“Gente, já ganhámos isto!”: Portugal na final do Mundial de futsal

1

FPF / Facebook

Portugal celebra presença na final do Mundial de futsal

Campeões europeus vão estar no jogo decisivo de um Mundial pela primeira vez. Cazaquistão ficou para trás, campeã Argentina será o adversário no domingo.

O futebol português, no geral, continua a viver uma fase histórica nos últimos cinco anos. Depois dos títulos no futebol de 11 e no futebol de praia, e do Europeu de futsal, agora poderá chegar o Mundial de futsal. Portugal estará, pela primeira vez, na final de um Mundial da modalidade.

Os campeões europeus sofreram (como sofreram em todos os jogos da fase a eliminar), mas deixaram para trás o Cazaquistão, na meia-final. Empate a um golo após os 40 minutos, empate a dois após o prolongamento e vitória por 4-3 nas grandes penalidades.

Em Kaunas, na Lituânia, estiveram em campo, como se esperava, uma selecção a ter a bola durante mais tempo (Portugal) e uma selecção que era mais rápida e objectiva nos seus ataques (Cazaquistão).

Até foram os cazaques a marcar primeiro mas o vídeo-árbitro, também presente neste torneio, anulou o golo de Orazov – a bola tinha saído das quatro linhas, segundos antes do remate certeiro. 0-0 ao intervalo.

Logo ao terceiro minuto da segunda parte, Pany Varela apontou o seu sexto golo neste Mundial, abrindo o marcador num remate bem colocado.

Portugal tentou segurar a vantagem mínima mas, a 46 segundos do final, um ressalto infeliz em João Matos permitiu a Nurgozhin (guarda-redes avançado, na altura) encostar para o empate, ao segundo poste.

Prolongamento, um minuto decorrido: golo do Cazaquistão. Um livre direto, um remate muito forte de Douglas Júnior.

Mais emoções até perto do final e, desta vez, quando faltava 1m38 para o último apito, o ressalto (Pany) foi feliz, a bola sobrou para Bruno Coelho e o herói da final do Europeu igualou o resultado.

Antes do desempate por grandes penalidades, o seleccionador Jorge Braz disse aos seus jogadores: “Já ganhámos isto! Gente, já ganhámos isto!”.

Douglas Júnior e Knaub não marcaram; Pany falhou, mas todos os outros portugueses marcaram. E Portugal venceu por 4-3, com direito a lágrimas de Ricardinho e Bruno Coelho.

Na final, o adversário será a Argentina, que venceu o último Mundial, em 2016. No próximo domingo, a partir das 18 horas, vão encontrar-se o campeão mundial e o campeão europeu.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  Nuno Teixeira, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.