Papa Francisco desafia Turquia com nova referência ao genocídio arménio

catholicism / Flickr

O papa Francisco

O papa Francisco

O papa Francisco rezou hoje, em silêncio, e depositou flores junto ao memorial que recorda as vítimas do genocídio arménio de 1915-17, no início do segundo dia da sua visita à Arménia.

O Papa Francisco chegou ao local com o patriarca da Igreja arménia, Karekin II, e os dois foram recebidos pelo Presidente da República, Serge Sargsián.

Inaugurado em 1967, o memorial fica numa colina da capital da Arménia (Erevan) e conta ainda com um museu sobre o genocídio.

O espaço recorda o milhão e meios de arménios que, segundo estimativas, morreram entre 1915 e 1917 vítimas do Império Otomano.

Os arménios tentam há décadas que os massacres de 1915-17 sejam reconhecidos internacionalmente como genocídio, termo que a Turquia rejeita, garantindo que se tratou de uma tragédia coletiva durante a qual morreu um igual número de turcos e arménios.

Apenas cerca de 30 países reconheceram até hoje que os arménios foram vítimas de genocídio.

Henry Morgenthau / Wikimedia

Cadáveres de arménios massacrados em Erzurum em 1895

Cadáveres de arménios massacrados em Erzurum em 1895

Na sexta-feira, na capital da Arménia, Francisco condenou “o genocídio” dos arménios há um século pelas forças do Império Otomano, pronunciando pela segunda vez a palavra considerada inaceitável pela Turquia.

“Esta tragédia, este genocídio marcou infelizmente o início da triste série das grandes catástrofes do último século”, disse o Papa no palácio presidencial, dirigindo-se ao chefe de Estado, Serge Sarkissian, à classe política e ao corpo diplomático.

A palavra genocídio, que não aparecia no texto distribuído previamente, foi pronunciada pela primeira vez no Vaticano por Francisco em abril de 2015, desencadeando a fúria de Ancara.

“Estes terríveis desastres do último século foram possíveis devido a aberrantes motivações raciais, ideológicas ou religiosas, que toldaram o espírito dos carrascos a ponto de eles terem fixado o objetivo de aniquilar um povo inteiro”, criticou Francisco.

“Tendo diante dos nossos olhos os nefastos resultados a que conduziram, no século passado, o ódio, o preconceito e o desejo desenfreado de dominação, espero sinceramente que a humanidade a partir destas trágicas experiências tenha aprendido a agir com responsabilidade e sabedoria para evitar os perigos de se voltar a cair em tais horrores”, sublinhou.

A 23 de abril, a Igreja arménia canonizou 1,5 milhões de arménios massacrados pelos turcos otomanos durante a Primeira Guerra Mundial. A cerimónia foi considerada a maior canonização da história.

O papa Francisco iniciou na sexta-feira uma visita à Arménia, considerada como o primeiro Estado a ter adotado o cristianismo, no início do século IV.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Brasil. Técnica que esteriliza o mosquito do zika e dengue será aplicada em 2020

O Brasil irá usar a partir do próximo ano mosquitos estéreis da espécie 'Aedes aegypt' para controlar a reprodução deste agente que transmite doenças como dengue e zika, anunciou a Organização das Nações Unidas (ONU). A …

FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A SAD do FC Porto encaixou 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 milhões em janeiro. Em …

Verdes denunciam depósito ilegal de amianto em aterros para resíduos não perigosos

Os Verdes questionaram o Governo sobre casos de depósito de amianto em aterros para resíduos não perigosos. Esta é uma prática ilegal segundo a legislação portuguesa. O Partido Ecologista "Os Verdes" entregou na Assembleia da República …

Autarquias desperdiçaram 128 litros de água por dia em 2018

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros encabeça a lista de entidades gestoras que mais água desperdiçam diariamente: 538 litros diários por ramal. Em 2018, a média de perda de água em Portugal continental situou-se nos …

Há mais de 100 mil crianças migrantes detidas nos EUA, garante a ONU

Mais de 100 mil crianças migrantes estarão atualmente em centros de detenção nos Estados Unidos (EUA), disse na segunda-feira um perito independente da Organização das Nações Unidas (ONU), esclarecendo que esta estimativa, que classificou como …

Milhares de manifestantes impedem abertura do parlamento do Líbano

Milhares de manifestantes bloquearam esta terça-feira os acessos ao parlamento do Líbano, obrigando a adiar novamente a análise de várias leis, como a que prevê uma amnistia a quem tem impostos em dívida, contestada por …

Huawei quer implementar 5G no Brasil

O Presidente do Brasil afirmou na segunda-feira que a gigante das telecomunicações chinesa Huawei pretende instalar a tecnologia de quinta geração (5G) no país, mas rejeitou que tenha sido feita uma proposta. O anúncio foi feito …

Benfica lança OPA para controlar SAD. Ações valorizam 70%

As ações da Benfica SAD estavam a valorizar 70%, para os 4,70 euros, um dia depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre 28,067% do capital da …

Califórnia processa empresa por promover cigarros eletrónicos com sabores para atrair jovens

A Califórnia, nos Estados Unidos (EUA), abriu na segunda-feira um processo contra a Juul, marca líder de cigarros eletrónicos, acusando-a de desenvolver uma estratégia de marketing focada na conquista de menores de idade para adquirir …

Luis Enrique volta a assumir o comando da seleção espanhola

O treinador vai reassumir as funções de selecionador de futebol de Espanha, que deixou para acompanhar a doença da filha, que faleceu em agosto com um cancro ósseo. Luis Enrique, de 49 anos, regressa aos comandos …