Portugal em 31º lugar no top da corrupção (antes de Sócrates e dos Vistos Gold)

apr77 / Flickr

-

Portugal classificou-se em 31º na perceção da corrupção no setor público em 2014, revela o barómetro anual da Transparência Internacional, organização não-governamental contra o fenómeno, que avaliou um conjunto de 175 países em todo o mundo.

Relativamente a 2013, a perceção da corrupção em Portugal subiu dois lugares este ano, para se fixar com 63 pontos, na escala de zero a 100 pontos, um intervalo que vai desde o entendimento de país altamente corrupto até à existência de elevado grau de transparência. Esta pontuação deixa-nos empatados com Botswana, Chipre e Porto Rico no 31º lugar global, atrás de países como o Uruguai (21º) ou o Qatar (26º).

“Esta subida de dois lugares tem, infelizmente, pouco significado. A nível de pontuação, Portugal melhorou um ponto, recuperando o resultado que tinha em 2012″, notou o diretor executivo da Transparência e Integridade – Associação Cívica (TIAC), a representação portuguesa na Transparência Internacional.

João Paulo Batalha esclareceu que o registo de Portugal mostra que se chegou “ao limite daquilo que conseguiremos melhorar sem adotarmos uma estratégia coerente e continuada para o combate à corrupção em Portugal”.

Em referência à Operação Labirinto, relacionada com a concessão de vistos dourados e que resultou na detenção de altas figuras do Estado, e à prisão preventiva do ex-primeiro-ministro José Sócrates, o diretor executivo da TIAC assinalou que “os escândalos recentes revelam bem a fragilidade” de Portugal.

João Paulo Batalha considerou mesmo que os recentes casos judiciais, com indícios de corrupção e também branqueamento de capitais e fraude fiscal, “poderão ter um impacto muito negativo na reputação internacional” de Portugal e tal “poderá refletir-se no índice de 2015“.

“Temos um ano para provar que o nosso país está empenhado em combater a corrupção, dando à Justiça os meios necessários para atuar e criando mecanismos de integridade pública que assegurem uma economia mais limpa e uma sociedade mais justa, onde todos tenham a oportunidade de trabalhar, investir e criar riqueza sem recorrer a esquemas de facilitismo, acesso indevido e corrupção”, sustentou.

Portugal é o 17º país europeu no relatório de perceção de corrupção, sendo precedido por Dinamarca, Finlândia, Suécia, Noruega, Suíça, Holanda, Luxemburgo, Alemanha, Islândia, Reino Unido, Bélgica, Irlanda, Áustria, Estónia, França e Chipre.

O barómetro de 2014 da Transparência Internacional apresenta a Dinamarca e a Nova Zelândia como os países em que é menor a perceção de corrupção e Coreia do Norte e Somália como nações altamente corruptas.

Para a elaboração deste relatório anual, a Transparência Internacional utiliza dados de instituições independentes especializadas em análises sobre governabilidade e ambiente de negócios.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens …

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …