Portugal com 60 083 infeções e 139 mortes entre 12 e 18 de abril

De acordo com o boletim semanal da DGS, a maior parte dos novos casos e dos óbitos ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo.

Portugal registou, entre 12 e 18 de abril, 60.083 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, 139 mortes associadas à covid-19 e uma redução de 14 doentes em cuidados intensivos, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim epidemiológico semanal da DGS, em relação à semana anterior, registaram-se mais 706 casos de infeção, verificando-se ainda uma redução de nove mortes na comparação entre os dois períodos.

Quanto à ocupação hospitalar em Portugal continental por covid-19, a DGS passou a divulgar às sextas-feiras os dados dos internamentos referentes à segunda-feira anterior à publicação do relatório.

Com base nesse critério, o boletim indica que, na última segunda-feira, estavam internadas 1.207 pessoas, mais 35 do que no mesmo dia da semana anterior, das quais 46 doentes em unidades de cuidados intensivos, menos 14.

A região de Lisboa e Vale do Tejo concentrou o maior número de novos casos (20 703), seguindo-se o Norte (16 100), Centro (11 762), Alentejo (4102), Algarve (3107), Madeira (2240) e Açores (2069). A faixa etária onde se identificaram mais contágios foi entre os 40 e 49 anos (9928).

A maioria das vítimas mortais tinha 80 ou mais anos. A nível da regiões, a maior parte das mortes ocorreu em Lisboa e Vale do Tejo (44), seguindo-se o Centro (40), Norte (27), Algarve (nove), Alentejo e Madeira (oito cada) e Açores (três).

A transmissibilidade, conhecida como r(t), aumentou para 1 e a incidência cumulativa de casos por 100 mil habitantes a 14 dias também aumentou ligeiramente de 577 para 583.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.