Plutão pode esconder um oceano líquido debaixo de uma camada de gás

Uma das características mais marcantes de Plutão é o seu coração, também conhecido como Tombaugh Regio, uma grande região de cor clara de aproximadamente 1.590 quilómetros de diâmetro.

O seu lobo esquerdo, o Sputnik Planitia, é uma região jovem e lisa do tamanho do Texas, e alguns investigadores acreditam que possa esconder um oceano líquido sob a sua superfície gelada.

O modo como este oceano pode existir é o foco de um novo artigo publicado na revista Nature Geoscience. A origem e a idade do Sputnik Planitia ainda é uma questão de debate. Pode ter-se formado devido a um impacto dramático de asteróides.

A sua superfície maioritariamente sem crateras indica que pode ser tão jovem como apenas algumas centenas de milhares de anos, mas as suas bordas desgastadas sugerem uma idade de mil milhões de anos.

A superfície jovem não é a única evidência que sugere um oceano. Há também uma anomalia gravitacional que poderia ser explicada com a hipótese do oceano subsuperficial.

Se a bacia é realmente antiga e um oceano se formou na cratera, deveria ter congelado completamente há centenas de milhões de anos. Cientistas já simularam a forma como um oceano líquido pode persistir em tal ambiente e acham que a solução está numa camada de gás.

No seu modelo, uma camada de hidratos de clatrato pode ser a chave. Esses hidratos são moléculas gasosas, como o metano, preso numa gaiola de água molecular. São muito viscosos e têm uma baixa condutividade térmica, tornando-os uma substância ideal para separar o oceano da superfície gelada.

Graças aos hidratos, o oceano líquido estaria isolado e poderia manter o calor que tinha na sua formação. A superfície também pode mudar lentamente. Sem a camada, uma crosta uniforme e grossa ter-se-ia formado em cerca de um milhão de anos. Com a camada isolante de hidratos de clatrato, a evolução é muito maior, com expectativa de ultrapassar mil milhões de anos.

Os investigadores sugerem que o possível componente da camada de gás é o metano proveniente do núcleo do planeta anão. Isso é consistente com a composição geral da atmosfera de Plutão, que é rica em nitrogénio e pobre em metano.

Embora não explique completamente as observações vistas no Sputnik Planitia, a simulação suporta a plausibilidade de um oceano sub-superficial. Curiosamente, não apenas em Plutão. O mesmo mecanismo poderia funcionar em objetos suficientemente grandes, mas minimamente aquecidos, como luas geladas e planetas anões.

“Isto poderia significar que há mais oceanos no universo do que se pensava anteriormente, tornando a existência de vida extraterrestre mais plausível”, disse o principal autor Shunichi Kamata, da Universidade de Hokkaido, em comunicado.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O que os processadores e placas gráficas e um bom designer não fazem!!! Boa imagem CGI! Não é uma foto. é tudo mentira!!!

RESPONDER

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …

"Acho ridículo que sejam feitas obras, portas ou não", diz Ventura

O CDS que não quer o líder do Chega no meio dos seus deputados e a solução pode mesmo passar por abrir uma porta especial para o deputado. "Acho ridículo", comenta André Ventura. Na última conferência …

Duas vitórias em 14 jogos. Benfica quer travar o calvário da Champions

O Benfica recebe esta quarta-feira o Lyon, estando praticamente obrigado a ganhar para seguir em frente na competição milionária. Apesar de reconhecer a dificuldade, Rúben Dias acredita os encarnados vão voltar aos bons resultados. A …

Barcelona-Real Madrid oficialmente adiado para 18 de dezembro

O Comité de Competições da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) concordou, esta quarta-feira, em marcar o FC Barcelona-Real Madrid, que se deveria disputar no sábado, para 18 de dezembro, "por motivos excecionais". A data inicial …