Portugal está “em condições invejáveis” de produzir hidrogénio verde, diz ministro do ambiente

Mário Cruz / Lusa

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes

“Estamos mesmo em condições invejáveis de sermos um grande produtor de hidrogénio verde”, assegurou o ministro do ambiente e da ação climática, João Pedro Matos Fernandes, no terceiro de quatro debates do Expresso e da Deloitte sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

“Estamos em condições invejáveis para alterarmos um pressuposto que parecia um axioma no qual nunca poderíamos mexer: transformar Portugal, um país altamente dependente do exterior em termos energéticos, num país que pode, afinal, exportar energia”, disse no evento de 05 de março dedicado aos 2888 milhões de euros de subsídios europeus que Portugal terá para apoiar a transição climática.

O PRR prevê um investimento de 371 milhões de euros para investir no hidrogénio e energias renováveis. “Ainda somos um país altamente dependente do exterior. Mais de 80% da energia vem de fora”, referiu. “Já tivemos, não há muitos anos atrás, cerca de 82%/83% da energia consumida a ser importada. E hoje estamos na casa dos 74%”.

“Mesmo produzindo 80% da eletricidade que consumiremos em 2030 por via de fontes renováveis, a nossa dependência energética do exterior andará à volta dos 60%/61%”, sublinhou Matos Fernandes.

E alertou: “Não quero ser catastrofista, mas as condições de vida que estamos a criar no planeta são insustentáveis para a nossa própria espécie”.

“Andamos há 30 anos a dizer uma coisa que me parece uma verdade questionável – que temos de salvar o planeta. Não se preocupem com o planeta. O planeta vai continuar a girar sobre si próprio e a andar à volta do sol e outras espécies se adaptarão ao planeta com condições climáticas completamente diferentes ou piores ainda do que as que temos hoje. Nós é que não nos aguentamos”, acrescentou.

A mobilidade sustentável “vai contar com €1032 milhões em subvenções e €300 milhões em empréstimos. Pretende dar um forte contributo para a melhoria dos sistemas de transporte públicos coletivos, destacando-se os investimentos na expansão das redes de metro de Lisboa e do Porto”, explicou Sérgio Oliveira, da Deloitte, apontando as quatro apostas do PRR além do hidrogénio e renováveis

“Em segundo lugar, temos a descarbonização da indústria, com uma dotação de €715 milhões em subvenções. Visa alavancar a descarbonização do sector industrial e empresarial e promover uma mudança de paradigma na utilização dos recursos, de modo a contribuir para acelerar a transição para uma economia neutra em carbono”, indicou.

A eficiência energética em edifícios – com uma dotação de €620 milhões em subvenções – “privilegiará a reabilitação e o aumento da eficiência energética, mediante o fomento de uma progressiva eletrificação, uso de equipamentos mais eficientes e o combate à pobreza energética”, continuou.

A “bioeconomia sustentável – com uma dotação mais baixa de €150 milhões em subvenções – pretende acelerar a produção de alto valor acrescentado a partir de recursos biológicos”, concluiu.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Hidrogénio verde?? Ah, ah, ah! Venha o hidrogénio verde, e com ele mais uma brutal carga de impostos!! Alguém me pode explicar porque é que em tempo de confinamento o gasóleo está a mais de 1,50 euros/litro??

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …