Países “lutam” por fundos europeus para neutralizar emissões de carbono

Patrick Seeger / EPA

Ursula Von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia

Um novo fundo de 100 mil milhões destinado a neutralizar as emissões de dióxido de carbono na Europa até 2050 está em disputa por vários países.

A Comissão Europeia quer implementar um fundo de 100 mil milhões de euros para ajudar a atingir o seu objetivo de descarbonização da União Europeia até ao ano de 2050. Ao todo, a UE espera mobilizar 1 bilião de euros ao longo da próxima década, noticia o Politico.

A elevada quantia dos fundos leva a que vários países tenham já mostrado interesse em conseguir uma fatia.

Todavia, o acesso aos fundos europeus será “com base na escala do desafio da descarbonização das regiões com maior consumo de carbono“. Desta forma, o dinheiro será primariamente alocado para regiões altamente industrializadas e que dependem fortemente de combustíveis fósseis.

A Comissão quer que as nações europeias forneçam 7,5 mil milhões de euros para financiar este novo fundo. Contudo, para receber uma fatia do fundo, os países seriam obrigados a equiparar cada euro com 1,50/3 euros das suas alocações de fundos de coesão. Além disso, teriam de fornecer dinheiro dos seus orçamentos nacionais, o que não agrada alguns países da Europa Central, explica o Politico.

Não é aceitável que no próximo orçamento da União Europeia retiremos dinheiro dos fundos de coesão e os transfiramos para objetivos de proteção climática”, disse o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán.

A Hungria, assim como muitos países da Europa Central, dependem em grande parte dos fundos de coesão. Por isso, pressionam para que o mecanismo seja utilizado com dinheiro novo e não dinheiro “reciclado” de fundos já existentes. Por outro lado, os países mais ricos não parecem interessados em contribuir com ainda mais dinheiro para a União Europeia.

Alguns países mais dependentes do carvão temem ainda que como o fundo será dividido entre 27 países, que não haja dinheiro suficiente para atingir os objetivos traçados. A Polónia é um dos países em que é mais urgente uma mudança, já que o carvão representa 80% da energia utilizada no país.

“A Polónia deve seguir um caminho mais longo para neutralizar as emissões de dióxido de carbono em comparação com muitos outros países da UE”, realçou o primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …

Desatualizados e com erros. IA vai vasculhar milhares de documentos da Casa Branca

O Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca (OMB) disse que as agências federais vão usar inteligência artificial (IA) para eliminar requisitos desatualizados, obsoletos e inconsistentes em dezenas de milhares de páginas de regulamentos …