Há uma planta que sangra metal (e pode ajudar a limpar solos contaminados)

(dr) Antony van der Ent

A Pycnandra acuminata é uma planta que sangra metal e pode ser uma esperança na luta pela preservação do meio ambiente, podendo ser usada ​​para “limpar” os solos em que há acumulação de material tóxico devido à atividade humana.

Ao contrário da maioria das plantas que não querem qualquer contacto com níquel e zinco, as “hiperacumuladoras” conseguiu, através da evolução, absorver elementos normalmente tóxicos nos seus caules, folhas e até sementes.

Mas há uma em particular que capta a atenção da comunidade científica. A Pycnandra acuminata cresce na ilha de Nova Caledónia, no sul do Pacífico, e os cientistas suspeitam de que esta planta pode vir a ser uma ferramenta muito útil na limpeza de solos contaminados ou para permitir que terras pobres em nutrientes voltem a ser férteis.

O látex desta planta tem uma cor azul-esverdeada exótica e uma concentração de até 25% de níquel. Os cientistas acreditam que o metal pode ser útil para a planta, que o usa muito provavelmente para se defender de insetos.

“A Pycnandra acuminata é uma árvore rara de floresta tropical de grande porte, que pode chegar a até 20 metros de altura“, explica o investigador Antony van der Ent, da Universidade de Queensland, na Austrália.

“Como objeto de estudo, esta planta é um desafio, porque cresce muito lentamente e leva décadas para produzir flores e sementes. Está ameaçada pelo desflorestação, resultado de atividades de mineração e queimadas”, disse à BBC.

A afinidade incomum da planta com o níquel foi identificada pela primeira vez na década de 1970, e desde então que a investigação sobre as plantas hiperacumuladoras se tem vindo a expandir.

Os cientistas ainda não sabem porque é que estas plantas evoluíram desta maneira, nem por que motivo se conseguiram desenvolver em condições tão adversas. “A evolução da hiperacumulação aconteceu em diversas etapas e em famílias muito diferentes, no decorrer de milhões de anos. Estas plantas são encontradas em solos naturalmente enriquecidos com metais”, diz van der Ent.

Ainda assim, alguns cientistas estão esperançosos de que as hiperacumuladoras possam ser usadas ​​para “limpar” os solos em que há acumulação de material tóxico devido à atividade humana.

Outra possível aplicação é a chamada fito-mineração – neste caso, a plantas hiperacumuladoras seriam usadas em solos pobres em nutrientes, mas ricos em metais, para extrair estes últimos elementos e permitir, por exemplo, que o solo fique mais fértil para a agricultura.

ZAP // BBC

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. A natureza é equilibrada e sábia. Mas a espécie humana INSISTE e PERSISTE em arruínar tudo isso, bem como comprometer a sua própria subsistência. Tudo aquilo que nos “ameaça”, seja para o mal ou bem, é aniquilado.

RESPONDER

Miranda do Corvo decreta três dias de luto municipal por morte de bombeiro

A Câmara de Mirando do Corvo decretou três dias de luto municipal em memória do bombeiro da corporação de voluntários da vila José Augusto Dias Fernandes, que morreu no sábado, durante o combate a um …

Bill Gates pede que medicamento para a covid-19 vá para os mais necessitados (e não para o "maior apostador")

O co-fundador da Microsoft Bill Gates pediu esta semana que os medicamentos e uma eventual vacina que possa surgir para a covid-19 sejam disponibilizados para quem mais precisa, e não para o "maior apostador". Citado pela …

Dois (ou três) jogadores do Flamengo podem chegar ao Benfica à boleia de Jesus

Os jogadores do Flamengo Gerson e Bruno Henrique podem chegar ao Benfica à boleia de Jorge Jesus, que tem sido apontado à Luz para suceder a Bruno Lage. Apesar de já se ter noticiado a …

Ensino Superior tem 2.370 vagas para alunos do profissional

O próximo ano letivo terá 2.370 vagas no Ensino Superior direcionadas para alunos do ensino profissional, avança o jornal Público este sábado, detalhando que, ao todo, 456 licenciaturas. As vagas em causa fazem parte do …

Horta Osório não exclui regresso a Portugal (e trabalhar fora da banca)

António Horta Osório, que em breve vai deixar a presidência executiva do banco britânico Lloyds, não exclui um regresso a Portugal no seu futuro profissional. “O meu futuro profissional [pós-Lloyds] está totalmente em aberto e …

Parede de estação de comboio na Polónia escondia carta escrita por trabalhadores forçados da 2ª Guerra

Uma carta escrita por dois trabalhadores forçados durante a II Guerra Mundial foi encontrada dentro de uma garrafa escondida na estação de comboios de Nowe Skalmierzyce, um cidade na Polónia. A carta foi descoberta por trabalhadores durante …

No século XVIII, um em cada cinco londrinos tinha contraído sífilis até aos seus 35 anos

Há 250 anos, pelo menos um em cada cinco londrinos tinha contraído "a varíola" (sífilis), causada pela bactéria Treponema pallidum, até aos seus 35 anos. Este estudo, com base em registos de internação, relatórios de inspeção e …

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …