Há um peixe que mata as suas crias (se não forem suficientemente boas)

O peixe macho da espécie Rhabdoblennius nitidus come as suas crias porque a presença dos ovos faz com que os seus níveis de androgénio caiam vertiginosamente, o que o impede de acasalar.

O canibalismo filial – no qual os espécimes adultos comem as suas crias – não é um fenómeno assim tão raro no reino animal: ursos, felinos, primatas, canídeos, roedores, insetos, peixes, anfíbios, repteis e pássaros são alguns dos exemplos que o fazem.

Agora, de acordo com o IFLScience, há mais um nome para acrescentar a esta lista: o peixe macho da espécie Rhabdoblennius nitidus, geralmente encontrado nos recifes de corais no Oceano Pacífico ocidental, no continente asiático.

Os casos de canibalismo filial variam um pouco entre as espécies mas, geralmente, o fator determinante é o mesmo: gestão de recursos. Todas as crias precisam de ser alimentadas, especialmente as que não são tão saudáveis. Se saírem da equação, deixam de ser um problema, digamos assim.

Tal como se explica num artigo publicado na semana passada na revista científica Current Biology, a principal hipótese de o canibalismo filial acontecer é conhecida por canibalismo baseado em energia – “energy-based (EB) cannibalism” em inglês – que explica que os benefícios nutricionais de comer as crias superam os de marcar o chamado “pool genético”.

Para muitos casos isso é verdade, mas foram registadas exceções em alguns peixes. Os investigadores da Universidade de Nagasaki notaram que, em algumas espécies, o macho que fica responsável por tomar conta dos ovos enquanto estes se desenvolvem decide comê-los quando o número total é pequeno e, assim, a reprodução recomeça.

Embora isto possa encaixar com a hipótese do canibalismo baseado em energia, os investigadores notaram que este é um fenómeno “intrigante”, já que o macho ainda pode cuidar dos ovos enquanto procura outras fêmeas.

No caso do Rhabdoblennius nitidus, os investigadores suspeitaram que o número de ovos controlava algo relacionado com o ciclo de acasalamento que ainda não havia sido observado de uma forma adequada. Para tentar descobrir, a equipa deixou os peixes fazerem o seu ritual de acasalamento, mas controlou sub-repticiamente o número de ovos que estavam presentes após a cópula.

De acordo com as conclusões da pesquisa, está tudo ligado com os níveis de andrógenos do macho, um grupo de hormonas ligadas ao crescimento e desenvolvimento do sistema reprodutor. A presença dos ovos faz com que os seus níveis de androgénio caiam vertiginosamente, o que os impede de acasalar. Nenhum ovo equivale a mais níveis de andrógenos, sejam estes comidos pelo macho ou tenham chocado todos.

Desta forma, a ideia é que estes machos comem pequenos números de ovos não pelo fator nutritivo, mas para que os seus níveis de andrógenos aumentem e possam acasalar novamente, podendo produzir uma ninhada maior. A explicação é corroborada pelo facto de terem comido os ovos, independentemente dos seus níveis de fome, e de até terem cuspido alguns deles depois de já os terem mastigado bem.

Por isso, neste caso não se trata de canibalismo, mas sim de infanticídio ou, mais tecnicamente, “embriocídio”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

OE2021 ainda não foi votado, mas já se espera um aumento da despesa em mais de 300 milhões

Entre a entrega da proposta e a votação, o Governo voltou a negociar com os partidos, mostrando abertura para medidas na especialidade que deverão custar pelo menos mais 300 milhões de euros. O Orçamento do Estado …

Portugal é dos 10 países com melhores políticas de integração de migrantes

Portugal está no grupo dos dez países com melhores políticas de integração de migrantes, segundo uma avaliação de 52 estados que destaca o combate à discriminação ou a reunificação familiar como pontos fortes. Segundo o Índice …

Lukashenko classifica grevistas e manifestantes como terroristas. Mais de 600 pessoas foram detidas

O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, comparou com terrorismo a atitude de manifestantes e grevistas que participaram na greve nacional convocada pela oposição e nos protestos de cidadãos para exigir a sua renúncia. "Estamos a começar …

"Não acredito que cumpra as nossas leis". Trump diz que voto por correspondência é "inapropriado"

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) disse que é "inapropriado" os estados levarem vários dias a contar os votos por correspondência, defendendo que o vencedor deve ser declarado na noite das eleições. "Seria muito, muito apropriado …

Reservas de sangue O+ e A+ com níveis críticos. Federação apela à dádiva

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou, esta terça-feira, que as reservas nacionais estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+, apelando aos portugueses para darem sangue. Em comunicado, a FEPODABES refere …

Madeira quer visitantes infetados a ajudar nas despesas da estadia. "É aquilo que é justo"

O presidente do Governo madeirense anunciou esta terça-feira que decorrem diligências para encontrar mais uma unidade hoteleira para acolher doentes com covid-19, defendendo que os visitantes infetados devem ajudar a custear as despesas da sua …

Filhos de pais separados não podem circular entre concelhos no fim-de-semana

Os filhos de pais separados não poderão deslocar-se entre concelhos para efetuar trocas de residência entre os progenitores entre 30 de outubro a 3 de novembro, o próximo fim-de-semana que abrange o Dia de Todos …

Receita fiscal cai 2.822,7 milhões arrastada pela quebra do IVA e IRC

A receita fiscal do subsetor Estado registou uma redução de 2.822,7 milhões de euros até setembro, recuando 8,3% face ao mesmo período de 2019, refletindo os efeitos da pandemia, segundo a Síntese de Execução Orçamental. “No …

Novo Banco põe à venda carteiras de malparado (e têm nomes de jogadores de râguebi)

Depois de ter cancelado o projeto “Nata 3”, com crédito malparado no valor de 1,2 mil milhões de euros, o Novo Banco prepara agora a venda de carteiras de dimensões mais reduzidas. A revelação foi feita …

"Racismo cultural". Com França e Turquia em rota de colisão, Charlie Hebdo publica caricatura de Erdogan

Numa altura em que França e Turquia estão em rota de colisão, a publicação satírica Charlie Hebdo colocou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan na capa a levantar as vestes de uma mulher. De acordo com …