Inédito: Portugal começou um jogo sem jogadores da liga portuguesa

Etienne Laurent / EPA

Pepe e Rui Patrício

O campeonato português não teve qualquer representante no 11 inicial contra a França. Nunca tinha acontecido num jogo oficial da seleção nacional portuguesa.

Rui Patrício, do Wolverhampton; João Cancelo, Rúben Dias e Bernardo Silva, todos do Manchester City; José Fonte (Lille); Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund); Danilo (PSG); William (Bétis); Bruno Fernandes (Manchester United); João Félix (Atlético de Madrid); Cristiano Ronaldo (Juventus).

Foram estes os 11 futebolistas escolhidos por Fernando Santos para iniciar a receção à França, no jogo decisivo da Liga das Nações, que terminou com vitória francesa por 1-0. São 11 jogadores portugueses…e nenhum joga por um clube português. Nunca tinha acontecido.

Uma seleção portuguesa totalmente “estrangeira” – nunca se tinha verificado num jogo oficial da equipa das quinas. Analisámos os calendários de todos os Mundiais e Europeus (qualificação e fases finais), a Taça das Confederações 2017, as duas edições da Liga das Nações… Nunca tinha acontecido.

Pelo menos o guarda-redes jogava em Portugal (exceção para Ricardo, quando saiu do Sporting para o Betis, e para o atual Rui Patrício, desde que também deixou Alvalade); ou, na recente Liga das Nações, pelo menos Rúben Dias representava sempre o campeonato português. Agora Rui Patrício e Rúben Dias estão em Inglaterra.

Não é propriamente uma novidade olhar para a sele̵ção portuguesa e verificar que a grande maioria representa clubes estrangeiros. Nos jogos deste ano, 2020, ainda ia havendo a dupla de centrais “certinha”, com Pepe e Rúben Dias, e ainda Danilo, a colocarem FC Porto e Benfica na equipa. Rúben Dias e Danilo saíram de Portugal, Pepe estava lesionado… Zero resistentes.

Os resistentes nas fases finais

E este cenário não é recente. Se olharmos só para as fases finais das grandes competições, recuamos até 2006 e vemos que, no Mundial desse ano, Ricardo, na altura guarda-redes do Sporting, era o único titular habitual do campeonato português na seleção comandada por Scolari.

De 2006 para trás é fácil encontrar futebolistas do campeonato português em qualquer jogo de uma grande competição. Até porque, no mínimo, metade dos convocados para cada Europeu ou Mundial jogava em Portugal (ou mesmo a totalidade jogava num clube luso, se recuarmos ainda mais até ao Mundial 1966 e 1986 e até ao Europeu 1984).

De 2006 para a frente as coisas mudaram. No Europeu 2008 os resistentes no onze inicial habitual eram Bosingwa, Petit, João Moutinho e Nuno Gomes. Quatro jogadores da liga portuguesa – o número mais alto durante mais de uma década.

No Mundial 2010 jogavam Eduardo, Fábio Coentrão e Raúl Meireles. No Europeu 2012 eram Rui Patrício, João Pereira e João Moutinho.

No Mundial 2014 aconteceu algo curioso: no primeiro jogo, frente à Alemanha, só jogou Rui Patrício do campeonato português; no segundo encontro, com os Estados Unidos da América, Rui Patrício foi para o banco mas entrou André Almeida; no terceiro e último compromisso, nem Rui Patrício, nem André Almeida foram titulares – mas William Carvalho, Rúben Amorim e Éder foram.

Até que no famoso Europeu 2016, o Sporting comandou a baliza e o meio-campo, com a presença no onze inicial de Rui Patrício, William, Adrien e João Mário. Renato Sanches também foi titular, na final, por exemplo.

No último grande torneio, o Mundial 2018, Rui Patrício e William Carvalho foram titulares – sim, ambos já estavam de saída do Sporting depois do episódio em Alcochete, mas ainda tinham contrato com o clube de Alvalade nas datas dos jogos na Rússia.

Até que o dia 14 de novembro de 2020 fica para a história da seleção portuguesa, nesta particularidade: os 11 titulares estão em clubes estrangeiros.

E essa totalidade de jogadores de ligas estrangeiras quase durou o jogo todo contra a França, no Estádio da Luz. Só a cinco minutos do final, quando entraram Sérgio Oliveira (FC Porto) e Paulinho (Sporting de Braga) é que passou a haver emblemas portugueses representados na seleção nacional portuguesa. Porque os outros suplentes utilizados foram: Diogo Jota (Liverpool), João Moutinho (Wolverhampton) e Trincão (Barcelona).

NMT, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Supremo arrasa MP no e-toupeira. Espião do Benfica safa-se de quase todos os crimes

O Supremo Tribunal de Justiça deixou cair a maioria dos crimes no que se refere ao funcionário judicial do Tribunal de Guimarães Júlio Loureiro, conhecido como o espião do Benfica no caso e-toupeira, deixando reparos …

Espanha, França e Bélgica com descida de casos. Itália limita Natal e Madrid cancela festas de Ano Novo

Madrid, assim como Paris e Bruxelas, têm boas notícias - mas não o suficiente para suavizar medidas. Já em Itália há restrições adicionais e a cidade de Londres também considera também passar ao nível três, …

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …

Costa anuncia hoje medidas que vão vigorar nos períodos de Natal e de passagem de ano

O primeiro-ministro anuncia hoje as medidas de combate à covid-19 enquadradas pelo decreto presidencial de estado de emergência, que indicativamente vigorará até 7 de janeiro, incluindo os períodos de Natal e de passagem de ano. Na …