Peritos denunciam falhas na comunicação do Governo

José Sena Goulão / Lusa

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas (E), e o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales (D)

Os especialistas que aconselham o Executivo admitem que houve falhas na comunicação do Governo e preveem que a perceção pública de ameaça baixa no verão.

Os peritos que aconselham o Governo relativamente à comunicação nesta pandemia de covid-19 preveem que “a perceção pública da ameaça baixe em julho e agosto, um padrão que já se verificou no ano passado”.

“Nesta fase mais estabilizada de contenção da pandemia, a comunicação de risco torna-se ainda mais fulcral”, sublinha Marta Pinto, psicóloga especialista em comunicação de crise incluída no grupo de peritos, admitindo que “há erros com os quais podemos aprender”.

Como há menos “medidas externas de condicionamento da nossa vida social”, a perceção pública de ameaça do novo coronavírus diminui, embora até agora se tenha mostrado “adequada”.

“Há indicadores que aparentam mostrar que o estado do tempo pode influenciar estas perceções. É diferente estar em casa com frio ou sair à rua para apanhar sol numa esplanada, e isso pode ajudar as pessoas a esquecer momentaneamente os aspetos negativos [da pandemia]”, disse Rui Gaspar, especialista em comunicação em saúde e coordenador da ferramenta de “Comunicação de Crise e Perceção de Riscos” da DGS, em declarações ao Expresso.

“É um sinal de alerta, porque pode levar a menos prudência e vigilância, o que não será positivo”, atirou.

Desde 26 de abril que o nível da ameaça se tem mantido abaixo de 5, numa escala de 0 a 10. A possibilidade de agendamento da vacinação para maiores de 65 anos “poderá ter ajudado a baixar a perceção de ameaça”, admitiu Rui Gaspar.

O especialista prevê ainda que a perceção do risco vai voltar a subir no final de agosto e início de setembro, com o regresso às aulas.

“Nas últimas semanas houve um certo vazio que pode ter sido favorável a contradições. O atual plano de desconfinamento esgotou-se e ficamos sem saber o que vem depois, um bocado na terra de ninguém. Correu tudo um pouco mais rápido do que se estava à espera, e isso contribuiu para um vazio temporal. Foi uma etapa que não foi tão bem pensada”, disse, por sua vez, Óscar Felgueiras, matemático da Universidade do Porto que faz parte do grupo de peritos.

Quanto à final da Liga dos Campeões no Porto e a abertura do país ao turismo, o perito sugere que “o executivo foi pressionado pelas circunstâncias”, tendo sido decisões “tomadas um pouco à pressão”.

Susana Silva, epidemiologista social da Instituto de Saúde Pública do Porto, diz que a sensação de injustiça social pode comprometer o combate à pandemia, dado que haver “pesos diferenciados” fere a “confiança pública”.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar não vacinados contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …

"Deixa os homens cantar". Ex-paraquedistas vaiam e pedem demissão do ministro da Defesa

Centenas de ex-paraquedistas vaiaram e pediram hoje a demissão do ministro da Defesa e do Chefe do Estado Maior do Exército durante a cerimónia militar nas comemorações do Dia do Exército, em Aveiro. A iniciativa, que …

Portugal com mais quatro óbitos e 604 casos de covid-19

Portugal regista hoje mais 604 novos casos de covid-19 confirmados e quatro óbitos pela doença, assim como mais 243 pessoas recuperadas e menos internamentos em enfermaria e unidades de cuidados intensivos, segundo o boletim oficial. De …

Retrato de Monsieur Lavoisier e a sua esposa Marie-Anne-Pierrette Paulze.

Análise revela composição secreta debaixo de retrato de Lavoisier

Um icónico retrato do químico francês Antoine-Laurent de Lavoisier e da sua esposa, Marie-Anne, mostrou ter uma composição escondida debaixo dele. Antoine-Laurent de Lavoisier foi um químico francês fundamental para a revolução deste campo científico no …

Combustíveis: governantes "não fizeram o trabalho de casa"

A presidente executiva da OZ Energia, Micaela Silva, defendeu que o “Governo devia intervir menos” no mercado dos combustíveis, porque é liberalizado e não tem margens excessivas de comercialização, mas é “muito penalizado” pela quantidade …

Implante cerebral permite que paciente totalmente cega consiga ver formas e letras

Os cientistas da Universidade Miguel Hernández de Elche (UMH), em Espanha, fizeram com que uma mulher completamente cega conseguisse ver formas simples e letras, através da colocação de um implante no seu córtex visual. Os investigadores …