Os Países Baixos, campeões em 1988, derrotaram hoje a Ucrânia, por 3-2, em jogo da primeira jornada do Grupo C do Euro2020 de futebol, disputado em Amesterdão.

Os Países Baixos estiveram a ganhar por 2-0, com golos de Georginio Wijnaldum (52 minutos) e Wout Weghorst (59), mas Andriy Yarmolenko (75) e Roman Yaremchuk (79), antes de Denzel Dumfries (85) dar o triunfo aos holandeses.

A Áustria e os Países Baixos lideram o Grupo C, com três pontos, enquanto Ucrânia e Macedónia do Norte, que foi derrotada pelos austríacos (3-1), ainda não pontuaram.

Muita parra e pouco sumo… de laranja

Os primeiros 45 minutos tiveram quase sempre um sentido, a baliza de Bushchan.

Foram inúmeras as ocasiões gizadas pelo ataque – duas ocasiões flagrantes desperdiçadas, dez remates (três enquadrados), 60% da posse e 23 acções na área contrária – dos Países Baixos, porém, ora por ineficácia, ora por mérito da defensiva ucraniana, o tão almejado golo foi sendo adiando.

Jogando num bloco baixo, os homens de Shevchenko deixaram em sentido o último reduto adversário nas poucas vezes em que surgiram em zonas de finalização.

Se a primeira metade foi repleta de emoção, mas faltou o condimento que marca a diferença, na segunda surgiram os golos.

Os Países Baixos estiveram a vencer por 2-0, adormeceram e consentiram o empate em apenas quatro minutos, mas o herói improvável Dumfries surgiu fulminante e carimbou o 3-2 final, num espectacular jogo de futebol.

Melhor em Campo

O craque com pés de veludo. Frenkie De Jong orquestrou o triunfo holandês com classe, mestria e inteligência.

O médio, que andou por todo o lado, gizou dois passes para finalização, 14 passes valiosos, foi de longe quem mais teve acções com a bola – 113 ao todo -, falhou apenas um dos seis dribles tentados e ainda sofreu três faltas, terminando com um GoalPoint Rating de 7.2.

Como se escreve omnipresente em holandês?

Destaques dos Países Baixos

Weghorst 6.6 – Dois remates enquadrados, um golo, cinco acções com bola na área contrária. Boa exibição do goleador do Wolfsburgo.

Wijnaldum 6.6 – O capitão esteve em foco, inaugurou a contenda, finalizou ainda em mais quatro ocasiões, realizou sete passes valiosos e a nota apenas não foi ainda mais elevada devido aos seis maus controlos de bola.

Dumfries 5.8 – Na primeira parte mais parecia um avançado, tal foram as vezes em que surgiu na área contrária (11 acções com a bola na área adversária). Após ter falhado duas ocasiões de golo flagrantes – Expected Goals (xG) de 0,8 -, redimiu-se e finalizou com êxito, carimbado o “score” em 3-2.

Destaques da Ucrânia

Yaremchuk 6.9 – Para quem não o conhecia, cá está um avançado de muito valor. Sempre activo, apontou o 2-2, fez ao todo três remates, uma assistência e coleccionou seis acções com o esférico na área adversária.

Yarmolenko 6.2 – Marcou um golaço, tentou sempre remar contra a maré laranja – três remates, cinco passes valiosos e oito acções com a bola na área holandesa.

Marlos 4.5 – Emulou Cheryshev, entrou ainda no decurso da primeira metade, mas esteve apenas em acção 49 minutos, tendo feito três desarmes e um passe para finalização. E pouco mais.

Resumo

ZAP // Lusa / GoalPoint

 


CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO

Calendário de jogos no Especial ZAP Euro 2020