Philippe encontrou uma forma de animar Paris: ursos de peluche gigantes

O dono de uma livraria encontrou uma forma de manter os parisienses mais animados durante a pandemia: ursos de peluche gigantes.

De acordo com a agência Associated Press, desde que a covid-19 apareceu em Paris, estes ursos de peluche gigantes já foram vistos em locais tão inusitados como montras de lojas e estações de autocarro.

“Não me perguntem porque é que decidi fazê-lo, mas quis emprestar os ursos para fazer as pessoas sorrirem”, conta Philippe Labourel, cuja ideia parece estar a ter bons resultados.

Com até 2,5 metros de altura, a verdade é que os ursos de peluche fazem os parisienses pararem por instantes, entre a correria do seu dia-a-dia, ficando a olhar maravilhados para estes novos moradores.

A livraria de Labourel, que agora é uma espécie de “caverna dos ursos”, está situada no bairro de Gobelins, no sul da capital francesa. O livreiro, que quer ser batizado “pai dos ursos de peluche”, explicou que teve de adquirir muitos mais peluches desde o ano passado, mas não quis dizer quantos tem no total.

“Desde o coronavírus, tenho-os distribuído em muitas áreas da cidade. Estou a tentar dar às crianças um pouco de alegria. É um grande sucesso“, declarou.

Recorde-se que os casos de infeção de covid-19 voltaram a aumentar não só em Paris, mas um pouco por toda a França. Na semana passada, o Governo decidiu decretar um confinamento total durante, pelo menos, quatro semanas em 16 regiões, que começou no sábado. As escolas são as únicas exceções, pelo que se mantém o ensino presencial.

Esta segunda-feira, o país tinha mais de 4500 pessoas nos cuidados intensivos devido a esta doença, o número mais elevado registado desde novembro do ano passado.

Estes números indicam uma pressão adicional nos hospitais franceses, especialmente nos que se localizam na região parisiense.

Desde o início da pandemia, França contabilizou mais de quatro milhões de infetados, sendo que mais de 92 mil pessoas morreram. O país já vacinou seis milhões de pessoas com a primeira dose da vacina.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.