Trabalhadora do Pingo Doce terá sido impedida de ir à casa de banho (acabou por urinar na caixa)

Pingo Doce

Uma funcionária de um hipermercado Pingo Doce terá solicitado, por várias vezes, para ir à casa de banho, sem ter sido autorizada para isso, o que a levou a urinar-se no posto de trabalho. Uma denúncia do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços que o Pingo Doce nega.

O caso aconteceu no espaço do Pingo Doce da Bela Vista, em Lisboa, onde “a repressão a que os trabalhadores são submetidos pela responsável de loja tem dado azo a muitas situações humilhantes“, denuncia o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços (CESP).

No caso desta última trabalhadora, o seu pedido “para ser substituída na caixa, para poder ir comer e usar a casa de banho, foi sucessivamente negado, acabando por urinar no posto de trabalho”, refere o CESP.

O Sindicato acrescenta que “já exigiu à Jerónimo Martins, empresa proprietária do Pingo Doce, que tome medidas em conformidade com a gravidade desta situação“.

Fonte oficial da Jerónimo Martins refere ao Notícias ao Minuto que o Pingo Doce procurou “apurar os factos”, concluindo que “não existe conhecimento deste caso nem da parte das chefias nem da parte dos colaboradores”.

Assim, o Pingo Doce não vê “qualquer fundamento” na denúncia do Sindicato e alega que, além dos tempos de descanso legais que estão previstos, ainda concede aos seus funcionários “tempo de pausa extra durante a jornada de trabalho”.

Já o Sindicato acusa o Pingo Doce de fomentar um “clima de intimidação, sentido na generalidade das lojas”, revelando que lhe chegam “várias queixas de episódios igualmente lamentáveis um pouco por todo o país”.

“Os trabalhadores do Pingo Doce recebem pouco acima do salário mínimo nacional mas são obrigados a horários longos e completamente desregulados e a ritmos de trabalho intensíssimos”, acusa ainda o CESP.

A dirigente do Sindicato, Luísa Alves, relata ao Notícias ao Minuto que no Pingo Doce da Bela Vista impera um ambiente de “grande repressão” que considera “inaceitável”. “Não estamos no século passado”, lamenta.

A sindicalista refere ainda que muitos dos trabalhadores das caixas daquele espaço “são obrigados a estar o dia todo de pé” porque as cadeiras, com mais de 20 anos, não estão em boas condições. “A maioria está partida”, alega Luísa Alves, referindo que a empresa “fez ouvidos moucos” das queixas que lhe foram apresentadas sobre este assunto.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. O tempo da escravatura voltou. FAlta pouco p/ se pagar p/ trabalhar. Haja decência, respeito p/ c/ os trabalhadores – quando não o há pouco ou nada há a fazer.

  2. Não me revejo nas atitudes desta empresa que além de preferir pagar os seus impostos no estrangeiro, ainda tem a lata de extorquir os trabalhadores e tratá-los desta forma…
    Para mim o Pingo Doce nunca mais….!!!!!!!!!
    ACABOU!

  3. E acho que a senhora fez muito bem. Pena é ter apenas vontade de urinar. Isso é que é pena.
    Recuso-me a fazer compras no pingo triste

  4. É inadmissível que uma situação destas aconteça em qualquer posto de trabalho e mais ainda num posto de atendimento ao público.
    Jamais voltarei a fazer compras no Pingo Doce.
    Vale o que vale.
    Muitas gotas de água fazem um oceano.
    Um sorriso e um abraço de carinho à funcionária que foi obrigada a passar por uma situação tão indigna em frente dos seus colegas, amigos e clientes.

RESPONDER

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …