Petição para Reino Unido incluir Portugal no corredor aéreo com quase 30 mil assinaturas

Andy Rain / EPA

Boris Johnson

O jornal em língua inglesa com maior circulação em Portugal lançou uma petição pela Internet a pedir ao Governo britânico para reconsiderar e incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido, já assinada por mais de 28 mil pessoas.

O The Portugal News pede ao Governo britânico para alterar a sua posição de obrigar os passageiros de voos com origem em Portugal a uma quarentena de 14 dias quando chegam ao seu território e “abrir uma ponte aérea” entre os dois países.

A petição considera que Portugal ficou de fora da lista de países a partir dos quais os passageiros podem entrar livremente no Reino Unido por um “surto isolado na área de Lisboa” e regista “mais casos como resultado da realização de mais testes” do que outros países da União Europeia.

“Assim é inevitável que se registem mais casos de infeção do que em países como Itália ou Espanha, por exemplo, que não testam tanto”, argumenta-se, sublinhando que estão em causa “duas medidas”, porque também se registam surtos em Espanha, Alemanha ou no próprio Reino Unido.

A petição defende que Portugal teve uma “boa gestão” da pandemia de covid-19, enquanto outros países tiveram um maior número de mortes por milhão de habitantes, como Espanha, França e Itália, e ficaram fora da lista de países obrigados a quarentena.

Os responsáveis pela iniciativa também apontam a possibilidade de os turistas britânicos contornarem a imposição de quarentena viajando para Portugal através de um terceiro país não sujeito a essa restrição, dificultando uma eventual necessidade de identificar contactos e estabelecer confinamentos.

A petição refere ainda que a decisão de não incluir Portugal no corredor aéreo com o Reino Unido “foi política e nada mais” e “está impregnada de dualidade de critérios“.

No momento da redação desta notícia, a petição já tinha sido subscrita por mais de 28 mil pessoas e pedia “ajuda para chegar a 35 mil” em breve.

A 24 de julho, o Reino Unido manteve Portugal fora do corredor aéreo que dispensa quarentena no regresso ao país devido à pandemia de covid-19, reiterando as restrições que tinha imposto pela primeira vez no início do mês.

Estónia, Letónia, Eslováquia, Eslovénia e as ilhas de St. Vincent, nas Caraíbas, foram acrescentados à lista pelo ministério dos Transportes britânico, que produziu efeitos a 28 de julho.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considerou a exclusão de Portugal da lista de corredores de viagem “absurda” e “errada” e sugeriu um impacto nas relações bilaterais.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Quanto a mim o problema deveria pôr-se ao contrário. Nós é que tinhamos que pôr restrições à entrada de ingleses no nosso país já que a pandemia atingiu proporções devastadoras no Reino Unido e no entanto abrimos-lhes os braços e eles voltam-nos as costas. É assim que se trata os súbditos!!

    • Precisamente!…
      Mas se isso acontecesse, aparecia já a IL (e companhia) a dizer que o Estado estaria a interferir na economia!…

  2. Estamos tão bem sem eles. Os Britânicos que vem passar ferias a Portugal não tem civismo. Nós Portugueses é que estriamos em risco se eles viessem. Que se mantenham-se assim por muito tempo.

RESPONDER

Câmaras de videovigilância nas ruas portuguesas disparam em oito anos

Desde que foram autorizadas pela primeira vez em território nacional, os sistemas de videovigilância com recurso a câmaras nos espaços públicos tem sido cada vez mais requisitado pelas forças de segurança. Em 2009 foi autorizada pelo …

João Félix: o "louco" e o "calvário"

Avançado do Atlético de Madrid só esteve em campo durante 18 minutos, contra o Atlético Bilbau. Simeone defendeu o português. João Félix foi o nome mais comentado após o empate entre Atlético de Madrid e Atlético …

PCP quer limite de quatro dias por semana em teletrabalho

O projeto do PCP propõe limitar o teletrabalho a quatro dias por semana e que as empresas paguem o acréscimo das contas da luz, água, internet e telefone. O PCP quer limitar o regime de teletrabalho …

"The Crown" domina Emmys e "The Handmaid's Tale" é a derrotada da noite

A série da Netflix “The Crown” foi a grande vencedora da 73.ª edição dos Prémios Emmy, levando pela primeira vez a estatueta de Melhor Série Dramática e dominando por completo a categoria na maior noite …

Vacina contra a covid-19 em spray nasal tem vários benefícios - e pode estar para breve

Atualmente, receber uma vacina contra a contra a covid-19 é sinónimo de levar uma injeção no braço. Contudo, esta realidade pode mudar, já que um novo estudo garante a eficácia de vacinas administradas de forma …

Messi substituído e surpreendido

Jogo contra o Lyon não estava a correr bem para o PSG e o treinador Mauricio Pochettino decidiu colocar Lionel Messi no banco de suplentes. O Paris Saint-Germain "sobreviveu" neste domingo - mas já sem Lionel …

“Este senhor é primeiro-ministro? Não, mas vai ser“. Em tempo de autárquicas, Pedro Nuno faz campanha dupla

Pedro Nuno Santos tem aproveitado a campanha autárquica para prosseguir a sua campanha interna. Um dia será sucessor de António Costa e a ocasião é perfeita para ganhar simpatizantes dentro do próprio partido. Entre sexta e …

Pelo menos oito mortos e seis feridos num tiroteio em universidade na Rússia

Pelo menos oito pessoas morreram e seis outras ficaram feridas após um atirador abrir fogo hoje numa universidade na cidade russa de Perm, segundo o Comité de Investigação da Rússia citado pela agência de notícias …

Vulcão nas Canárias em erupção e destrói casas. Cinzas podem chegar à Madeira

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou este domingo em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. A …

Cientistas queriam estudar a propagação das borboletas, mas criaram uma matriosca de parasitas

Objetivo dos cientistas era perceber, através da introdução da espécie de borboletas Glanville fritillary qual o seu poder de dispersão numa ilha finlandesa. No entanto, acabaram com um retrato alarmante para todos os investigadores que …