Polícia iraquiana acusada de torturar e executar civis na ofensiva contra Mossul

metrod / Flickr

Mossul, Iraque

As autoridades iraquianas vão investigar relatos de que elementos da polícia iraquiana torturaram e mataram civis de aldeias próximas de Mossul, por suspeitas de pertencerem ao Estado Islâmico.

A denúncia foi revelada pela Amnistia Internacional (AI), que visitou a província de Ninawa e reuniu provas de que pelo menos seis pessoas foram executadas no final de outubro.

“Homens com o uniforme da Polícia Federal Iraquiana realizaram vários assassinatos ilegais, torturando e depois deliberadamente matando a sangue frio residentes em aldeias no sul de Mossul”, disse Lynn Maalouf, vice-diretora do gabinete regional de Beirute da AI.

Segundo a organização defensora dos direitos humanos, cerca de 10 homens e um menino de 16 anos foram capturados pela polícia local. Os civis terão acenado com um pano branco e levantado as camisas para mostrar que não estavam a usar cintos explosivos e não representavam uma ameaça.

Os homens foram levados para uma zona deserta, onde foram agredidos com fios elétricos e cabos de espingardas. Os alegados polícias terão espancado e pontapeado os civis, pegando fogo à barba de um deles.

As vítimas foram ainda obrigadas a deitar-se de estômago para baixo e os agressores dispararam tiros entre as suas pernas, acusando-os de serem membros do Daesh.

Os iraquianos Ahmed Mahmoud Dakhil e Rashid Ali Khalaf foram separados do grupo maior, destaca a organização, onde a polícia iraquiana os espancou cruelmente antes de os matar. Os corpos foram encontrados cinco dias depois.

De acordo com informações recebidas pela Amnistia Internacional, outros quatro cadáveres foram descobertos e, posteriormente, enterrados sem autópsias.

“Matar deliberadamente detidos e outras pessoas indefesas é proibido pela lei humanitária internacional e é um crime de guerra”, destacou Lynn Maalouf.

“Quando a operação militar de Mosul começou, o primeiro-ministro Haider al-Abadi deixou claro que não seriam toleradas violações pelas forças armadas iraquianas e os seus aliados. Agora é a hora de al-Abadi provar isso”, sublinhou.

Para além de solicitar uma investigação, a Amnistia Internacional apela às autoridades iraquianas que garantam que as testemunhas dos crimes e as suas famílias sejam protegidas contra ataques de vingança ou intimidação.

Segundo dados da ONU, cerca de 1,5 milhões de civis continuam encurralados em Mossul e podem ser afetados pelas operações para a reconquista da cidade controlada pelo Daesh desde 2014.

BZR, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Maioria dos pobres em Portugal trabalha (os "três D" da pobreza e 4 perfis que são uma "supresa")

Um quinto da população portuguesa é pobre e a maior parte das pessoas em situação de pobreza trabalha, mantendo vínculos laborais sem termo. As conclusões são de um estudo promovido pela Fundação Francisco Manuel dos …

Guillermo Lasso declara-se vencedor das eleições presidenciais no Equador

Guillermo Lasso declarou-se vencedor da segunda e última volta das eleições presidenciais no Equador, numa altura em que foram contabilizados 96,94% dos votos, que lhe deram uma diferença de 5,04 pontos percentuais sobre o socialista …

Número de nascimentos no primeiro trimestre de 2021 regista valor mais baixo desde 2015

No primeiro trimestre de 2021, nasceram em Portugal cerca de 18.200 bebés, o número mais baixo dos últimos sete anos para igual período. Cerca de 18.200 bebés nasceram em Portugal no primeiro trimestre de 2021, o …

Escolhas "unilaterais" agitam PSD. Castelo Branco acusa direção nacional de desrespeitar estatutos

A concelhia do PSD de Castelo Branco acusou esta segunda-feira a direção nacional do partido de desrespeitar os estatutos, ao escolher “unilateralmente e discricionariamente” o nome de João Belém para candidato àquele município, contra a …

Ivo Rosa indigna colegas ao revogar decisões tomadas por tribunais superiores

Ivo Rosa, juiz de instrução da Operação Marquês, revogou decisões tomadas por tribunais superiores, o que resultou numa onda de indignação dos seus colegas e do Conselho Superior da Magistratura. Na decisão que deixou cair 25 …

Marques Mendes diz que Ivo Rosa "é um perigo à solta". Governo deve avançar para confinamentos locais

No habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes teceu duras críticas à decisão do juiz de instrução Ivo Rosa, no âmbito da Operação Marquês. Sobre a atual situação epidemiológica, o antigo líder do …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Líder da CSU quer cadeira de Merkel (e vai disputar corrida com líder da CDU)

Se a aliança democrata-cristã CDU/CSU vencer nas eleições legislativas de setembro, o próximo chanceler alemão será um homem: o líder da CDU Armin Laschet ou o homólogo da CSU, Markus Soeder. O líder da CSU, Markus …

Irão acusa Israel de ataque a central nuclear e promete "vingança"

O Irão acusou Israel de responsabilidade num ataque que atingiu, este domingo, a instalação de enriquecimento de urânio de Natanz, deixando entender que se registaram danos nas centrifugadoras, e prometendo "vingança". "Com esta ação, o regime …

Abel Ferreira expulso e Palmeiras perde Supertaça para o Flamengo

O Flamengo bateu o Palmeiras nos penáltis, este domingo, depois de um empate 2-2 no tempo regulamentar, na final da Supertaça do Brasil, na qual o treinador português acabou expulso por protestos. O médio Raphael Veiga, …