O oxigénio em Marte está a comportar-se misteriosamente (e não se sabe porquê)

JPL-Caltech / MSSS / NASA

O Curiosity encontrou “blocos de construção da vida” em Marte – e tirou uma selfie no local

Depois do mistério do metano de Marte que aparecia e reaparecia, agora, os níveis de oxigénio no Planeta Vermelho têm estado a subir e a descer na cratera Gale em quantidades que não encaixam em nenhum processo químico conhecido.

Os dados são do Curiosity, o veículo espacial de Marte que faz a sua jornada metódica pelo chão da cratera, em Marte. A sonda faz leituras da atmosfera marciana para medir as mudanças atmosféricas sazonais. Agora, os cientistas que estudam as medidas notaram que o oxigénio na atmosfera do planeta não está se a comportar era esperado.

Não há muito oxigénio em Marte, de acordo com o ScienceAlert. A maior parte da sua atmosfera fina (95%) é dióxido de carbono. O restante é composto de 2,6% de nitrogénio molecular, 1,9% de argónio, 0,16% de oxigénio molecular e 0,06% de monóxido de carbono.

Em Marte, a pressão atmosférica muda ao longo do ano. No hemisfério de inverno, o CO2 congela no pólo, o que faz com que a pressão caia pelo hemisfério e o que resulta numa redistribuição de gases de hemisfério para hemisfério para igualar a pressão atmosférica em todo o planeta.

Na primavera, quando as calotas polares derretem e libertam o CO2, ocorre o efeito oposto: a pressão aumenta inicialmente naquele hemisfério e depois eleva-se à medida que os gases são redistribuídos para o hemisfério de inverno.

Assim, as flutuações dos outros gases são previsíveis na proporção dos níveis de CO2. Apesar de os níveis de nitrogénio e argónio se estarem a comportar como era esperado, o oxigénio não. Durante a primavera e o verão, o oxigénio aumentou cerca de 30%, voltando aos níveis normais no outono. Isso acontecia todos os anos, mas como a quantidade pela qual o oxigénio aumenta varia de ano para ano, parece que há algo a adicionar oxigénio e depois a retirá-lo novamente.

Os cientistas não conhecem um processo químico que possa produzir esse resultado. Primeiro, os investigadores pensaram que havia algum defeito na ferramenta ou no software que fez a medição, mas estava tudo a funcionar bem. Outra possibilidade era se o oxigénio poderia ser produzido pela água ou dióxido de carbono, separando-se na atmosfera. Isso também foi rapidamente descartado – não há água suficiente na atmosfera marciana e o CO2 decompõe-se muito lentamente para atender às flutuações observadas.

Agora, o solo marciano contém muito oxigénio. No entanto, as condições necessárias para libertá-lo não foram observadas – e isso não explica para onde desaparece todos os anos.

“Estamos a lutar para explicar isso”, disse a cientista planetária Melissa Trainer, do Goddard Space Flight Center da NASA, em comunicado. “O facto de o comportamento do oxigénio não ser perfeitamente reproduzível a cada estação faz-nos pensar que não é um problema que tem a ver com a dinâmica atmosférica. Tem de ser uma fonte química e uma fonte que ainda não conseguimos explicar”.

Este é mais um mistério para resolver no Planeta Vermelho. A sonda Curiosity tem registado picos de concentração de metano há anos.

Na Terra, o metano é frequentemente – mas nem sempre – um subproduto de microrganismos metanogénicos, de modo que estes picos despertaram grande excitação. No entanto, quando o Orbiter não gravou a mesma coisa, surgiram especulações de que o detetor tinha algum defeito. Havia até uma teoria de que a Curiosity estava a libertar o metano que estava a registar.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Será possível que esteja a acontecer em Marte o que aconteceu na Terra à milhões de anos atrás? Ou seja, estará Marte a evoluir de forma a comportar vida, tal como a conhecemos?

RESPONDER

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …

Mundial de Clubes proíbe demonstrações públicas de afeto

Começou na passada quarta-feira, dia 11 de dezembro, em Doha, capital do Catar, o Mundial de Clubes da FIFA, prova onde estão inseridos clubes como Flamengo e Liverpool. E esta até poderia ser mais uma …

Al Gore diz ser o maior fã de Greta Thunberg

Al Gore, antigo vice-presidente de Barack Obama e autor do documentário ambiental "Uma verdade inconveniente", elogiou esta semana o trabalho desenvolvido pela ativista sueca Greta Thunberg, dizendo ser o seu maior fã. "Sou o seu …

A água é comum nos mundos extraterrestres (mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava)

A presença de água em exoplanetas é comum, mas surpreendentemente mais escassa do que se esperava, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Para chegar a …

"Encontrei a minha alma gémea". Presidente do Flamengo disposto a (quase) tudo para segurar Jesus

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, ficou encantado com Jorge Jesus logo quando o conheceu. É o que o dirigente diz numa entrevista, onde admite que encontrou a sua "alma gémea", não revelando dados sobre …

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …