/

Já se sabe qual é o pássaro mais “instagramável” do planeta

1

billcollison / Flickr

Um pássaro da família de aves Podargidae

Cientistas já têm um veredicto: a família de aves Podargidae (pássaros também conhecidos em Inglês como “frogmouth”) são o pássaro mais “instagramável” de sempre.

De acordo com o site Live Science, este pássaro noturno que mais parece saído dos “Marretas” já foi aclamado, num artigo de 2004 da revista Nature Australia, como o “pássaro com a aparência mais infeliz do mundo”.

Agora, num artigo publicado a 22 de abril na revista científica i-Perception, cientistas deram-lhe um novo título: o “pássaro mais instagramável” do planeta Terra.

“Mas o que é que isto significa exatamente?”, pergunta o caro leitor. Pois bem, após terem analisado mais de 27 mil fotografias de pássaros nesta rede social, os investigadores descobriram, na verdade, que a família de aves Podargidae só apareceu em 65.

No entanto, nestas 65 imagens, este animal teve mais ‘gostos’ do que qualquer outra espécie de ave, com base no número de utilizadores que provavelmente viram estas fotografias. Esta vitória “surpreendente” é uma “questão de justiça poética”, consideraram os autores do estudo, tendo em conta a antiga reputação mais infeliz.

No seu estudo, a equipa olhou para as fotografias publicadas por nove das contas de pássaros mais seguidas no Instagram. São elas: @best_birds_planet, @best_birds_of_world, @nuts_about_birds, @birdfreaks, @birdsonearth, @bestbirdshots, @audubonsociety, @bird_brilliance, @ your_best_birds. Juntos, estes perfis chegam a mais de 3,5 milhões de pessoas.

Para avaliar a “instagramabilidade” de um pássaro, os investigadores calcularam o número expectável de ‘gostos’ que cada fotografia deveria receber, com base na hora em que foi publicada e no tamanho do público da conta.

As imagens que conseguiram mais ‘gostos’ do que o esperado tiveram uma pontuação positiva, enquanto as fotografias que receberam menos tiveram uma pontuação negativa. Alguns fatores estéticos pareciam elevar consistentemente as fotografias nas classificações.

Por exemplo, escreveram os cientistas, pássaros com plumagem azul e amarela tiveram mais pontos, de forma consistente, do que pássaros com penas amarelas e verdes. Sem surpresa, também descobriram que as aves tendiam a ter um melhor desempenho quanto mais originais ou incomuns fossem.

E quem ficou nos últimos lugares da tabela classificativa? Duas aves marinhas – o  Scolopacidae e o Haematopus –, as cegonhas e os abutres.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.