Poderá ter sido encontrado o famoso elo perdido entre humanos e macacos

(dr) Isaiah Nengo

Eis “Alesi”, o macaco bebé com 13 milhões de anos que poderá ser o famoso “elo perdido”

Uma equipa internacional de cientistas descobriu no Quénia o crânio de um primata com 13 milhões de anos que pode revelar o ancestral comum entre macacos e humanos. E o macaco bebé já ganhou nome: Alesi.

Em setembro de 2014, o arqueólogo John Ekusi ficou conhecido por encontrar um crânio primata de 13 milhões de anos num deserto a oeste do Lago Turkana, em Napudet, no Quénia.

Tal descoberta mobilizou uma investigação mais aprofundada sobre o fóssil, chamado Alesi, realizada por especialistas da Turkana Basin Institute, da Universidade Stony Brook, e da Anza College, nos EUA.

O resultado da análise foi publicado esta quarta-feira na revista Nature, e destaca que o crânio fossilizado pertencia a um filhote de macaco, com 16 meses.

Até hoje, a ciência considerava que, em aspectos evolutivos, os nossos antepassados comuns com os chimpanzés viveram na África há 6 milhões de anos, uma informação que foi descoberta através de fósseis datados da época em questão. Mas vários estudos de ossos mais antigos não apresentavam conservações suficientes para sustentar a tese de que há ancestrais próximos ao homem antes deste período.

E é exatamente neste ponto que o fóssil Alesi é importante, porque, através de diversas análises de imagens tridimensionais de raios-x, os cientistas foram capazes de estabelecer diversos elos evolutivos entre os primatas e a nossa espécie.

O crânio de Alesi tem o tamanho aproximado de um limão

De acordo com o artigo científico, o crânio, do tamanho de um limão, indica a presença de uma nova espécie, chamada Nyanzapithecus alesi, que apresentava tubos auditivos ósseos desenvolvidos – uma característica importante para relacionar esta espécie com os símios atuais. Além disso, os especialistas também descobriram que o pequeno focinho do primata se assemelha muito a um filhote de gibão.

“A impressão inicial é que se trata de um gibão extinto. No entanto, as nossas análises demonstram que essa aparência não é exclusiva dos gibões, que evoluíram várias vezes entre outros parentes extintos”, explica Chris Gilbert, do Hunter College de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Os especialistas também constataram que Alesi não se comportava como um gibão – que é conhecido por movimentos ágeis e acrobáticos nas árvores – e movimentava-se com mais cuidado devido às características do seu ouvido interno.

Por fim, os estudos constataram que o Nyanzapithecus alesi pertencia a um grupo de primatas que existiu na África há dez milhões de anos, e que este grupo, de origem africana, estava muito próximo da origem dos símios e humanos atuais.

Terá sido encontrado o famoso “elo perdido” que muitos críticos das teorias evolucionistas diziam que estava a faltar na Teoria da Evolução das Espécies de Darwin?

ZAP // EFE

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Nagorno-Karabakh. Arménia e Azerbaijão acusam-se mutuamente de violação de novo cessar-fogo

A Arménia e o Azerbaijão trocaram esta segunda-feira acusações pela violação de um novo cessar-fogo acordado no domingo para pôr fim às hostilidades no enclave de Nagorno-Karabakh, que deveria ter entrado hoje em vigor. A Arménia …

Venezuela testou molécula que "anula a 100%" o novo coronavírus

O Presidente da Venezuela anunciou, este domingo, que o Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) testou com sucesso uma molécula, a DR10, que "anula 100%" o novo coronavírus. "O IVIC testou uma molécula usada para tratar …

Com a bancarrota a caminho, Governo Sócrates vendeu quase 80% dos imóveis públicos

Numa altura em que o país já estava em situação complicada, com o cenário de bancarrota no horizonte, o último Governo de José Sócrates vendeu quase 80% do património imobiliário público em apenas dois anos. Estes …

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, houve centenas de festas ilegais e álcool na rua

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, foram muitos os que ignoraram as restrições. A polícia espanhola foi obrigada a intervir em centenas de festas ilegais e numa festa ao ar livre com mais …

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …

Parques eólicos instalados em terrenos baldios vão passar a pagar IMI

Os terrenos baldios onde sejam instalados parques eólicos destinados a produzir energia elétrica vão perder o direito à isenção de IMI que a lei previa anteriormente para este tipo de imóveis. O Jornal de Negócios adianta …

“Se Jesus tem dito que sim, não seria o Bruno Lage a substituir Rui Vitória”

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, revelou que o atual treinador das águias, Jorge Jesus, já era um nome pensado na altura em que Bruno Lage assumiu a cadeira deixada por Rui Vitória. "Disse …