Primeiro-ministro italiano demite-se e acusa Salvini de “irresponsabilidade”

Ettore Ferrari / EPA

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, anunciou hoje a sua demissão, acusando o líder da Liga (extrema-direita), Matteo Salvini, de ter “olhado exclusivamente aos interesses pessoais e do seu partido” ao pôr fim à coligação de Governo em Itália.

“Vou ouvir todas as intervenções e depois irei ao Quirinale para me demitir”, disse Conte num discurso solene no Senado, referindo-se ao palácio presidencial, onde deverá apresentar oficialmente a demissão ao Presidente, Sergio Mattarella.

A crise em curso debilita a ação deste Governo, que acaba aqui”, disse, referindo-se à rutura da coligação entre a Liga de Salvini e o Movimento 5 Estrelas de Luigi di Maio.

Conte acusou Salvini, que é também seu vice-primeiro-ministro e ministro do Interior, de fazer o país “correr riscos graves”, evocando nomeadamente o perigo de “uma espiral de incerteza política e económica”, e de “oportunismo” e “irresponsabilidade institucional”.

“Matteo Salvini rompeu o contrato de Governo e agiu por interesse pessoal e político, comprometendo o interesse geral. Quando uma força política [que governa] faz as suas escolhas exclusivamente por interesses eleitorais, ela não compromete apenas a nobreza da política, mas também os interesses nacionais do país inteiro”, afirmou.

Na semana passada, Matteo Salvini apresentou uma moção de censura ao primeiro-ministro e afirmou que deixou de ter condições para trabalhar com o 5 Estrelas, seu parceiro de coligação há 14 meses.

Quando Giuseppe Conte apresentar a demissão ao chefe de Estado, Mattarella pode pedir-lhe que se mantenha no cargo por mais alguns dias enquanto procede a consultas para determinar se existe uma maioria alternativa no parlamento ou aceita a demissão e encarrega outro dirigente político de construir uma coligação alternativa.

Se nenhuma destas opções resultar, Mattarella pode dissolver o parlamento, abrindo caminho a eleições antecipadas, que podem realizar-se já no outono.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • O tempo do totalitarismo em Italia é mais antigo que o nosso 25 de Abril, pelo que a maior parte das pessoas que viveu nesse tempo já morreu ou então são uma minoria.
      As actuais gerações que votam nunca viveram em ditadura por isso não sabem o perigo que correm com a extrema-direita.
      Em Portugal ainda vamos estando longe deste flagelo porque muitos dos Portugueses votantes ainda têm presente na memória os traumas do estado novo.

RESPONDER

Bolsonaro já ameaçou um golpe militar. Brasileiros temem agora que esteja a planear um

Há mais de duas décadas, Jair Bolsonaro ameaçou que faria um gole militar se fosse Presidente. Agora, os brasileiros temem que ele cumpra com a sua "promessa". Numa entrevista televisiva de 1999, o então deputado Jair …

Descoberta de naufrágios da Segunda Guerra pode estimular turismo subaquático em Itália

Quem visitar o sul de Itália no futuro poderá vir a contar com uma nova atividade. A recente descoberta de quarenta naufrágios na costa da ilha de Lampedusa poderá dar origem a uma nova oportunidade …

Costa diz que recuperação económica tem de ser feita "com os olhos postos no futuro"

O primeiro-ministro salientou, este domingo, que a recuperação económica do país "tem de ser feita com os olhos postos no futuro", considerando essencial assegurar condições às novas gerações para se autonomizarem. "A recuperação económica tem de …

Centenas de vendedores de rua na Índia são milionários em segredo

O Fisco indiano descobriu que centenas de vendedores de rua são milionários em segredo. Estes comerciantes foram apanhados a fugir aos impostos. Quando pensamos em milionários, provavelmente imaginamos uma pessoa com uma grande mansão, carros desportivos …

Portugal com mais oito mortes e 2625 novos casos de covid-19

Portugal registou, este domingo, mais oito mortes e 2625 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2625 novos …

"Cabrita transformou-se numa espécie de ministro sempre em pé", diz líder do CDS

O líder do CDS-PP disse, este sábado, que o país já não confia no ministro da Administração Interna, a quem apelidou de "ministro sempre em pé", adiantando que já se fazem apostas sobre quando será …

A arma que matou o famoso pistoleiro do Velho Oeste "Billy the Kid" vai a leilão

O revólver que matou um dos homens procurados mais famosos do Velho Oeste, há mais de um século, vai a leilão no próximo mês. William "Billy the Kid" Bonney, pseudónimo de William Henry McCarty, foi um …

Milhares protestam em França e Itália contra novas medidas anti-covid

Milhares de pessoas manifestaram-se, este sábado, em várias cidades de França e Itália contra as medidas para controlar a pandemia, sobretudo contra a obrigatoriedade do uso do "passe sanitário" para entrar em espaços públicos. Com gritos …

O holograma de Whitney Houston vai dar um concerto em Las Vegas

No outono, poderá desfrutar de um concerto de Whitney Houston em Las Vegas. A diva será reencarnada, áudio e visualmente, no espetáculo An Evening With Whitney: The Whitney Houston Hologram Concert. Segundo a Forbes, o holograma …

TC recusa impugnação pedida pelo PSD sobre candidato de Castelo Branco. Direção avalia recurso

O Tribunal Constitucional (TC) decidiu que o PSD não tem legitimidade no pedido de anulação de uma deliberação do Conselho de Jurisdição Nacional do partido sobre o candidato autárquico em Castelo Branco, recusando admitir uma …