Paulo Vistas é mesmo padrinho de casamento do juiz que chumbou Isaltino Morais

Mário Cruz / Lusa

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino de Morais

Já não há dúvidas de que o atual autarca de Oeiras foi mesmo padrinho de casamento do juiz que chumbou a candidatura de Isaltino Morais ao concelho. Entretanto, o ex-presidente da Câmara continua com as acusações que põem em causa a imparcialidade do magistrado.

O jornal Público teve acesso à certidão de casamento que prova que Paulo Vistas, atual autarca de Oeiras, foi mesmo padrinho do juiz que, esta terça-feira, chumbou a candidatura de Isaltino Morais à Câmara Municipal.

Estão assim desfeitas as dúvidas relativamente a este assunto, levantadas em primeira mão pelo ex-autarca que, depois de ver a sua candidatura rejeitada, convocou uma conferência de imprensa e colocou em causa a imparcialidade de Nuno Tomás Cardoso.

Uma denúncia que levou mesmo o Conselho Superior da Magistratura a abrir um inquérito ao magistrado para “cabal apuramento da situação”, referiu uma nota daquela entidade.

Depois desta acusação, o candidato independente, que em abril anunciou o seu regresso à política depois de ter estado preso, voltou à carga esta quarta-feira. De acordo com o Público, Isaltino afirma que “a mulher do juiz trabalha, desde o mês de Maio deste ano, no laboratório dos Serviços Intermunicipalizados de Oeiras e Amadora”.

E, além disso, antes de ser juiz, Nuno Cardoso fez parte da comissão política do PSD de Oeiras, sob a liderança de Vistas, denuncia também o ex-autarca.

Recorde-se que o juiz em questão chumbou a atual candidatura de Isaltino, afirmando no despacho “que as declarações de proposituras apresentadas não identificam em qualquer local do seu texto os cidadãos candidatos que integram a lista”. Ou seja, o tribunal considerou que os eleitores, ao assinarem a propositura do movimento, podiam na verdade não saber exatamente o que estavam a fazer.

Paulo Vistas era o vice de Isaltino Morais quando este liderava o concelho e acabou por chegar à liderança do município, na sequência da pena de prisão do ex-presidente.

Vistas diz que “não pode valer tudo” na campanha

Entretanto, o candidato e atual autarca da Câmara de Oeiras escreveu um post no Facebook, dizendo que “não pode valer tudo” na campanha eleitoral ao concelho.

Não pode valer tudo. As amizades honram a nossa vida, mas a independência profissional está acima delas e definem o nosso caráter e dignidade. Para mim este princípio é claro, mas se para outros é uma novidade fico surpreendido!”, escreveu Paulo Vistas na rede social.

Questionado pela Lusa sobre as acusações de Isaltino Morais, Vistas recusou prestar qualquer esclarecimento, mas escreveu no Facebook que entende a política de forma transparente e que nunca negou gratidão a quem serviu Oeiras, numa referência ao seu antecessor na câmara.

“Sempre lhe dediquei o reconhecimento e solidariedade devidos porque na política, como na vida, a gratidão é um dever. Infelizmente, por factos que me são totalmente alheios, o meu caráter foi atacado de forma leviana sem qualquer verdade ou fundamento”.

Paulo Vistas acusa Isaltino de o ter difamado e sublinha que “uma decisão judicial não pode justificar a leviandade das insinuações” feitas por alguém que, em sua opinião, “já perdeu todos os argumentos legais”.

Fui atacado na minha honra pela mesma pessoa por quem, durante anos, batalhei por defender a sua. A independência do poder judicial é um pilar da nossa sociedade. A seriedade e o caráter dos magistrados só pode ser posta em causa por quem já perdeu todos os argumentos legais”, acrescenta.

O atual presidente da Câmara considera que a “forma mesquinha” manifestada pelo seu antecessor afasta os cidadãos da política. E promete ainda continuar “sereno, focado na gestão da autarquia e na campanha eleitoral em curso”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Sou a favor de termos em cargos políticos “pessoas que fazer” e não pessoas politicamente corretas.
    Agora com padrinhos ou sem padrinhos não me parece correto aceitar que políticos já condenados por crimes de corrupção no estado possam ser novamente eleitos para cargos de estado…

    Pode ter feito muito por Oeiras no passado mas sendo condenado por corrupção na função a lei nem sequer devia permitir a candidatura…

    • nao seja tao preconceituoso!!!!!embora nao me identifique com nenhum dos candidatos…acho que o isaltino ja pagou á sociedade o seu erro… alem de que todos sabemos que muitos presidentes de camara so nao estao nas mesmas condiçoes porque nao tiveram quem os denunciasse nem provas para incrimina-los, nem juizes prontos para os julgar, nem ministerio publico preparado para averiguar muitas situaçoes que acontecem um pouco por todo o lado …. mas enfim…. acho que nao e por ser padrinho ou afilhado que se pode afirmar que a decisao foi errada… mas que da para desconfiar isso dá!!!!
      tambem nao sei qual o medo que tem em deixar concorrer o isaltino. talvez com medo que o povo se engane e vote nele????

RESPONDER

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …

Trump diz que o pior está para vir (mas admite aliviar restrições para ir à missa na Páscoa)

Este sábado, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que o pior ainda está para vir e que ainda “vai haver muitas mortes". Depois, disse que está a pensar aliviar as restrições para permitir …

Covid-19. Mais 754 casos de infeção e 29 mortes em Portugal

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Deral da Saúde (DGS) este domingo, há 11.278 infetados por covid-19 em Portugal e 295 óbitos. O número de infetados por covid-19 subiu, este domingo, para um total …

Inspetores do SEF suspeitos de assassinar ucraniano foram identificados em carta anónima

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) suspeitos de assassinar um ucraniano no aeroporto de Lisboa foram identificados numa carta anónima enviada à Polícia Judiciária (PJ). De acordo com o semanário Expresso, a …

Avião fretado pelo Estado aterra em Lisboa com 20 toneladas de equipamento médico

Um avião fretado pelo Estado português chegou este sábado a Lisboa com equipamento médico proveniente de Pequim, incluindo 144 ventiladores e máscaras de proteção respiratória, destinados ao Sistema Nacional de Saúde (SNS), informou a embaixada …

Marinha venezuelana divulga vídeo editado sobre colisão com cruzeiro português

A Marinha venezuelana divulgou, este sábado, um vídeo editado sobre a colisão entre o cruzeiro de bandeira portuguesa "Resolute" e uma embarcação da Marina da Venezuela, "Naiguatá GC-23", ocorrido a 30 de março. O vídeo, de …

PCP quer alargar apoio para recibos verdes aos sócios-gerentes e fundo de apoio às pequenas empresas

O PCP considerou este sábado insuficientes as medidas do Governo de resposta económica à pandemia de covid-19 e defende que o apoio previsto para recibos verdes deveria ser alargado aos sócios-gerentes, um fundo público de …

Governo admite aumentar apoios às empresas (e injetar mais dez mil milhões na economia)

O Ministério da Economia, ouvido pela TSF, admitiu, este sábado, aumentar o apoio às empresas e à economia, de 3 para 13 milhões de euros. De acordo com a TSF, o Ministério da Economia pediu autorização …

Estado de Emergência. Oito detidos e 63 estabelecimentos encerrados

Oito pessoas foram detidas por violarem a obrigação de confinamento e outros crimes de desobediência pelas forças de segurança, até às 17h de sábado, no âmbito do estado de emergência, anunciou este sábado o Ministério …

Justiça impede Isabel dos Santos de receber dividendo da NOS. Mas não é a única afetada

A Sonaecom anunciou este sábado que o tribunal decidiu proceder ao arresto preventivo de 26,075% do capital social da NOS, na sequência da publicação de notícias sobre esquemas alegadamente fraudulentos que envolvem a empresária angolana …