Pilotos alemães recusam-se a levantar voo para proteger refugiados

jurvetson / Flickr

Cockpit de um avião Airbus A380 da Lufthansa

Só este ano, mais de 200 voos foram cancelados devido à recusa por parte dos pilotos alemães de levantar voo com refugiados deportados da Alemanha, com destino ao Afeganistão.

O partido alemão Die Linke requereu ao governo de Angela Merkel informações sobre o número de voos cancelados por pilotos alemães. Em causa está a recusa dos pilotos em participar nas deportações de refugiados que viram os seus pedidos de asilo rejeitados.

Entre janeiro e setembro deste ano, foram impedidos 222 voos, mais de metade com origem no aeroporto de Frankfurt. Parte das recusas – cerca de 85 – partiram dos pilotos da companhia aérea Lufthansa e da sua subsidiária German Wings.

De acordo com a Shifter, Michael Lamberty, porta-voz da Lufthansa, garante que se tratou de decisões individuais e que, embora possam ter sido combinadas, não foram planeadas por nenhum grupo de pilotos da companhia aérea.

Lamberty afirma ainda que muitas vezes os pilotos conversam pessoalmente com o passageiro que vai ser deportado, antes de entrar no avião. “Se a segurança dos aeroportos tiver alguma indicação de que a situação pode complicar-se durante uma deportação, podem decidir não deixar entrar os passageiros”, acrescentou.

Apesar do aumento das deportações, a Alemanha continua a ser o principal destino de milhares de pessoas requerentes de asilo na União Europeia. Segundo o Eurostat, o país processou mais pedidos de asilo do que os restantes 27 países da UE todos somados.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Título da notícia muito mal escolhido. É triste o significado que querem imputar, e que leva a enganos a quem não ler a notícia completa.

    • Caro Mário Silva,
      É triste termos escolhido dar esta notícia, e afinal termos escolhido fazê-lo com um título que “leva a enganos”. É muito mais triste ainda termos um leitor que acha que o fizemos por “querer imputar um significado” qualquer.
      Importa-se de nos sugerir um título melhor, por favor?

      • Um título “independente” que contenha só factos, sem “opiniões”: pilotos alemães recusam-se a fazer voos de repatriamento de estrangeiros a quem foi recusado o estatuto de refugiado”.

  2. Caro ZAP Notícias, permita-me que faça dois comentários:

    1. O título da maneira que está escrito dá para interpretar de duas maneiras: a) Pilotos recusam-se a descolar num voo cuja missão era proteger refugiados ou b) Pilotos recusam-se a levantar voo, num esforço de proteger refugiados com isso (a informação correcta).
    O título pode de facto NÃO ter sido redigido com o objectivo de dar a informação errada, mas possui uma ambiguidade que dificulta a objectividade informativa, daí a chamada de atenção do leitor Mário Silva. Eu pessoalmente sugeriria (mas vale o que vale) uma alteração tão simples como “Para proteger refugiados, Pilotos alemães recusam-se a levantar voo”.

    2. Preferia ter lido uma resposta emocionalmente mais distanciada, ao leitor Mário Silva. Dizer que “é triste” um leitor fazer um juizo de intenções jornalísticas menos abonatórias, é entrar num nível de quesilência que penso afastar-se do profissionalismo a que esta publicação nos tem habituado (à excepção lá de me bloquearem de comentar por vezes, mas enfim… Deixemos isso agora).

    • Caro Miguel Queiroz,
      Obrigado pelo seu reparo.
      Não está em causa a exactidão do título. Como muito bem reconhecemos, podia estar melhor. O título sugerido pelo ahahah, se bem que longo, está mais preciso. Não somos perfeitos, erramos, reconhecemos os erros, corrigimos. E até brincamos, de vez em quando.
      O que está em causa não é o erro que nos possa ser apontado, é o juízo de intenção que é feito do nosso erro.
      Aceitamos que somos imperfeitos. Não aceitamos que a nossa honestidade e seriedade seja posta em causa.
      E nesse ponto, traçámos uma linha vermelha, e não nos distanciamos emocionalmente, e não brincamos.

RESPONDER

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …

Neymar prolonga contrato com o Paris Saint-Germain até 2025

O avançado internacional brasileiro Neymar renovou contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2025, informou hoje o tricampeão francês e vice-campeão europeu de futebol. “O Paris Saint-Germain tem o prazer de anunciar que …

Países usaram modelo do queijo suíço para conter a covid-19. Na Índia, alguns "buracos" eram demasiado grandes

A grande maioria dos países adotou a estratégia do queijo suíço para responder à pandemia. Na Índia, os "buracos" eram demasiado grandes em três das camadas mais importantes. Para responder à crise sanitária desencadeada pela covid-19, …

Primeira-ministra da Escócia declara que "haverá maioria pró-independência" no parlamento

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, declarou hoje vitória nas eleições regionais, afirmando que "haverá uma maioria pró-independência" no parlamento escocês. Com as projeções a indicarem que o Partido Nacional Escocês (SNP), que lidera, foi o …