PJ desmantela rede de venda de explosivos a claques de futebol

Staff Images / Flamengo

-

A “Operação Petardo” da Polícia Judiciária levou à detenção de oito pessoas, entre as quais um segurança do Estádio do FC Porto e um socorrista da Cruz Vermelha, suspeitos de pertencerem a uma “rede” que produzia e vendia explosivos a claques de futebol.

Numa operação conjunta com a PSP, a Polícia Judiciária (PJ) deteve, nesta quinta-feira, oito pessoas, seis por mandado e duas em flagrante delito, no âmbito de uma investigação por suspeitas de produção e venda de explosivos e produtos de pirotecnia a claques de futebol.

De acordo com fonte da PJ de Braga, que é responsável pela investigação, a operação incluiu “mais de 40 buscas entre domiciliárias e não domiciliárias, nomeadamente, a fábricas de pirotecnia” do norte e centro do país.

Entre os detidos estará um segurança do Estádio do Dragão que será suspeito de fornecer explosivos a membros dos Super Dragões, a claque do FC Porto, segundo avança o Jornal de Notícias (JN). A PJ terá encontrado material explosivo em sua casa.

Mas a claque portista não terá ainda sido alvo de buscas. De resto, até agora, apenas a claque do Sporting de Braga terá recebido a visita das autoridades policiais, embora haja suspeitas de fornecimento de petardos e tochas de fumo a grupos de apoio de FC Porto, Benfica e Sporting, entre outros clubes, e também da Selecção Nacional, de acordo com o JN.

Em comunicado, a PJ anuncia que “foram identificadas actividades ilícitas relativas ao fabrico e venda de artigos pirotécnicos, ao tráfico de armas e a comercialização e utilização de petardos e tochas de fumo em recintos desportivos”.

“Estão ainda em investigação os incidentes ocorridos em Janeiro passado, em Braga, após o jogo de futebol entre o Sporting Clube de Braga (SCB) e o Vitória Sport de Guimarães, em que foi atingido, com disparo de arma de fogo, o autocarro que transportava funcionários da empresa de segurança que presta serviço no estádio do SCB”, refere também a PJ.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Caso do bebé sem rosto. Médico suspenso não viu que menina tinha duas vaginas, um rim e espinha bífida

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos suspendeu preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu, em Setúbal, com malformações graves. Entretanto, surgem novos dados sobre suspeitas atribuídas ao médico noutros …

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …

"Onde está o Varandas?". Claques não faltaram à vitória do Sporting em hóquei em patins

Apesar das quebras de protocolos, Juventude Leonina e Diretivo Ultras XXI marcaram presença no jogo desta terça-feira de hóquei em patins entre o Sporting e a Oliveirense. Na noite desta terça-feira, o Pavilhão João Rocha foi …

Do azedume às contas do passado. Críticos internos atacam Rio

Depois de Rui Rio ter anunciado esta segunda-feira que se recandidata à liderança do PSD, os críticos internos vieram a público. Acusam-no de querer dividir o partido e ajustar contas com o passado e esperam …