Pássaros canoros tropicais têm uma tática para sobreviver às secas extremas

cgranycome / Flickr

O pássaro Aethopyga temminckii

Um novo estudo descobriu que os pássaros canoros que vivem nas florestas tropicais reduzem a sua reprodução para poderem sobreviver às secas.

De acordo com os investigadores, citados pelo site Science Alert, as secas – que se deverão tornar cada vez mais frequentes devido às alterações climáticas – confrontam os pássaros com um dilema entre a reprodução e a sua própria sobrevivência.

Mas o estudo, publicado, a 24 de agosto, na revista científica Nature Climate Change, descobriu que, em vez de tentar cuidar das crias em condições ambientais adversas, a maioria das espécies de pássaros canoros estudada optou por reduzir a sua reprodução durante a seca.

A investigação usou dados de 38 espécies da Venezuela e da Malásia, recolhidos durante 17 anos de trabalho de campo, incluindo um período de seca em cada país. A equipa descobriu que a reprodução foi reduzida, em média, 36% nas 20 espécies da Malásia e 52% nas 18 espécies da Venezuela.

Pássaros com um tempo de vida mais longo registaram a maior desaceleração na reprodução durante os períodos de seca. “Em geral, as espécies que diminuíram consideravelmente a reprodução durante a seca (ou seja, espécies de vida mais longa) tiveram maior sobrevivência adulta”, disse o co-autor do estudo, James Mouton, da Universidade de Montana, nos Estados Unidos, à agência France-Presse.

“Esta descoberta foi surpreendente, pois esperávamos que as secas reduzissem a sobrevivência até certo ponto de todas as espécies”, acrescenta.

Segundo o mesmo site, as aves com uma expectativa de vida mais curta – que poderiam reduzir a reprodução com menos facilidade – ou continuaram a reproduzir-se ou apenas fizeram pequenos cortes. Mas também tinham menos probabilidade de sobreviver.

De seguida, os autores do estudo modelaram como certas espécies se podem comportar em três cenários diferentes de alterações climáticas. A equipa estimou que, enquanto um aumento na frequência de secas reduziria todas as populações de pássaros estudadas, as espécies com esperança de vida mais longa eram mais resistentes.

Mouton disse que esta pesquisa sugere que “populações de espécies de pássaros canoros tropicais com vida mais longa podem ser mais capazes de mitigar os efeitos das secas do que se pensava”.

No entanto, advertiu o investigador, a seca é apenas um aspeto das alterações climáticas que será uma ameaça potencial para as populações de pássaros, e que estas atuam juntamente com outros riscos, particularmente a degradação ou fragmentação de habitats.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …