Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente.

O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como robôs, tem sido extremamente desafiante.

Agora, uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que se podem curar magneticamente em movimentos após dividirem-se em dois ou três pedaços.

Os cientistas desenvolveram pequenos robôs que conseguem “nadar” através de fluidos e realizar funções úteis, como limpar o ambiente, entregar medicamentos e realizar cirurgias. Embora a maioria das experiências tenha sido feita em laboratório, eventualmente estas pequenas máquinas seriam lançadas em ambientes hostis, onde poderiam ficar danificadas.

Os robôs nadadores costumam ser feitos de polímeros frágeis ou hidrogéis macios, que podem partir ou rasgar facilmente.

Segundo um comunicado, Joseph Wang e os seus colegas queriam projetar nadadores que pudessem curar-se em movimento, sem a ajuda de humanos ou outros gatilhos externos.

Os investigadores fizeram nadadores com dois centímetros de comprimento na forma de um peixe que continha uma camada inferior condutora, uma camada intermediária rígida e hidrofóbica, e uma faixa superior de micropartículas magnéticas fortemente alinhadas.

Para dar propulsão ao robô, a equipa adicionou platina à cauda, ​​que reagiu com o combustível de peróxido de hidrogénio para formar bolhas de oxigénio que impulsionaram o robô. Quando os cientistas colocaram um nadador numa placa de Petri cheia de uma solução fraca de peróxido de hidrogénio, moveu-se ao redor da borda da placa.

Depois, os investigadores cortaram o robô com uma lâmina e a cauda continuou a viajar até se aproximar do resto do corpo, reformando o formato do peixe através de uma forte interação magnética.

Os robôs também conseguiam curar-se quando cortados em três pedaços ou quando a fita magnética era colocada em configurações diferentes.

Esta estratégia de autocura versátil, rápida e simples pode ser um passo importante em direção ao reparo instantâneo para nadadores e robôs de pequena escala. Segundo os investigadores, isto pode, um dia, ser usada para fazer dispositivos mais resistentes para limpeza ambiental ou industrial.

Este estudo foi publicado em fevereiro na revista científica Nano Letters.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …