Portugal vai pagar mais à União Europeia. Contribuição sobe para dois milhões

Álvaro Millán / Flickr

Portugal irá enviar mais dinheiro para os cofres da Comissão Europeia, de acordo com o quadro Financeiro plurianual 2021-2027.

De acordo com o jornal Público, a média anual dessas transferências deverá fixar-se nos 2,01 mil milhões de euros, montante que corresponde a 0,98% do Rendimento Nacional Bruto (RNB), um acréscimo perante o valor atual, que se fica pelos 1,69 mil milhões de euros (0,88% da riqueza nacional). O aumento, segundo a UE, deve-se à inflação e ao crescimento económico do país.

A diferença de 320 milhões a mais também estará ligada à necessidade de compensar a perda das contribuições do Reino Unido e o financiamento de novas políticas no próximo ciclo orçamental.

Todos estes dados foram divulgados na passada terça-feira pela Direção-Geral do Orçamento da União Europeia e mostra que, mesmo tendo em conta o aumento, Portugal continuará a receber mais do que aquilo que gasta, ou seja, vai continuar a pertencer à lista dos beneficiários líquidos.

Atualmente, esse balanço é de 2,41 mil milhões de euros, 1,25% do RNB. Apesar disso, o montante destinado aos fundos estruturais vai diminuir, ficando-se pelos 373 mil milhões de euros, menos 7% daquilo que está atualmente em vigor.

O financiamento do próximo orçamento plurianual para os Estados-membros não está a ter consenso entre os países que estão disponíveis para reforçar as transferências para o orçamento comum e os que não só não querem enviar mais dinheiro para Bruxelas como também defendem uma redução maior do valor global do próximo quadro Financeiro, que na proposta em questão ascende a 1,279 biliões de euros.

Na República Checa, na reunião do grupo dos países “Amigos da Coesão”, em Praga, António Costa disse que estes cortes “não têm pés para andar”, são inaceitáveis. “Nem vale a pena perder muito tempo com essa discussão. Temos é de nos centrar em construir uma solução de consenso, que tenha também em conta as preocupações dos países que gostariam de reduzir as suas contribuições”, contou à Lusa.

Gert Jan Koopman, o diretor-geral do Orçamento, explicou que os aumentos em questão são “moderados” e “correspondem ao aumento da despesa dos orçamentos nacionais para Financiar as políticas de fronteiras, o combate às alterações climáticas, a excelência científica”. “Quando propõem reduzir as contribuições nacionais não estão a poupar dinheiro do orçamento nacional mas sim a cortar no crescimento potencial do país, na base das políticas e dos programas que são financiados pela UE”, afirmou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …

Remédio contra piolhos está a ser usado contra covid-19. Infarmed e DGS investigam

"Centenas" de doentes de covid-19, em Portugal, têm sido tratados com o antiparasitário Ivermectina que é usado contra piolhos e lombrigas. Há médicos que o prescrevem e que também o tomam a título preventivo, embora …

Sporting bate recorde histórico, mas até o do 6-3 era melhor (quando Amorim não estava "do lado certo")

O Sporting não perde há 22 jogos e bateu o recorde de invencibilidade dos leões em jogos do campeonato que pertencia à equipa de 1981/1982. Um dado que deixa Ruben Amorim orgulhoso, mas o treinador …

"Estou a morrer." Constança luta por um medicamento para se salvar, Infarmed diz que não recebeu pedido do Hospital

Constança Bradell fez um apelo nas redes sociais, numa publicação em que descreve a luta que está a travar contra a fibrose quística. A jovem, de 24 anos, pede a aprovação do medicamento que lhe …

Um século de luta comunista comemorado com 100 ações pelo país

O mais antigo partido político comemora, esta sábado, 100 anos de existência. PCP vai festejar o aniversário com 100 ações pelo país. O PCP assinala, este sábado, os seus 100 anos com 100 ações, em mais …

Relações esfriadas. Moedas consultou Marcelo, mas dispensou conselhos de Passos

Antes de anunciar a sua candidatura a Lisboa, Carlos Moedas consultou Marcelo Rebelo de Sousa e falou com Paulo Portas. Com Pedro Passos Coelho só falou um dia depois de o seu nome ter sido …

Portugal não pode perder o comboio da Europa. Para Marcelo, é hora de aproveitar o novo ciclo

A crise que assolou o nosso país tem de ser aproveitada para "olhar para os problemas estruturais". A mensagem foi deixada pelo Presidente da República, nesta sexta-feira, na conferência de abertura do Festival P, com …

Santana não desiste e admite candidatar-se à Figueira (mesmo à revelia do PSD local)

Pedro Santana Lopes não fecha totalmente a porta e admite vir a candidatar-se à Figueira da Foz como independente. Mesmo que a concelhia do PSD já tenha tomado uma decisão e avance com Pedro Machado, Pedro …

Um Papa na "Terra de Abraão" pela primeira vez na História. Francisco em viagem inédita ao Iraque

Depois de 15 meses em Itália, o Papa Francisco regressou às viagens pastorais com uma visita de quatro dias ao Iraque, uma viagem inédita de um líder da Igreja Católica ao Iraque.  O Papa Francisco desafiou …