Polvos fêmeas atiram coisas aos machos mais “irritantes”

Polvo da espécie Octopus tetricus

Cientistas observaram algumas fêmeas da espécie de polvo Octopus tetricus a atirar coisas contra os machos que se tentavam aproximar para acasalar.

Em 2015, cientistas observaram, pela primeira vez, na chamada “Octopolis”, um lugar na costa leste da Austrália onde se reúnem muitos polvos da espécie Octopus tetricus, estes animais a atirarem objetos contra outros.

Agora, conta o site Science Alert, os investigadores descobriram que os polvos que faziam isso eram sobretudo fêmeas e consideram que, em alguns casos, estarão a tentar repelir machos excessivamente “carinhosos”.

“Estes arremessos são realizados agarrando o objeto e segurando-o nos braços e, de seguida, expelindo-o sob pressão. A força não é transmitida pelos braços, como num arremesso humano, mas os braços organizam a projeção do material pelo jato”, escreveram os autores do artigo publicado, a 19 de agosto, no repositório de pré-publicação bioRxiv (o que significa que ainda falta a revisão por pares).

“No geral, o arremesso é mais visto nas fêmeas e vimos apenas um caso de arremesso por parte de um macho. Os polvos que foram atingidos incluíam outras fêmeas, que estavam em tocas próximas, e machos que tentaram acasalar com a fêmea que atirou o objeto”, explicam.

Tal como recorda o mesmo site, muitos animais atiram objetos contra outros e há muitas razões que explicam isso, como por exemplo, para servir de ameaça, comportamento defensivo ou relacionado com a captura das suas presas. No entanto, a maioria das espécies que o faz fá-lo contra outras espécies, e não contra os da sua “equipa”.

Para tentar perceber o motivo destas fêmeas, os investigadores montaram câmaras GoPro no local, tendo captado mais de uma centena de situações. Ao analisar todos os vídeos, a equipa notou que parecia haver dois tipos principais de arremesso.

O primeiro estava relacionado com “tarefas domésticas”, isto é, tentativas de manter os seus covis acolhedores e livres de detritos indesejados. Porém, o segundo arremesso parecia ser um pouco mais direcionado.

Fêmeas, sobretudo, foram vistas a atirar objetos contra outros polvos em ataques direcionados. No geral, as conchas foram o material mais comummente lançado, com 55 ocorrências registadas.

Em 33% destas situações, o objeto arremessado atingiu realmente o alvo pretendido, com o silte (sedimentos mais pequenos do que a areia e maiores do que a argila) a revelar ser a melhor “arma” nessa tarefa.

Outra explicação, talvez um pouco mais controversa, pode ser que os arremessos nem sempre são necessariamente direcionados, podendo ser apenas uma forma de libertar a raiva ou a frustração.

De qualquer forma, este tipo de arremessos parece desempenhar algum papel social entre os polvos.

“Se forem realmente direcionados, estes arremessos são direcionados a indivíduos da mesma população em interações sociais – a forma menos comum de arremesso não humano”, concluíram os autores do artigo.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cogumelos laminados

O consumo de cogumelos pode diminuir o risco de depressão

Além de reduzirem o risco de cancro e morte prematura, os cogumelos podem beneficiar a saúde mental de uma pessoa. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina de Penn State, nos Estados Unidos, analisou dados …

Os hipopótamos de Pablo Escobar começaram a ser esterilizados

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do indesejado legado deixado na Colômbia pelo traficante de droga Pablo Escobar, está a ser esterilizado. Quando o Cartel de Medellín estava no seu auge, Pablo Escobar gastou parte …

Ian Brackenbury Channell, o "feiticeiro de Christchurch"

Duas décadas depois, uma cidade neozelandesa decidiu despedir o seu feiticeiro

Vinte e três anos depois, a autarquia de Christchurch, na Nova Zelândia, decidiu despedir Ian Brackenbury Channell, o famoso feiticeiro da cidade. Desde 1998 que Ian Brackenbury Channell era o "feiticeiro de Christchurch", sendo responsável por …

Um dos microscópios de Darwin vai a leilão. Esteve nas mãos da sua família durante quase 200 anos

Um microscópio que Charles Darwin ofereceu ao filho Leonard - e que esteve nas mãos da sua família ao longo de quase 200 anos - vai ser leiloado em dezembro e poderá valer cerca de …

Pedro Sánchez promete abolir a prostituição em Espanha, por considerar que esta "escraviza" as mulheres

Espanha é um dos países europeus com mais trabalhadoras na indústria do sexo, as quais são sobretudo originárias de países da Europa mais pobres, da América Latina e de África. O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez anunciou …

"Um milagre". Dois jovens sobreviveram quase uma semana no deserto australiano

Dois jovens, de 14 e 21 anos, sobreviveram durante quase uma semana no deserto, sem água e sem comida, depois de se terem perdido no Território do Norte, na Austrália. A polícia fala num verdadeiro …

Carlos Moedas

Moedas vai "dar tudo como presidente" e exige que seja respeitada a legitimidade do seu mandato

Carlos Moedas tomou posse, esta segunda-feira, como novo presidente da Câmara de Lisboa, tendo falado dos objetivos para o próximo quadriénio e deixado um elogio ao seu antecessor e alguns avisos à esquerda. Depois dos cumprimentos …

Chanceler austríaco Sebastian Kurz

Sondagens falsas e notícias favoráveis. O lado negro de Sebastian Kurz foi desmascarado

Sebastian Kurz e pessoas que lhe são próximas foram acusados de tentar garantir a sua ascensão à liderança do partido e do país com a ajuda de sondagens manipuladas e notícias favoráveis na imprensa, financiadas …

Tem uma carreira de sonho na Nike, mas cometeu um homicídio há 65 anos

O presidente da Jordan Brand, Larry Miller, revelou que, há 56 anos, matou um adolescente nas ruas de Filadélfia, nos Estados Unidos. O presidente da Jordan Brand — marca do ex-jogador de basquetebol Michael Jordan — …

Rio diz que decisão sobre eventual recandidatura está "quase tomada"

O presidente do PSD afirmou, esta segunda-feira, que a decisão sobre a sua eventual recandidatura está "quase tomada" e será anunciada em breve. Em declarações aos jornalistas à chegada à tomada de posse do novo presidente …