Portugal em 3º nas melhores políticas ambientais

SXC

foto: sxc

foto: sxc

Portugal é o terceiro país com melhor desempenho de políticas de alterações climáticas entre os 58 países mais industrializados, de acordo com o índice CCPI que será divulgado na segunda-feira, disse a Quercus.

O CCPI – Climate Change Performance Index é um índice sobre o desempenho das políticas de alterações climáticas, da responsabilidade da organização não governamental de ambiente GermanWatch e da Rede Europeia de Ação Climática, sendo que a Quercus integra nesta última entidade e «colaborou na avaliação qualitativa pericial efetuada a Portugal».

Em comunicado, a organização ambiental portuguesa refere que «Portugal ficou em 6.º lugar (onde os três primeiros não foram atribuídos) em termos de melhor desempenho relativamente às políticas na área das alterações climáticas», adiantando que esta classificação compara «o desempenho de 58 países que, no total, são responsáveis por mais de 90% das emissões de dióxido de carbono associadas à energia».

Na prática, refere a Quercus, «Portugal é o 3.º melhor país, na medida em que, tal como no ano passado, os três primeiros lugares estão vazios, por se considerar não haver, por agora, nenhum país merecedor do pódio no que respeita à proteção do clima».

À frente de Portugal ficaram a Dinamarca (1.º lugar) e o Reino Unido, com a Suécia em quarto lugar.

O objetivo deste índice «é aumentar a pressão política e social, nomeadamente nos países que têm esquecido o trabalho nacional no que respeita às alterações climáticas».

A Quercus recorda que no ano passado Portugal obteve o terceiro lugar do índice, «porém, uma revisão recente dos dados pela Agência Internacional de Energia fez com que, nos resultados do ano anterior, Portugal ocupasse efetivamente na quarta posição».

Este é o novo ano que o índice é divulgado, com Portugal no terceiro lugar «pela redução no uso de combustíveis fósseis, fomentada pelo contexto de crise, e pelos resultados da política energética devido, principalmente, ao investimento nos últimos anos em energias renováveis», refere a Quercus.

Nos outros países que necessitaram de ajudas externas, Grécia e a Irlanda, os resultados do índice foram contrários ao de Portugal.

«Sob os efeitos da crise e do controlo económico da troika, a Grécia abandonou todas as políticas climáticas» e a Irlanda «também piorou três lugares neste índice», aponta a Quercus.

«Por enquanto, Portugal melhorou a sua posição, a qual pode estar, contudo, ameaçada pela política menos construtiva do atual Governo, que já abrandou algos dos investimentos benéficos, em particular nas energias renováveis», alerta a organização ambiental.

A Polónia assume o penúltimo lugar do índice (45.º lugar), com a Grécia a ter o pior desempenho.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …

Rui Rio: PSD não está a cooperar com o PS, mas com o Governo em nome de Portugal

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que não está a cooperar com o PS, mas com o Governo de Portugal na crise da pandemia, esclarecendo que aquilo que defende é uma lógica …