Papa diz que acordo histórico com a China tem precedentes e aponta Portugal como exemplo

Mazur / Catholic Church England and Wales

Papa Francisco

O papa afirmou que o histórico acordo com a China, que concede ao Partido Comunista Chinês (PCC) uma palavra na nomeação dos bispos, tem já precedentes, e apontou os casos de Portugal e Espanha.

O papa afirmou nesta quarta-feira que o histórico acordo com a China, que concede ao Partido Comunista Chinês (PCC) uma palavra na nomeação dos bispos, tem precedentes, apontando os casos de Portugal e Espanha.

“Não podemos esquecer que durante 350 anos foram os reis de Portugal e Espanha a nomear os bispos, e que o papa abdicou da sua jurisdição”, disse.

Numa conferência de imprensa a bordo do avião papal, Francisco falou pela primeira vez de um acordo que põe fim a mais de 70 anos de antagonismo entre Pequim e o Vaticano, e assumiu que o acordo irá causar sofrimento entre os fiéis da Igreja católica clandestina, independente do PCC.

Francisco assumiu inteira responsabilidade e afirmou que será ele, e não Pequim, a ter a última palavra na nomeação de novos bispos.

China e o Vaticano romperam os laços diplomáticos em 1951, depois de Pio XII excomungar os bispos designados pelo Governo chinês. Os católicos chineses dividiram-se então entre duas igrejas: a Associação Católica Patriótica Chinesa, aprovada por Pequim, e a clandestina, que continuou fiel ao Vaticano.

A maior divergência continua a residir na nomeação dos bispos. O Vaticano considera que é um direito seu nomear os bispos, visando preservar a sucessão apostólica que remonta aos apóstolos de Jesus Cristo. A China considera a exigência do Vaticano uma violação da sua soberania.

Devido à disputa, o regime chinês nomeou, ao longo das últimas décadas, vários bispos sem o consentimento do papa, alguns dos quais foram depois excomungados pelo Vaticano.

Os padres que se mantiveram fiéis ao Vaticano são frequentemente detidos ou perseguidos pelo Governo chinês.

Francisco, e antes dele o papa Bento XVI, tentaram unir as duas igrejas, e anos de negociações culminaram agora num acordo. O papa reconheceu que ambos os lados tiveram que abdicar de algo nas negociações

Francisco admitiu ainda que membros da igreja clandestina chinesa “vão sofrer” como resultado. “É verdade, eles vão sofrer. Existe sempre dor num acordo”, disse.

O papa garantiu já ter recebido mensagens que comprovam a “fé de mártir” dos católicos chineses e a sua disponibilidade para aceitar o que foi decidido. Apelando aos crentes, o papa pediu para que se reze “por aqueles que não entendem ou que têm muitos anos a viver clandestinamente”.

A causa dos crentes chineses que durante anos foram perseguidos, por se manterem fiéis ao Vaticano e recusarem a Igreja aprovada pelo regime, tem sido defendida pelo cardeal e bispo-emérito de Hong Kong Joseph Zen.

Zen afirmou que, com este acordo, a Igreja vendeu-se ao regime comunista de Pequim. Francisco afirmou que o acordo apela para um processo de diálogo sobre possíveis candidatos a bispo, mas que a decisão final cabe ao papa.

“Não se trata de serem eles a nomear. É um diálogo entre possíveis candidatos”, afirmou Francisco. “O processo é feito em diálogo, mas Roma nomeia. O papa nomeia. Isso ficou claro”, disse.

O acordo, cujo texto detalhado ainda não foi publicado, inclui o reconhecimento pelo Vaticano de sete bispos nomeados por Pequim, enquanto dois bispos da igreja clandestina terão que se afastar.

Francisco afirmou que assume responsabilidade pessoal pelo acordo e que assinou o decreto de reconciliação com os sete bispos.

O acordo foi anunciado no sábado, com o Vaticano a afirmar que, a partir de agora, todos os bispos na China estão em comunhão com Roma. O Vaticano afirmou tratar-se de um texto provisório, sugerindo que poderá ser revisto periodicamente.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Na china o Papa tem que ter muito cuidado com os seus pedófilos da Igreja, pois os Chineses estão habituados a cortar as cabeças dos criminosos e vendem os respetivos órgãos.
    Em Portugal nada isso acontece, por exemplo vejam o caso do padre Federico, não devemos comparar China a Portugal

    • Pois não… para a crianças chinesas infelizmente a China é bem pior!…
      É considerado dos pior países do mundo relativamente à pedofilia e o que tem talvez a maior percentagem de pedófilos!!
      Se calhar até é por isso que a máfia da Igreja se está expandir para lá!…
      Também é onde está boa parte da riqueza mundial – e todos sabemos como deus gosta de dinheiro e ouro!…
      Cortar cabeças?!
      Não conheces mesmo NADA da China (nem de Portugal), pois não?!
      PS: O padre Frederico é brasileiro, e além de pedofilia, foi condenado por homicídio (e fugiu)…

  2. Os precedentes principalmente de Portugal, nao me parece que tenha sido porque “o papa abdicou da sua jurisdição”… mas sim por motivos muito mais profundos que envolveram os Templarios.
    Aconselho leitura dos livros de Rui Fonseca “Quem tramou os Templarios” para melhor entendimento.

RESPONDER

Estudantes de Medicina dizem adeus ao "terrível" Harrison

Mais de 2.700 recém-licenciados de Medicina realizaram, esta segunda-feira, a Prova Nacional de Acesso (PNA), que substitui o "terrível" Harrison. Esta segunda-feira, mais de 2.700 candidatos responderam pela primeira vez a 150 questões da Prova Nacional …

Vítimas de legionella de Vila Franca de Xira reclamam 2,6 milhões ao Estado

A Associação de Apoio às Vítimas do Surto de Legionella de Vila Franca de Xira reclama uma indemnização de 2,6 milhões de euros por falhas e omissões de entidades públicas em relação às vítimas que ficaram …

Pelo menos três mortos em tiroteio em supermercado no Oklahoma

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, num tiroteio num supermercado da cadeia Walmart em Duncan, cidade do Estado norte-americano Oklahoma. O responsável da polícia de Duncan, Danny Ford, citado pela televisão local TNN-ABC, indicou que …

Benfica tem 125 jogadores com contrato profissional. Sporting tem 123 e o FC Porto só 80

O Benfica tem assinado contratos profissionais com cada vez mais jogadores, ao longo dos últimos anos. Actualmente, o clube da Luz tem contrato com 125 atletas. O Sporting está lá perto, com vínculos profissionais com …

Rússia está a negociar a troca de espiões ao estilo do que acontecia na Guerra Fria

A Rússia, a Noruega e a Lituânia realizaram recentemente uma troca de espiões, garantindo o retorno de vários agentes capturados aos seus países de origem. De acordo com chefe da contrainteligência lituana, citado pelo Moscow Times, …

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …