População africana perdeu 630 milhões de anos de vida saudável num ano por doenças

Cerca de 630 milhões de anos de vida saudável foram perdidos em 2015 devido às doenças que afetam a população dos 47 Estados-membros da OMS em África, segundo um relatório apresentado em Cabo Verde.

Os dados constam no estudo “Um fardo pesado: O Custo da Doença para a Produtividade em África”, que foi apresentado durante o segundo Fórum Africano de Saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS) que decorre na cidade da Praia até quinta-feira.

Além dos anos de vida, a OMS acrescenta que estas doenças representam uma perda de mais de 2,4 mil milhões de dólares no valor do Produto Interno Bruto anual da região. Quase metade do total de anos perdidos em vidas saudáveis estão concentrados em cinco países: República Democrática do Congo, Etiópia, Nigéria, África do Sul e Tanzânia.

O relatório indica que as doenças não transmissíveis ultrapassaram as doenças infecciosas na maior causa de redução da produtividade, representando 37% do “fardo” da doença. Seguem-se as doenças transmissíveis e parasitárias, os problemas maternos, neonatais, relacionados com a nutrição e as lesões.

Na introdução do documento, a diretora regional da OMS para África, Matshidiso Moeti, que se encontra em Cabo Verde, refere que, quatro anos após a implementação dos esforços dos países para alcançar a cobertura de saúde universal (CSU), a despesa média atual com a saúde na região “fica aquém desta expetativa”.

A cobertura universal exigiria que os países da região africana da OMS gastassem, em média, pelo menos 271 dólares per capita por ano em saúde, ou seja, 7,5% do PIB da região. As conclusões do estudo da OMS sobre o fardo das doenças sugerem que o reforço dos sistemas de saúde deve centrar-se tanto nos países ricos como nos pobres e em todas as idades, bem como em categorias específicas de doenças.

O economista da Saúde do Escritório Regional da OMS para África Grace Kabaniha refere que “este relatório ilustra como o cumprimento das metas críticas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da saúde, incluindo a cobertura universal da saúde, contribuiria para os esforços de erradicação da pobreza em grande escala, para reduzir as disparidades na esperança de vida, para combater a exclusão social e para promover a estabilidade política e o desenvolvimento económico na região africana da OMS”.

O documento sustenta que os ministérios da Saúde devem dialogar com os ministérios das Finanças sobre a alocação de recursos, uma vez que “a saúde é um investimento estratégico para o desenvolvimento”.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Teste à covid-19

Subvariante da Delta identificada em Israel. Em Portugal há nove casos

Em Portugal, já foram detetados nove casos da variante AY4.2, subvariante da Delta, de acordo com o mais recente relatório do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge sobre diversidade genética do novo coronavírus SARS-CoV-2. O …

FCSH diz que "não existe matéria que comprometa a integridade" do CV de Raquel Varela

O Conselho Científico da FCSH da Universidade Nova de Lisboa diz que não há "matéria que comprometa a integridade" do CV da investigadora Raquel Varela. A investigadora Raquel Varela viu-se envolvida numa polémica depois de ter …

Mexidas no PSD já se fazem sentir no pagamento de quotas dos militantes

Para além de no Conselho Nacional se ter superiorizado a Rio com os conselheiros a chumbarem o adiamento das eleições internas, Rangel conseguiu outra vitória que passou despercebida a alguns: o prolongar de prazos das …

No Reino Unido, o aumento de infeções está a causar preocupação. O que explica este cenário?

No Reino Unido, os casos e internamentos estão a subir, sendo que alguns especialistas já apelam a um regresso de algumas restrições antes do inverno. Mas o que pode estar a causar este aumento dos …

Flamengo acelera compra do Tondela e planeia chegar à Champions em sete anos

O Flamengo quer concluir a compra do Tondela até ao final do ano e planeia levar o clube à Liga Europa dentro de quatro anos e à Champions dentro de sete a oito anos. Num modelo …

Há hospitais em "estado de calamidade" por todo o país

Os presidentes das secções regionais da Ordem dos Médicos consideram que a situação que o SNS ultrapassa atualmente não é nova e que é culpa da "ausência de liderança por parte da tutela". A situação de …

O internacional português Cristiano Ronaldo a festejar um golo.

"O Teatro dos Sonhos está a arder" e Ronaldo foi o piromaníaco da reviravolta

Cristiano Ronaldo fez o golo que deu a vitória ao Manchester United, esta quarta-feira, frente à Atalanta. Bruno Fernandes também esteve em destaque. O Manchester United recebeu e venceu a Atalanta por 3-2, num jogo que …

Restos mortais encontrados junto a pertences do namorado de Petito em parque da Flórida

O FBI divulgou esta quarta-feira que foram encontrados restos mortais junto a alguns pertences do namorado de Gabby Petito. Brian Laundrie continua desaparecido desde setembro. Segundo noticia a Reuters, a descoberta ocorreu no Parque Ambiental Myakkahatchee …

Costa arrasa modelo de leilão do 5G "inventado" pela Anacom: é o "pior possível"

O primeiro-ministro considerou esta quarta-feira que o modelo de leilão para a quinta geração de comunicações móveis (5G) “inventado pela Anacom” é o “pior possível”, razão pela qual está a provocar um “atraso imenso” ao …

Lope Martín: O marinheiro afro-português que "abriu" o Pacífico e foi apagado da História

Lope Martín foi um marinheiro afro-português, injustamente acusado de traição, que foi primeiro a navegar das Américas para a Ásia e voltar. Entre 1415 e 1543, uma série de conquistas foram feitas por Portugal em viagens …