Peixes, pássaros e humanóides. Revelados mais 140 geóglifos de Nazca no Peru

Foram descobertos 142 novos geóglifos, que representam pessoas, animais e outros seres, nas famosas linhas na superfície de Nazca e dos seus arredores no Peru.

Localizados principalmente a oeste da Pampa de Nazca, estes novos geóglifos foram identificados por trabalho de campo e análise de dados 3D de alta resolução, entre outras atividades realizadas até 2018.

Acredita-se que os geóglifos biomórficos datem de pelo menos 100 a.C a 300 d.C, de acordo com a equipa de investigação, liderada por Masato Sakai, professor do Departamento de Antropologia Cultural e Arqueologia andina na Universidade de Yamagata, no Japão.

Além disso, de acordo com um comunicado publicado pela universidade, num estudo de viabilidade realizado de 2018 a 2019 em conjunto com a IBM Japão, a universidade descobriu um novo geóglifo ao desenvolver um modelo de inteligência artificia no servidor de inteligência artificial IBM Power System AC922 configurado com a plataforma de aprendizado profunda IBM Watson Machine Learning Community Edition.

Uma infinidade de seres vivos é representada nesta obra de arte antiga, desde peixes, pássaros, macacos, camelídeos e humanóides. Foram construídos removendo rochas, deixando uma imagem negativa na areia branca.

De acordo com a Newsweek, a peça mais longa identificada é maior do que a Estátua da Liberdade, medindo mais de 100 metros de ponta a ponta, e a menor é de cinco metros – aproximadamente o mesmo tamanho do David de Michelangelo.

Os investigadores dividiram os geóglifos em duas categorias, com base no tamanho, idade e design. O primeiro grupo (tipo A) são desenhos de linhas e tendem a ser maiores, medindo 50 metros ou mais. O segundo grupo (tipo B) consiste em superfícies de cor sólida com 50 metros ou menos.

Yamagata University

A equipe supõe que estes dois tipos serviram a propósitos diferentes. O tipo A servia para, por exemplo, rituais que envolviam cerâmica e o tipo B servia para decoração. Estes últimos foram encontrados perto de caminhos ou em encostas, sugerindo que podem ter sido pontos de passagem para ajudar os viajantes.

Este estudo explorou a viabilidade do potencial de inteligência artificial para descobrir novas linhas e introduziu a capacidade de processar grandes volumes de dados com esta tecnologia, incluindo fotos aéreas de alta resolução a altas velocidades. Estes são os primeiros geóglifos descobertos por inteligência artificial em Nazca.

A maioria destes misteriosos geóglifos foi criada pelo povo de Nazca, que viveu naquela área de 200 a 700 anos d.C., assim como outros desenhos já conhecidos na região. No entanto, alguns dos geóglifos são séculos mais antigos. Os investigadores acreditam que foram feitos por povos de Paracas e Topará, que viveram naquela área por volta dos anos de 500 a.C. a 200 a.C..

Estas obras são conhecidas como linhas de Nazca porque, normalmente, parecem apenas linhas quando olhamos para elas no chão. É preciso que as olhemos do alto para conseguir discernir os padrões. Aliás, é por esse motivo que esta arte só começou a ser compreendida depois da invenção dos aviões.

Estes desenhos gigantes são criados através da eliminação da camada superior de pedras vermelhas do deserto, de modo a que se consiga revelar uma camada mais pálida. É este contraste de tons que permite a leitura da figura.

Alguns geóglifos são formas geométricas, outros são linhas simples e os mais elaborados são representações de animais e objetos.

Sakai e os outros investigadores da Universidade de Yamagata empreendem iniciativas para estudar as Linhas de Nazca, um Património Mundial da UNESCO, desde 2004. Além de identificar muitos geóglifos, também realizam atividades para preservar o património.

No entanto, ainda há muito trabalho a ser feito para estudar a distribuição dos geóglifos. A expansão das áreas urbanas provocou danos às linhas, chamando a atenção para a proteção das Linhas de Nazca como um problema social.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …