Parlamento dos Açores aprova recuperação do tempo de serviço docente

ustock

A Assembleia Legislativa dos Açores aprovou, por unanimidade, uma proposta do Governo Regional, que procede à recuperação do tempo de serviço docente congelado no arquipélago, de forma faseada, ao longo de seis anos.

“A recuperação far-se-á de um modo faseado. Durante um período de seis anos, compreendido entre 2019 e 2024 e produzindo efeitos a 1 de setembro de cada um dos anos”, explicou, no parlamento, o secretário regional da Educação e Cultura, Avelino Meneses, durante a apresentação da proposta.

Segundo o governante, esta recuperação do tempo de serviço congelado aos docentes (entre janeiro de 2011 e dezembro de 2017), abrange todos os professores que desempenham ou tenham desempenhado funções nas escolas da região nesse período, desde que tenham uma avaliação de desempenho, no mínimo, de “Bom”.

Avelino Meneses lembrou ainda que a proposta de decreto legislativo regional agora aprovada pelos deputados, garante a recuperação de sete anos de serviço docente congelado, “sem qualquer condicionante de natureza orçamental”, ao contrário do que acontece com o arquipélago da Madeira.

“Fizemos uma coisa que o Governo do país não vai fazer por que não pode. Fizemo-lo porque os Açores têm as melhores finanças de Portugal“, garantiu o titular da pasta da Educação nos Açores, provocando gargalhadas de alguns deputados da oposição.

Perante esta afirmação, o líder da bancada do CDS, Artur Lima, perguntou a Avelino Meneses por que razão o executivo socialista estava a fasear a recuperação do tempo de serviço congelado: “se as contas públicas estão assim tão boas, pague aos professores!”

Jorge Jorge, deputado do PSD, preferiu destacar a mudança de posição do PS e do Governo, que antes faziam depender a recuperação do tempo de serviço nos Açores, da solução que viesse a ser encontrada a nível nacional, mas que agora decide avançar sozinho, sem esperar pela República.

Também Paulo Estêvão, do PPM, lamentou o clima de “conflitualidade” provocado pelo Governo dos Açores, junto da classe docente nos últimos anos, em torno desta matéria, lamentando que o executivo socialista não tenha resolvido o problema mais cedo.

Apesar das críticas, Sónia Nicolau, da bancada do Partido Socialista, lembrou que a proposta do Governo vem garantir aquilo que o seu partido sempre disse: “que a carreira docente nos Açores é a mais atrativa do país“.

A proposta do Governo, que corresponde a uma longa reivindicação da classe docente e dos sindicatos do setor, foi aprovada pelos seis partidos com assento parlamentar (PS, PSD, CDS, BE, PCP e PPM), numa altura em que se encontravam na bancada destinada ao público, vários professores e dirigentes sindicais.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …

Rio pede "coerência" na lotação do Avante e faz comparação com estádios

O líder do PSD pronunciou-se sobre a lotação da festa do Avante, lembrando que, se for reduzida para metade, isso é o mesmo que os estádios do FC Porto ou do Sporting estarem cheios. Na sua …

Juiz Carlos Alexandre desiste de queixa contra Rui Pinto

A proposta do Ministério Público (MP) para que o pirata informático não continuasse a ser investigado dependia da autorização do "super-juiz", avança o Correio da Manhã. De acordo com o Correio da Manhã, o juiz Carlos …