Portugal vive a partir desta quinta-feira em “crédito ambiental” até ao fim do ano

Portugal começa esta quinta-feira a viver a “crédito ambiental”, ou seja, os cidadãos consumiram todos os recursos que permitiriam viver de forma sustentável este ano, alertou a associação ambientalista Zero, assinalando que todos os anos esta data chega mais cedo.

“Se todas pessoas do mundo consumissem como consumimos em Portugal, a partir do dia 13 de maio nós teríamos que acionar um cartão de crédito ambiental. Passaríamos todos a ter que usar recursos para satisfazer necessidades de mobilidade, alimentação e habitação que só devíamos usar a partir do início do próximo ano”, disse à agência Lusa a ativista Susana Fonseca.

A especialista assinalou que Portugal, “não sendo obviamente o primeiro país do mundo que atinge este limite”, está a fazê-lo “muito antes de meados do ano”.

“A cada ano que passa temos esta tendência de ter que usar os recursos do ano seguinte cada vez mais cedo”, acrescentou, uma vez que no ano passado, por exemplo, o dia da sobrecarga só chegou em 25 de maio.

A Zero indicou que “os cálculos têm em conta dados de vários anos, pelo que não espelham de forma clara as implicações da pandemia na pegada ecológica” portuguesa.

Susana Fonseca apontou que as áreas que têm mais peso na pegada ecológica de Portugal são alimentação, responsável por 32 por cento do consumo de recursos, e a mobilidade.

“Não obstante todos os esforços que fazemos pela eficiência energética, pela reciclagem, não estamos a conseguir reduzir a nossa pegada ecológica, estamos é a aumentá-la”, lamentou a especialista.

José Sena Goulão / Lusa

Para a Zero, “Portugal tem uma oportunidade única de aproveitar o Programa de Recuperação e Resiliência, a par com fundos de apoio europeus” para fazer transformações nos padrões de consumo.

Susana Fonseca apontou igualmente como objetivos a redução do consumo de proteína animal e a aposta numa “alimentação típica mediterrânica, com mais vegetais, leguminosas e mais fruta”.

Salientou que o consumo de proteína animal dos portugueses ultrapassa “o recomendado pela própria Direção-Geral da Saúde”. De acordo com os dados para Portugal, os cidadãos consomem três vezes mais carne do que se recomenda na roda dos alimentos, metade dos vegetais, um quarto das leguminosas e dois terços da fruta.

Defendeu ainda que a mobilidade sustentável está ao alcance com mais percursos a pé, de transporte público ou de bicicleta e privilegiando os meios de reunião por videoconferência em substituição de tantas viagens de avião.

A Zero recomendou uma mudança da mentalidade “usar e deitar fora” para uma assente no princípio de “ter menos, mas de melhor qualidade”.

Para isso, Susana Fonseca salientou que é preciso que os consumidores tenham escolhas sustentáveis que sejam acessíveis, para que deixe de acontecer como agora, em que mais sustentável equivale a mais dispendioso.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PSD ignora decisão da concelhia na Guarda e escolhe candidato à revelia

A direção nacional do PSD é acusada de ter ignorado a decisão da concelhia na Guarda e ter escolhido um candidato às eleições autárquicas à revelia. Um grupo de militantes da Guarda apresentou uma queixa ao …

Medina apresenta auditoria sobre manifestações em Lisboa “nos próximos dias”

O Presidente da Câmara de Lisboa revelou que “na sequência da auditoria”, que será conhecida nos próximos dias, irá tomar “as medidas para assegurar que não voltam a acontecer” falhas na proteção de dados de …

As abelhas-operárias reproduzem-se fazendo clones (quase perfeitos) de si mesmas

Uma equipa de investigadores da Universidade de Sydney descobriu que as abelhas-operárias, uma espécie encontrada na África do Sul, se reproduzem fazendo clones quase perfeitos de si mesmas. Algumas pesquisas anteriores indicavam que algumas abelhas-operárias se …

"Quero entender o que aconteceu comigo": Eriksen já reagiu ao colapso em campo

O internacional dinamarquês Christian Eriksen já reagiu à sua queda inanimada dentro do relvado, dizendo que está melhor e que quer entender o que aconteceu. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do Grupo …

Segunda tentativa. Ricardo Salgado começa hoje a ser julgado no âmbito da Operação Marquês

O ex-banqueiro Ricardo Salgado, de 76 anos, deverá começar a ser hoje julgado por três crimes de abuso de confiança, devido a transferências de mais de 10 milhões de euros, no âmbito do processo Operação …

Partilha de publicação sobre recandidatura de Rui Moreira foi “erro de funcionária”

Autarquia portuense diz que publicação sobre recandidatura de Rui Moreira no site da Feira do Livro foi um erro já assumido por uma funcionária. Este domingo, o PSD-Porto acusou o independente Rui Moreira de “utilização de …

Teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje. Exceto em quatro concelhos

O teletrabalho deixa de ser obrigatório a partir de hoje, passando a ser recomendado na generalidade do território de Portugal continental, exceto nos quatro concelhos que apresentam taxas de incidência de covid-19 superiores aos limites …

Variantes do coronavírus podem escapar dos anticorpos espalhando-se através de supercélulas

Variantes do coronavírus, como a britânica e a sul-africana, podem escapar dos anticorpos espalhando-se através de supercélulas, revela um novo estudo. Os anticorpos que criamos depois de sermos infetados com um vírus ou vacinados contra ele …

Estudo apresenta nova visão sobre a forma como os continentes se formaram

Um estudo liderado por geólogos da Monash University apresenta uma nova visão sobre a forma como os primeiros continentes da Terra se formaram. Apesar da Terra se ter formado há mais de 4,5 mil milhões de …

Cientistas descobrem novo exoplaneta semelhante a Neptuno

Uma equipa internacional de colaboradores, incluindo cientistas do JPL da NASA e da Universidade do Novo México, descobriram um novo exoplaneta temperado, do tamanho de Neptuno, com um período orbital de 24 dias orbitando uma …