banco de dados de etnografias humanas globais – e encontraram 121 sociedades recentes em todo o mundo que praticam a amputação ritual do dedo, demonstrando que é uma prática real e difundida atualmente, ainda que esteja em processo de extinção.

“Fiquei chocado”, disse Collard. “Ainda continuamos a encontrar grupo após grupo que fez isto.”

As razões são variadas: foi praticado como uma expressão de extrema tristeza pela perda de um ente querido; como forma de identificação; como forma de marcar casamento; ou como uma forma de punição.

Pode também ser praticado como um ritual de sacrifício. Esta é a justificação que os investigadores  acreditam ser a explicação mais provável para o facto de as pessoas do Paleolítico Superior terem cortado os próprios dedos, oferecendo-os a uma divindade ou poder sobrenatural.

Isto poderá explicar a dinâmica de grupo, uma vez que os rituais religiosos mostraram fortalecer os laços interpessoais. Mas nem todo a gente está convencida.

“Nenhum dos casos etnográficos citados coincide com o padrão distinto visto nas marcas de mão da era do gelo – ou seja, um encurtamento sequencial do quinto, quarto e terceiro dedos, com o polegar poupado”, disse o arqueólogo Ian Gilligan, da Universidade de Sydney, que não participou na investigação. “Este padrão corresponde aos efeitos do congelamento. Corresponde à suscetibilidade diferente dos dedos ao congelamento”

Os arqueólogos da Universidade de Durham acreditam que a mutilação deliberada desta natureza seria equivalente ao suicídio – portanto, o ganho nas relações interpessoais não valeria o custo. Os investigadores sugerem que os dedos foram dobrados ou pintados por cima como uma forma de comunicação simbólica.

Mas nem a equipa de investigação afirma que a amputação é definitivamente o que ocorreu. “Embora o argumento para favorecer a hipótese da amputação não seja hermético, somos da opinião de que é forte o suficiente para garantir o tratamento da hipótese como se fosse correta para fins de investigação posterior”.

 

PARTILHAR

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …