Pai de Neymar diz que PSG sabia que jogador se apresentaria mais tarde

Marcelo Chello / EPA

O pai e empresário do futebolista brasileiro refutou as críticas do Paris Saint-Germain e assegurou que o clube tinha conhecimento de que o jogador se apresentaria mais tarde nos trabalhos de pré-temporada.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Em declarações ao canal brasileiro Fox Sports, o pai de Neymar referiu que a ausência do avançado se deveu a “compromissos” do Instituto Projeto Neymar Jr., e que estava previsto que este apenas se apresentasse no PSG no dia 15 de julho.

“Há cinco anos que o instituto realiza essas ações. O próprio PSG participou nessas ações, através da presença do presidente Nasser Al-Khelaifi. Não entendo o porquê da arbitrariedade. Ficamos chateados, mas o PSG estava ciente desta situação”, revelou o pai do jogador.

O progenitor respondeu, assim, ao Paris Saint-Germain, que, em comunicado, lamentou a ausência do internacional brasileiro, dizendo que a mesma aconteceu sem o clube ter autorizado e anunciando que iria “tomar as medidas necessárias”.

“O Paris Saint-Germain constatou que Neymar Jr. não se apresentou no horário e local definidos, sem autorização prévia do clube”, escreveu o PSG sobre o avançado de 27 anos, que, em 2017, trocou o FC Barcelona pelo PSG, por 222 milhões de euros, a mais cara transferência do futebol.

Nos últimos meses, Neymar, que falhou a Copa América devido a lesão, tem sido associado a um possível regresso a Camp Nou, onde jogou durante quatro épocas, depois de se ter destacado ao serviço do Santos.

Em entrevista ao Le Parisien, Leonardo, diretor desportivo do PSG, assume que não quer jogadores a fazer “frete” no clube e que “é claro para toda a gente que Neymar quer sair”.

O responsável do PSG não negou que já tenha havido uma abordagem do Barcelona, mas assegurou ainda não ter recebido qualquer proposta. “Não nego que já houve uma abordagem do Barcelona, mas não temos propostas formais”, afirma.

“Neymar poder sair do PSG se chegar uma oferta que satisfaça todas as partes. Mas, como devem calcular, uma coisa destas não é feita de um dia para o outro. O PSG quer construir algo grande à volta de jogadores que queiram estar connosco. Não precisamos dos que estão aqui a fazer-nos um favor”, afirmou ainda ao jornal francês.

  ZAP // Futebol 365

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.