Piratas de Edelweiss. A resistência de jovens que pôs açúcar no combustível dos tanques nazis

Os Piratas de Edelweiss foram um grupo de jovens da resistência alemã ao regime nazi durante a Segunda Guerra Mundial. Passaram despercebidos historicamente, mas foram uma peça importante na vitória dos Aliados.

Durante a História da humanidade serão vários heróis cujas histórias nunca serão cantadas por terem passado despercebidas aos olhos do público em geral. É este o caso dos Piratas de Edelweiss, um grupo de jovens que resistiu e lutou contra a Alemanha nazi, mas cujos livros de História se parecem esquecer.

Estes jovens eram a antítese da Juventude Hitleriana, manifestando-se contra todos os ideais que os nazis defendiam. Os Piratas de Edelweiss eram um grupo de resistência anti-nazi composto por jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos. Nenhum deles pertencia à instituição de jovens do regime nazi — o que na altura era punível por lei.

Talvez uma das razões para que não se fale muito destes jovens é porque a maior parte das suas atividades eram mantidas em segredo. No entanto, algumas histórias ecoam sobre como esta pequena organização ajudou a derrotar o regime nazi.

Um antigo membro dos Piratas de Edelweiss disse que, a certa altura, chegaram a colocar açúcar no combustível dos veículos nazis, vandalizaram as fábricas de munições e escreviam graffiti com mensagens anti-fascistas pelas paredes das cidades alemãs. Podem parecer meras brincadeiras de miúdos, mas durante o regime de Hitler corriam um sério risco ao fazê-lo.

Quando os aviões dos Aliados lançaram propaganda anti-nazi, os “piratas” reuniram os panfletos e guardaram-nos, antes que a polícia os recolhesse, explica o ATI.

Um filme alemão de 2004 retrata as aventuras dos Piratas de Edelweiss, que até se envolviam em lutas com a Juventude Hitleriana, como é visto no trailer. Estes jovens também tinham um lado samaritano, protegendo desertores e prisioneiros fugitivos dos campos de concentração e de trabalho.

Muitos acabaram por ser apanhados e condenados. Enquanto alguns eram castigados com a cabeça rapada, outros chegaram mesmo a ser enforcados.

Relatos reais

“Conheces a Juventude Hitleriana? Eles armazenam os seus equipamentos em tal lugar. Vamos fazê-los desaparecer”, recorda, Walter Mayer, num encontro com alguns Piratas de Edelweiss, em Düsseldorf.

Apesar de Mayer se ter juntado à Juventude Hitleriana, ele lutou contra o regime ao esconder amigos judeus na cave de sua casa e aliando-se aos Piratas de Edelweiss.

Certo dia, foi apanhado a roubar sapatos e foi preso pela polícia nazi. Mayer esteve perto de ser condenado a uma pena de morte, mas devido os feitos atléticos do jovem, foi sentenciado a uma pena de entre um a quatro anos. Mayer teve mais sorte que muitos outros dos seus colegas, que foram enforcados em praça pública pela Gestapo.

Gertrud Koch é outro exemplo de alguém que lutou contra o movimento nazi na Alemanha, nomeadamente em Colónia, onde foi co-fundadora de uma das divisões dos Piratas de Edelweiss. Ela e a sua família esconderam durante dois anos um músico judeu no jardim da sua casa.

Também ela esteve presa durante nove meses por distribuir panfletos anti-nazi pelas ruas da cidade ocidental da Alemanha. O seu pai, comunista, foi morto no campo de concentração de Esterwegen.

Em 2005, alguns membros dos Piratas de Edelweiss reuniram-se em Colónia após terem sido oficialmente reconhecidos como combatentes da resistência. Foram precisos 60 anos para que isto acontecesse.

“Nós éramos das classes trabalhadoras. Essa é a principal razão pela qual só agora fomos reconhecidos”, disse Koch. “Depois da guerra, não havia juízes na Alemanha, então os antigos juízes nazis foram usados e defenderam a criminalização do que fizemos e de quem éramos”, explicou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …

Cigarros eletrónicos. Primeiro duplo transplante de pulmões feito em jovem de 17 anos em situação de "morte iminente"

Em risco de "morte iminente" por lesões causadas pelo uso de cigarros eletrónicos, um jovem de 17 anos foi submetido a um duplo transplante de pulmões, no estado norte-americano do Michigan. Este caso é considerado …

Parlamento Europeu levanta imunidade do eurodeputado José Manuel Fernandes

O Parlamento Europeu decidiu levantar a imunidade ao eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes, após um pedido feito pela justiça e pelo próprio, relativo a uma eventual ação judicial por um alegado crime de prevaricação. Em …

"Agiu de forma premeditada". Mãe que deixou bebé no lixo vai continuar presa

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou esta quinta-feira o pedido de habeas corpus para a libertação da jovem de 22 anos que terá deixado o seu filho recém-nascido num caixote do lixo em Lisboa. A …

Mau tempo nas próximas 48h. Proteção Civil alerta para cheias e quedas de árvores

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou para a possibilidade de lençóis de água e de gelo nas estradas, cheias rápidas e queda de árvores, devido ao mau tempo nas próximas 48 horas …