Porto vs Marítimo | Dragão derruba muralha insular

O FC Porto não permitiu veleidades ao Marítimo – nem aos seus rivais, que ganharam os seus jogos desta 15ª jornada, na luta pelo primeiro lugar,  – e venceu em casa por 3-1.

Num jogo que começou complicado, perante o posicionamento muito recuado dos visitantes, os “dragões” acabaram por ter uma segunda parte tranquila e de domínio avassalador (74% de posse), muito por culpa da inferioridade numérica contrária desde o final do primeiro tempo, por expulsão de João Gamboa.

Assim, Moussa Marega, um ex-jogador da formação insular, acabou por decidir a partida, com um bis.

O Jogo explicado em Números

  • Domínio esperado do FC Porto desde o início, mas com dificuldades para penetrar no bloco baixo do Marítimo. Nos primeiros dez minutos, os “dragões” registavam 66% de posse de bola e um remate apenas, por Brahimi, ao lado da baliza de Charles.
  • A pressão portista foi-se intensificando e, aos 19 minutos, após canto da esquerda apontado por Alex Telles, Diego Reyes fez o 1-0, de cabeça, ao quinto remate dos “azuis-e-brancos”, o segundo enquadrado. Nesta altura o Porto já conseguia entrar facilmente na área contrária, tendo quatro dos disparos portistas acontecido nesta zona.
  • No entanto, a resposta insular surgiu aos 26 minutos. Jogada de contra-ataque, com Ricardo Valente a obrigar José Sá a defesa apertada. Na insistência, Fábio China cruzou, a bola acabou por chegar a Fábio Pacheco e este rematou para o 1-1. A bola, no entanto, ainda desviou em Maxi Pereira, traindo.
  • A meia-hora chegou com ambiente mais nervoso. O Porto muito acutilante, sempre na procura do golo, perante um Marítimo tranquilo. Os insulares chegavam a esta fase apenas com 33% de posse mas com dois remates enquadrados em três, contra as seis tentativas do Porto, também duas com boa direcção. A eficácia de remate ditava a igualdade.
  • Aos 39 minutos, João Gamboa viu o segundo cartão amarelo (o primeiro foi mostrado aos 36), pelo que o Marítimo se viu em inferioridade numérica bem cedo no jogo. Um rude golpe para os insulares.
  • Facto devidamente aproveitado por Marega, já nos descontos do primeiro tempo, com Brahimi a lançar o maliano e este a “fuzilar” Charles de pé esquerdo para o 2-1.
  • Jogo muito difícil para o Porto ao intervalo. Perante um Marítimo fechado e sem dar espaços, os “azuis-e-brancos” colocaram-se na frente num lance de bola parada e, a seguir, deixaram-se empatar.
  • E foi já em superioridade numérica que Marega empatou, em cima do descanso.
  • Um resultado que, ainda assim, se ajusta pelo domínio dos homens da casa, que registaram nesta fase 71% de posse de bola e remataram nove vezes, três delas enquadradas (4-2 para o Marítimo). O melhor ao intervalo era o maritimista Fábio Pacheco. O médio marcou um golo no único remate que realizou e atingiu os cinco desarmes, máximo da partida – GoalPoint Rating de 6.4.
  • Muitas dificuldades para o Marítimo travar o FC Porto no arranque do segundo tempo. Nos primeiros 15 minutos, os insulares não passaram dos 24% de posse e de um remate, ao lado. Os “dragões”, por seu turno, fizeram quatro disparos, um enquadrado, e ganharam 62% dos duelos individuais.
  • O domínio portista no segundo tempo era total. Por volta dos 70 minutos, os “azuis-e-brancos” registavam 82% de posse, só na segunda parte, para além de seis remates. Os insulares, por seu turno, com menos um jogador, não tinham problemas em fechar-se na sua área. O problema é que no ataque eram quase inexistentes. Nesta altura, o Porto registava um total de 21 cruzamentos de bola corrida; o Marítimo, um.
  • Adivinhava-se o terceiro golo do Porto, que surgiria aos 78 minutos. Tal como no 2-1, Brahimi lançou Marega em profundidade e este fez o golo, o seu 12º tento na Liga. O jogo estava totalmente controlado pelos portistas, e a vitória já não lhes fugia.

O Homem do Jogo

Num jogo em que se previa uma dura batalha perto – ou dentro – da grande área maritimista, o melhor em campo, e autor de um bis, acaba por não espantar ninguém. A velocidade e presença física de Moussa Marega foram fundamentais na forma como o maliano desgastou a defesa contrária.

Aos dois golos, Marega juntou cinco remates (três deles enquadrados), todos realizados na grande área insular.

O atacante tentou ainda nove vezes o drible, com sucesso em quatro, e fez um passe para finalização. Terminou, assim, com um GoalPoint Rating de 7.8.

Jogadores em foco

  • Yacine Brahimi 6.9 – O argelino fez uma parceria de respeito com Marega, pois os dois golos do maliano surgiram após assistências de Brahimi. O extremo tentou o drible em 11 ocasiões, com sucesso em sete delas, pecando apenas nas perdas de bola (26).
  • Ricardo Pereira 7.2 – O segundo melhor da noite. Sérgio Conceição parece apostado em dar o lugar de extremo-direito ao português, que, com Maxi Pereira nas costas, forma um corredor muito consistente a defender e perigoso a atacar. Ricardo criou uma ocasião flagrante de golo e terminou a partida com cinco desarmes.
  • Alex Telles 7.2 – O brasileiro ficou apenas umas centésimas abaixo do rating de Ricardo Pereira. Telles voltou a mostrar toda a sua qualidade, em especial no momento ofensivo, com uma assistência em sete passes para finalização (máximo da jornada), dez cruzamentos tentados e três eficazes, para além de cinco intercepções (novo máximo da ronda) e 18 vezes a bola colocada na área contrária.
  • Fábio Pacheco 6.3 – O melhor do Marítimo. O médio não só marcou o golo da sua equipa, como terminou com oito desarmes, o máximo desta jornada.
  • Fábio China 2.8 – O lateral-esquerdo do Marítimo teve uma noite para esquecer, que lhe valeu o segundo pior rating da temporada. Tentou apenas 27 vezes o passe e errou 12, cinco deles no próprio meio-campo, somou 20 perdas de bola e falhou quatro tentativas de desarme.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas querem hibernar astronautas nas viagens para Marte

A NASA quer enviar astronautas para Marte em 2033. Mas o processo pode ter muitas complicações e uma delas é a duração da viagem que, sem a invenção de uma tecnologia que alcance velocidades relativistas, …

O primeiro protótipo em tamanho real da Starship explodiu durante um teste

O primeiro protótipo completo em aço inoxidável da nave Starship da empresa norte-americana Space X explodiu durante um teste levado a cabo na passada quarta-feira, 20 de novembro, nos Estados Unidos. O incidente ocorreu nas …

Ex-governador brasileiro condenado a mais de 10 anos de prisão

O ex-governador do estado brasileiro de Minas Gerais foi condenado, esta quinta-feira, a uma pena de 10 anos e seis meses de prisão pela Justiça Eleitoral do país. Fernando Pimentel foi considerado culpado dos crimes de …

Áudio das viagens na Uber vai poder ser gravado

A partir de dezembro, a Uber vai passar a oferecer aos utilizadores no Brasil e no México a possibilidade de gravar o áudio da viagem com o objetivo de melhorar a segurança do motorista e …

Mourinho quer ser campeão no próximo ano (e não precisa de reforços)

O treinador português foi oficialmente apresentado como técnico do Tottenham, esta quinta-feira, e diz que já tem em vista a conquista do campeonato na próxima época. José Mourinho admitiu hoje que o título de campeão inglês …

Casal homossexual de pinguins "roubou" um ovo para poder ter a sua família

Um casal homossexual de pinguins de um jardim zoológico na Holanda estava tão ansioso por ter as suas crias que não resistiu à tentação e acabou por roubar um ovo de outro par. De acordo com …

Gabriel renova contrato com o Benfica até 2024

O médio brasileiro renovou contrato por mais uma época com o Benfica, até 2024, anunciou, esta quinta-feira, o clube no seu site oficial. "Estou muito feliz com esta renovação por mais um ano, é uma forma …

Malta Files permitiu ao Fisco recuperar milhões. Rui Pinto diz que foi um dos denunciantes

O pirata informático assumiu, esta quinta-feira, ter sido um dos denunciantes dos Malta Files, que permitiu ao Fisco identificar cidadãos e empresas portugueses que se aproveitaram do regime fiscal maltês para pagar menos impostos. "De acordo …

Há 5 anos que aparecem maços de notas nas ruas de uma aldeia inglesa (e ninguém sabe porquê)

Os residentes de uma aldeia inglesa andam a descobrir maços de notas nas ruas desde 2014. Um mistério que, até agora, ninguém conseguiu explicar. Mas há várias teorias e uma envolve o Pai Natal! O dinheiro …

Em 2018, só nove crianças foram colocadas em famílias de acolhimento

Apenas nove crianças tiveram uma medida de proteção em regime de acolhimento familiar em 2018, sendo que quase todas as crianças sinalizadas pelas comissões de menores ficaram na família, a maioria junto dos pais. De acordo …