Pneumologista Filipe Froes defende que Portugal deve “reservar agora” vacinas da gripe

O coordenador do gabinete de crise da Ordem dos Médicos, Filipe Froes, defendeu hoje que Portugal deve “reservar agora” as vacinas da gripe para assegurar as doses necessárias, advertindo que são “escassas” e outros países já estão a adquiri-las.

No dia 27 de maio, o Governo autorizou a realização da despesa pelas Administrações Regionais de Saúde (ARS) com a aquisição da vacina contra a gripe para a época 2021/2022.

Para Filipe Froes, “a reserva das vacinas da gripe tem que ser feita com a máxima antecedência de maneira a garantir um número de vacinas que, cada vez mais, é escasso perante as solicitações dos outros países”.

O pneumologista realçou em declarações à agência Lusa que uma das lições reforçadas com a pandemia foi “a importância do planeamento, da organização e da antecipação”, dando o exemplo da Alemanha que fez há “vários meses” praticamente toda a encomenda das vacinas que necessita.

“Nós não podemos dizer que vamos antecipar e preparar e depois deixar tudo para uma altura em que estamos limitados e ficar com os restos”, alertou.

Para Filipe Froes, a gripe deve ser observada este ano de “uma maneira diferente” porque não houve atividade gripal nem em Portugal nem nos restantes países do Hemisfério Norte à semelhança do que já tinha acontecido no Hemisfério Sul.

Esta situação, segundo o especialista, tem um lado positivo e outro menos positivo.

“Do lado positivo, significa que as medidas de intervenção não farmacológicas foram eficazes para a diminuição da circulação dos vírus respiratórios, nomeadamente do vírus da gripe e do vírus sincicial respiratório, e para diminuir significativamente o seu impacto na comunidade”, adiantou.

Do lado menos positivo, “ao não haver gripe nós todos não tivemos capacidade de desenvolver reforço da imunidade, não tivemos capacidade de efetuar uma vigilância epidemiológica adequada e estamos perante uma situação de maior risco, não só de atividade gripal mais forte, bem como maior risco de discordância antigénica, ou seja, as vacinas não terem a concordância desejada em relação às estirpes do vírus influenza que estão na vacina e às estirpes em circulação”, explicou.

Por outro lado, considerou, o facto de a maior parte da população, nomeadamente a de risco, não ter tido contacto com o vírus influenza também fez com que “a sua imunidade não tenha sido estimulada, não tenha sido reforçada e, portanto, tenha diminuído, o que a fragiliza”.

Mas esta situação não constitui “uma surpresa”: “Já sabemos que em anos em que há menos gripe habitualmente no ano seguinte há mais gripe”.

Filipe Froes realçou que este é “o cenário” para o qual o país tem que se preparar, antecipando a reserva de vacinas, e pedindo às pessoa com sintomas de gripe que usem máscara, à semelhança do que se verifica noutras culturas, nomeadamente no Extremo Oriente, e evite aglomerados para se proteger, mas sobretudo para diminuir o risco de transmissão a outros.

“Ao termos que nos preparar, temos que provavelmente este ano antecipar a reserva de vacinas, porque os outros países também estão a fazer o mesmo e vão comprar mais, e, portanto, temos que nos precaver perante o mercado à escala global de maior procura e menos oferta”, reiterou.

Segundo uma resolução do Conselho de Ministros publicada em Diário da República em 31 de maio, os encargos com a aquisição da vacina não podem exceder os 6.229.246,35 euros, aos quais acresce o IVA, na ARS do Norte, os 2.790.450,00 euros na ARS do Centro, os 5.036.325,00 euros na ARS de Lisboa e Vale do Tejo, os 286.200,00 euros na ARS do Alentejo e os 509.356,50 euros na ARS do Algarve.

A agência Lusa questionou a Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre quantas vacinas Portugal vai adquirir este ano e se o país já fez alguma reserva, mas ainda não obteve resposta.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É de prever mais uma escandalosa situação como a do Ano passado. Escassez de Vacinas contra a gripe sazonal, impossibilidade de escolha de marca, Vacinação atrasada, e pessoas por Vacinar. Espero não ter razão em duvidar !

RESPONDER

Treze meses depois, Coreias voltam a falar ao telefone

As comunicações telefónicas estavam cortadas entre as duas Coreias desde junho de 2020, mas os dois países retomaram os contactos esta terça-feira. As duas Coreias retomaram esta terça-feira a comunicação telefónica 13 meses depois de ter …

Benfica: Kaio Jorge não quer jogar em Portugal (e alínea pode impedir saída)

Santos aceitou proposta vinda da Luz mas o jovem avançado prefere o campeonato italiano. E ainda há uma alínea no contrato que vai ser analisada. O Benfica apresentou uma proposta pela contratação de Kaio Jorge, com …

Quase 70% dos internados em UCI têm menos de 59 anos

Quase 70% dos doentes com covid-19 em unidades de cuidados intensivos (UCI) têm menos de 59 anos, revelou a Ordem dos Médicos, indicando que em enfermaria os doentes abaixo dessa faixa etária são cerca de …

Reunião no Infarmed. Especialistas propõem plano de quatro níveis (e a máscara cai no nível 2)

A sede da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed), em Lisboa, voltou a acolher mais uma reunião de peritos esta terça-feira. Foi apresentada uma proposta de alteração da matriz de risco, assente em quatro níveis. Portugal não …

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas registadas em Portugal

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas contra a covid-19 foram registadas em Portugal e houve 68 casos de morte comunicados em idosos, mas não está demonstrada a relação causa-efeito, segundo o Infarmed. De …

Incêndios "sem precedentes" devastam Sardenha

Condições climatéricas adversas e severas, como altas temperaturas e ventos fortes, estiveram na origem dos incêndios florestais que se registaram em vários países do sul do continente europeu, como Itália, Espanha, França ou Grécia. A ilha …

Gabriel foi afastado do plantel e pode ser reforço de Rui Vitória

Jorge Jesus não conta com Gabriel para a próxima temporada e já colocou o médio a treinar à parte do plantel, acompanhado por um preparador físico. O Benfica está a trabalhar com o representante do jogador …

Governo quer reduzir para três o número de testemunhas em processos civis

O Governo quer reduzir para três o número máximo de testemunhas por cada facto que se queira ver provado em tribunal no âmbito de um processo, visando aumentar a celeridade e estabelecer um critério de …

Myanmar. Junta militar anula resultados das eleições de 2020

Militares entendem que a votação não foi "livre e justa". Anúncio da anulação das eleições de 2020 não foi acompanhado de uma data para a realização de um novo ato eleitoral — tal como seria …

Contas públicas agravam-se face a 2020. Receita fiscal volta a crescer

Ministério de João Leão atribui incumprimento à terceira vaga da economia, que significou novas restrições à circulação e nos horários dos estabelecimentos. A receita fiscal e contributiva cresceu, um sinal animador para uma recuperação económica …