Apesar da pandemia, Coreia do Norte prepara desfile militar em Pyongyang

A Coreia do Norte pretende exibir no sábado o seu poderio militar num grande desfile em Pyongyang para comemorar o 75.º aniversário do Partido dos Trabalhadores. A parada militar será organizada apesar da pandemia de covid-19, uma situação que provocou o encerramento das fronteiras do país há oito meses.

Graças a fotografias feitas por satélite, o site 38North previu que o desfile será gigantesco. “É claro que preparam algo em grande”, confirmou em entrevista Vicent Brooks, ex-comandante das forças americanas na Coreia (USFK), citado pela agência AFP.

Milhares de soldados devem marchar na praça Kim Il-sung, que tem o nome do fundador do regime, sob o olhar do seu neto Kim Jong-un. Em seguida, serão apresentados os veículos militares e, no ponto culminante do desfile, os mísseis – numa espécie de mensagem de Pyongyang ao mundo.

Em abril de 2017, num momento de grande tensão, Pyongyang exibiu, num desfile similar, gigantescos tubos com capacidade para abrigar mísseis balísticos intercontinentais (ICBM). Em setembro de 2018, em plena aproximação diplomática entre Pyongyang, Washington e Seul, o regime não exibiu ICBM, algo que a Casa Branca recebeu com satisfação.

As negociações sobre o programa nuclear estão num beco sem saída desde o fracasso, em fevereiro de 2019, da cimeira de Hanói entre Kim Jong-un e o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump.

Analistas estão convencidos de que a Coreia do Norte continuou a desenvolver, inclusive durante o período de negociações, os programas nucleares e balísticos, que as suas autoridades alegam ser necessários para fazer frente à ameaça dos EUA.

Em dezembro do ano passado, Kim mencionou “uma nova arma estratégica”. Alguns analistas acreditam que Pyongyang possa exibir no sábado um novo míssil balístico estratégico mar-terra (MSBS), ou um ICBM com capacidade para alcançar o continente americano. Outros consideram a possibilidade de Pyongyang decidir não irritar Washington.

Apesar das especulações sobre uma possível “surpresa de outubro”, antes da eleição presidencial norte-americana, alguns especialistas consideram improvável que a Coreia do Norte teste um novo míssil. “Exibi-lo durante o desfile e não dispará-lo seria uma maneira menos provocadora de apresentação”, afirma Jenny Town, do Stimson Center.

(dv) KCNA / YONHAP

O aniversário de sábado acontece num contexto interno complicado, devido à pandemia do novo coronavírus e a vários tufões que atingiram a península. Objeto de sanções da comunidade internacional, o país não confirmou nenhum caso de covid-19 no seu território, apesar de a doença, que surgiu na vizinha China, ter-se propagado por todo o planeta.

Em janeiro, Pyongyang fechou as fronteiras para evitar a propagação do vírus, aumentando ainda mais o efeito das sanções, segundo o comandante da USFK, Robert Abrams.

Na semana passada, militares norte-coreanos mataram um sul-coreano em águas do Norte, aparentemente para não correr nenhum risco de potencial infeção. O tema provocou grande polémica, e Kim Jong-un, num ato inédito, pediu desculpas pelo ocorrido.

Ao mesmo tempo, o desfile de sábado não esquece a propaganda interna: afirmar à população que a Coreia do Norte continua a ser uma “grande potência militar, apesar das dificuldades económicas”, segundo Town.

Caso reúna milhares de pessoas, o evento pode ser propício para a propagação do vírus, a menos que “precauções extremas” sejam adotadas, alertam os especialistas. “Porém, máscaras e mísseis não ficam bem juntos”, resumiu Harry Kazianis, do Center for National Interest, com sede em Washington.

O encerramento das fronteiras também adiou a construção do hospital geral de Pyongyang, que deveria ter sido concluído para o 75º aniversário. Kim repreendeu publicamente os responsáveis pela obra, localizada diante da montanha Mansu, onde existem estátuas monumentais de Kim Il-sung e do seu filho e sucessor, Kim Jong-il, pai do atual líder.

Mesmo em caso de uma conclusão rápida das obras, o hospital pode sofrer com escassez de tecnologia, infraestruturas e funcionários para fornecer os cuidados médicos de que a população precisa, de acordo com Soo Kim, analista político da RAND Corporation.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Novo Banco. Carlos Costa pede para ser ouvido por videoconferência devido à sua idade e saúde

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, pediu à comissão de inquérito sobre o Novo Banco para ser ouvido remotamente, por videoconferência, devido à sua idade e fragilidades de saúde, segundo informação enviada …

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês já está traçado

O futuro dos 28 arguidos da Operação Marquês, incluindo o do antigo primeiro-ministro José Sócrates e o do banqueiro Ricardo Salgado, está decidido. Uma fonte judicial adiantou ao Expresso que só o juiz Ivo Rosa conhece …

Portugal "não está livre de uma quarta vaga" de contágios quando desconfinar

Na quarta-feira, Graça Freitas admitiu que Portugal pode voltar a enfrentar uma nova vaga da pandemia de covid-19 nos próximos meses. O epidemiologista Manuel Carmo Gomes repete o alerta da diretora-geral da Saúde. Portugal pode enfrentar …

PCP propõe estender moratórias por seis meses. BE quer ouvir Centeno

O PCP quer estender as moratórias bancárias, que vão terminar dentro de algumas semanas, por seis meses. O Bloco de Esquerda entregou um requerimento, com carácter de urgência, para ouvir o Governador do Banco de …

Plano de desconfinamento tem várias velocidades, mas não tem datas

O primeiro esboço do plano de desconfinamento já chegou a São Bento e será apresentado na reunião do Infarmed, marcada para a próxima segunda-feira. A equipa de peritos - liderada por Óscar Felgueiras, da ARS/Norte, e …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Átomo extinto revela segredos da infância do Sistema Solar

Usando o átomo extinto nióbio-92, uma equipa de investigadores da ETH Zurich, na Suíça, conseguiu explicar eventos do início do sistema solar com a maior precisão de sempre. Se um átomo de um elemento químico tiver um …

Marcelo cria nova equipa em Belém para controlar "bazuca" europeia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, criou uma equipa para manter uma vigilância apertada sobre a gestão do dinheiro que chega da "bazuca" europeia. Marcelo Rebelo de Sousa criou uma nova equipa para a …

Espanha vai proibir viagens durante a Páscoa. França, Hungria e Brasil com novas restrições

Espanha prepara-se para aprovar um plano de desconfinamento para as próximas semanas, particularmente para a Páscoa, que prevê a proibição de viajar entre as suas comunidades autónomas e recolher obrigatório entre as 22h00 e as …

FBI detém funcionário de Donald Trump pela invasão ao Capitólio

O Departamento Federal de Investigação (FBI) deteve na quinta-feira um funcionário do ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump pela invasão ao Capitólio a 6 de janeiro, noticiaram os media norte-americanos. Trata-se de Federico Klein, um homem …