Piratas de Edelweiss. A resistência de jovens que pôs açúcar no combustível dos tanques nazis

Os Piratas de Edelweiss foram um grupo de jovens da resistência alemã ao regime nazi durante a Segunda Guerra Mundial. Passaram despercebidos historicamente, mas foram uma peça importante na vitória dos Aliados.

Durante a História da humanidade serão vários heróis cujas histórias nunca serão cantadas por terem passado despercebidas aos olhos do público em geral. É este o caso dos Piratas de Edelweiss, um grupo de jovens que resistiu e lutou contra a Alemanha nazi, mas cujos livros de História se parecem esquecer.

Estes jovens eram a antítese da Juventude Hitleriana, manifestando-se contra todos os ideais que os nazis defendiam. Os Piratas de Edelweiss eram um grupo de resistência anti-nazi composto por jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos. Nenhum deles pertencia à instituição de jovens do regime nazi — o que na altura era punível por lei.

Talvez uma das razões para que não se fale muito destes jovens é porque a maior parte das suas atividades eram mantidas em segredo. No entanto, algumas histórias ecoam sobre como esta pequena organização ajudou a derrotar o regime nazi.

Um antigo membro dos Piratas de Edelweiss disse que, a certa altura, chegaram a colocar açúcar no combustível dos veículos nazis, vandalizaram as fábricas de munições e escreviam graffiti com mensagens anti-fascistas pelas paredes das cidades alemãs. Podem parecer meras brincadeiras de miúdos, mas durante o regime de Hitler corriam um sério risco ao fazê-lo.

Quando os aviões dos Aliados lançaram propaganda anti-nazi, os “piratas” reuniram os panfletos e guardaram-nos, antes que a polícia os recolhesse, explica o ATI.

Um filme alemão de 2004 retrata as aventuras dos Piratas de Edelweiss, que até se envolviam em lutas com a Juventude Hitleriana, como é visto no trailer. Estes jovens também tinham um lado samaritano, protegendo desertores e prisioneiros fugitivos dos campos de concentração e de trabalho.

Muitos acabaram por ser apanhados e condenados. Enquanto alguns eram castigados com a cabeça rapada, outros chegaram mesmo a ser enforcados.

Relatos reais

“Conheces a Juventude Hitleriana? Eles armazenam os seus equipamentos em tal lugar. Vamos fazê-los desaparecer”, recorda, Walter Mayer, num encontro com alguns Piratas de Edelweiss, em Düsseldorf.

Apesar de Mayer se ter juntado à Juventude Hitleriana, ele lutou contra o regime ao esconder amigos judeus na cave de sua casa e aliando-se aos Piratas de Edelweiss.

Certo dia, foi apanhado a roubar sapatos e foi preso pela polícia nazi. Mayer esteve perto de ser condenado a uma pena de morte, mas devido os feitos atléticos do jovem, foi sentenciado a uma pena de entre um a quatro anos. Mayer teve mais sorte que muitos outros dos seus colegas, que foram enforcados em praça pública pela Gestapo.

Gertrud Koch é outro exemplo de alguém que lutou contra o movimento nazi na Alemanha, nomeadamente em Colónia, onde foi co-fundadora de uma das divisões dos Piratas de Edelweiss. Ela e a sua família esconderam durante dois anos um músico judeu no jardim da sua casa.

Também ela esteve presa durante nove meses por distribuir panfletos anti-nazi pelas ruas da cidade ocidental da Alemanha. O seu pai, comunista, foi morto no campo de concentração de Esterwegen.

Em 2005, alguns membros dos Piratas de Edelweiss reuniram-se em Colónia após terem sido oficialmente reconhecidos como combatentes da resistência. Foram precisos 60 anos para que isto acontecesse.

“Nós éramos das classes trabalhadoras. Essa é a principal razão pela qual só agora fomos reconhecidos”, disse Koch. “Depois da guerra, não havia juízes na Alemanha, então os antigos juízes nazis foram usados e defenderam a criminalização do que fizemos e de quem éramos”, explicou.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …

Steve Bannon deve ser investigado por envolvimento no ataque ao Capitólio, indica Comissão responsável

Antigo conselheiro de Donald Trump foi aconselhado pelo antigo presidente e pela respetiva equipa de advogados a não colaborar com a comissão especial designada para investigar os ataque. A Comissão responsável por investigar o ataque ao …

Trânsito em Lisboa regista valores mais altos do que em pré-pandemia - e há uma razão para isso

O trânsito na capital tem registado valores que ultrapassaram os da pré-pandemia. O receio que as pessoas ainda têm de usar transportes públicos é visto como o principal fator. Se durante o período de confinamento circular …

Qualificações mais elevadas já não garantem salários altos aos jovens. Contratos a prazo triplicam face às gerações anteriores

Estudar mais anos em Portugal já não é representativo de remunerações mais elevadas. Esta é a principal conclusão de um estudo desenvolvido pela Fundação Calouste Gulbenkian, centrado nas diferenças e semelhanças entre as gerações de …