Pedidos de asilo de argelinos que invadiram aeroporto são “infundados”

Nelson Lourenço / Flickr

Aeronave da EasyJet no Aeroporto da Portela, em Lisboa

Aeronave da EasyJet no Aeroporto da Portela, em Lisboa

O SEF considerou “infundados” os pedidos de asilo apresentados pelo quatro argelinos que, no passado dia 30 de julho, invadiram a pista do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

A decisão é passível de recurso para os tribunais administrativos, acrescentou fonte do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras à agência Lusa.

Os quatro argelinos – Seddik, Lahid, Abdallah e Imed – tinham pedido asilo por razões humanitárias ao SEF, ainda antes de serem condenados, no passado dia 11, pelo Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa, a penas de quatro anos de prisão, suspensa por igual período, por atentado à segurança de transporte por ar, com dolo.

As advogadas dos quatro argelinos tinham enviado requerimentos com aqueles pedidos para o SEF, ainda antes de os seus constituintes começarem a ser julgados em processo sumário no Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa. No entanto, o SEF disse ter recebido os pedidos apenas no passado dia 05, quando já decorria o julgamento sumário dos quatro arguidos, numa resposta enviada à juíza Sofia Abreu.

“Os pedidos de asilo já foram analisados pelo SEF, tendo sido considerados infundados, por decisão datada de 11.08.2016″, acrescenta o SEF, em resposta a questões colocadas pela Lusa.

Questionado igualmente sobre se algum dos argelinos desistiu do pedido de asilo, intenção manifestada por, pelo menos dois, no final da leitura da sentença do julgamento sumário, o SEF refere não ter recebido qualquer pedido de desistência, acrescentando que todos solicitaram, na sexta-feira última, junto do Instituto da Segurança Social, “apoio judiciário” para impugnarem no tribunal administrativo a decisão de não admissibilidade do pedido de asilo proferida pelo SEF.

“Este pedido tem efeito suspensivo” e impede que os quatro argelinos sejam afastados de território nacional, acrescenta ainda o SEF.

Seddik, Lahid, Abdallah e Imed continuam instalados no Centro de Instalação Temporária (CIT) do aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, à guarda do SEF.

De acordo com um advogado especialista em Lei de Asilo (Lei n.º 27/2008, de 30 de junho), contactado pela Lusa, o tribunal administrativo terá de nomear defensores oficiosos para os quatro argelinos.

Depois de nomeados, terão um prazo de 72 horas para interpor recurso (ação administrativa especial) da decisão do SEF.

Intentada a ação, o SEF será ainda “citado” para contestar e só depois haverá decisão do juiz do tribunal administrativo, sendo esta decisão ainda passível de recurso para o Tribunal Central Administrativo do Sul.

Os quatro argelinos – dois de 21 anos, um de 27 e outro de 33 anos, naturais de Ouran – foram detidos a 30 de julho, no aeroporto de Lisboa, após terem entrado na pista de aterragem.

O aeroporto esteve encerrado durante 34 minutos, período em que 12 voos foram desviados para outros aeroportos.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Apoios judiciários a serem pagos pelos contribuintes como se não nos bastasse já tantos impostos taxas e taxinhas. Vergonhoso!

    • Efectivamente, se um desgraçado português quiser defender-se em tribunal não tem direito a apoio judiciário, e estes mafiosos que não sabemos quem são, não só teem direitos, como os reclamam, isto é fantástico! Tem advogados disponíveis, tribunais disponíveis e é por isso que os desgraçados dos portugueses tem os seus processos que levam 10 anos para fazer justiça. Miserável Justiça.

  2. O mesmo acontece com os pedidos de asilo. Desde quando Marrocos está em guerra? Tudo aqui entra e tudo é aceite para obtenção de votos.

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …