Portugueses desenvolvem primeiro aerogel em spray para isolar foguetões

ImNotQuiteJack / Flickr

Aerogel, também conhecido como "fumo congelado"

Aerogel, também conhecido como “fumo congelado”

O primeiro aerogel em spray do mundo, gerado pela Active Aerogels com base nos materiais desenvolvidos em conjunto com uma equipa de investigadores de Coimbra, vai ser apresentado publicamente no Canadá.

O novo aerogel, que permite a “impermeabilização das superfícies mais complexas” e que, numa fase imediata, está dimensionado para isolar foguetões, vai ser “apresentado publicamente no mais importante congresso mundial do sector espacial”, o International Astronautical Congress, a decorrer entre 29 de setembro e 3 de outubro, em Toronto, no Canadá, anunciou a Universidade de Coimbra (UC).

Desenvolvido pela Active Aerogels, empresa criada na incubadora do Instituto Pedro Nunes, em Coimbra, em conjunto com uma equipa de investigadores da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, esta “revolucionária técnica de isolamento térmico permite a impermeabilização das superfícies mais complexas e estranhas que se possa imaginar”, afirma Bruno Carvalho, da Active Aerogels.

Mas, numa fase imediata, a nova técnica está dimensionada para “o isolamento de foguetões ou naves espaciais e para aplicações criogénicas, porque suporta pressões e temperaturas impensáveis”, sublinha Bruno Carvalho, citado numa nota distribuída pela UC.

“Nos vários testes efetuados, entre os 250 graus celsius negativos e os 200 graus celsius positivos, todas as propriedades se mantiveram intactas”, adianta o responsável, sustentando que “este aerogel em partículas é, sem dúvida, o isolamento do futuro”.

Por isso, acrescenta Bruno Carvalho, “decidiu-se fazer o lançamento público no congresso internacional de astronáutica”, onde estarão todas as agências espaciais e “os mais reputados académicos e empresários do setor espacial do mundo”.

O isolamento do futuro

Sucedâneo de uma nova geração de aerogéis, com “propriedades super-isolantes”, também inventada e patenteada por investigadores da UC e da Active Aerogels, a médio prazo, o aerogel em spray “poderá substituir as tradicionais espumas de isolamento térmico utilizadas na construção civil”, sustenta Bruno Carvalho.

“Estamos a explorar novos mercados e aplicações e à procura de parcerias financeiras para tornar possível a produção em massa”, assegura Bruno Carvalho, adiantando que “o objetivo é democratizar o uso deste novo material com propriedades únicas”.

Semelhante à confeção de gelatina, o aerogel é obtido a partir da mistura de reagentes que formam um gel, sendo, posteriormente, o líquido extraído por um processo exclusivo de secagem para garantir extrema leveza, densidade mínima e grande flexibilidade do material, explica a UC.

Além de possuir uma “excelente condutividade térmica” (isolamento), o aerogel desenvolvido em Coimbra é “hidrofóbico (repele a água)”, garantindo uma “longevidade muito maior em relação aos materiais isolantes existentes no mercado, que se deterioram facilmente”.

A investigação que deu origem a este “inovador aerogel” foi iniciada em 2006, já tendo sido investidos mais de 1,5 milhões de euros, suportados pela Agência Espacial Europeia, pelo QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) e por receitas próprias.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novo (e nono) caso positivo de covid-19 no Euro 2020

Billy Gilmour não vai participar no último jogo da Escócia na fase de grupos, que pode terminar com uma qualificação inédita. Há mais um futebolista infetado pelo novo coronavírus, entre os que foram convocados para a …

Governo britânico estuda isenção de quarentena para vacinados

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira estar a avaliar a possibilidade de isentar de quarentena pessoas totalmente vacinadas contra a covid-19 que cheguem do estrangeiro, mas evitou falar sobre a expansão da “lista …

Ministra da Saúde quer “ganhar tempo” com vacinação para conter variante Delta

A ministra da Saúde admitiu esta segunda-feira que a variante Delta do coronavírus SARS-Cov-2 se tornará dominante em Portugal e disse que a estratégia é acelerar a vacinação contra a covid-19. “O que estamos a assistir …

Pais de bombeiro que morreu relatam vegetação lastimável na EN 236-1

Os pais do bombeiro Gonçalo Conceição, que morreu na sequência de queimaduras nos incêndios de Pedrógão Grande, relataram esta segunda-feira, no Tribunal Judicial de Leiria, que a vegetação junto à Estrada Nacional (EN) 236-1 estava …

Em 2020, nasceram em casa o dobro dos bebés do ano anterior. Mas não existe regulamentação

No último ano, os partos em casa aumentaram para quase o dobro em Portugal. No entanto, esta é uma realidade ainda sem regulamentação e que as seguradoras recusam financiar. Mais de 1100 mulheres optaram por …

Noah brincou e "comportou-se de forma muito normal". Alta hospitalar já foi autorizada

A criança de dois anos e meio que esteve desaparecida mais de 30 horas em Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova, teve esta segunda-feira alta do Hospital Amato Lusitano, disse a diretora clínica daquela unidade hospitalar de …

Espanha. Indultos aos líderes catalães serão aprovados na terça-feira, anuncia Sánchez

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, informou que o conselho de ministros vai aprovar na terça-feira a concessão de indultos aos líderes independentistas catalães, anúncio feito esta segunda-feira, no Grande Teatro do Liceu, em Barcelona. "Amanhã [terça-feira], …

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego recua em maio

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego recuou 1,7% em maio em termos homólogos e 5,1% face a abril, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). De acordo com …

BE quer retirar da fatura elétrica taxa de carbono paga às barragens e eólicas

A coordenadora do Bloco de Esquerda anunciou, em Torres Novas, a apresentação de uma proposta para que os portugueses deixem de pagar taxa de carbono na energia produzida pelas barragens e eólicas, a exemplo do …

"Eternizar" moratórias de crédito "é negativo", defende Centeno

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, defendeu esta segunda-feira que não se pode "eternizar" as moratórias de crédito, concedidas para fazer face aos efeitos da pandemia na economia, e que empresas e …