Ovário artificial pode ajudar mulheres a engravidar após quimioterapia

SXC

Um grupo de investigadores dinamarqueses criou um “ovário artificial” a partir de tecidos e óvulos humanos. O objetivo visa ajudar as mulheres a engravidar após tratamentos de cancro ou outras terapias que prejudiquem a fertilidade feminina.

Uma equipa de médicos do hospital de Rigshospitalet, em Copenhaga, criou em laboratório um ovário artificial a partir de tecido humanos e implantou-o com sucesso numa cobaia.

O ovário artificial conseguiu manter os óvulos vivos durante 3 semanas, aumentando as esperanças dos investigadores de um dia conseguirem ajudar mulheres que enfrentaram tratamentos severos como quimioterapia ou radioterapia, de acordo com o Guardian.

Os ovários artificiais pode também ajudar mulheres em condições médicas como a esclerose múltipla e a beta-talassemia, que podem exigir terapias agressivas prejudiciais à fertilidade, bem como mulheres diagnosticadas com menopausa precoce.

Atualmente, mulheres diagnosticadas com cancro já podem remover tecidos dos ovários e congelá-los antes de enfrentarem tratamentos médicos agressivos. Desta forma, os tecidos podem ser limpos e depois reimplantados na mulher, permitindo a conceção natural.

Por norma, o procedimento de congelação de tecidos é seguro para a maioria dos pacientes. No entanto, em alguns tipos de cancro, com a leucemia, o cancro pode invadir os próprios tecidos do ovário. Ou seja, quando o tecido é novamente colocado no corpo da mulher há o risco da doença voltar a aparecer. Por esse motivo é que o congelamento de tecidos do ovário é raramente sugerido.

Susanne Pors e outros investigadores envolvidos na pesquisa, acreditam que os ovários artificiais podem ser uma opção mais segura. No processo de criação de ovários, os investigadores utilizaram substâncias químicas para remover o tecido ovariano doado de todas as células, incluindo também as células cancerígenas.

Com isto, o tecido ficou com uma estrutura a descoberto – uma espécie de andaime – composta, na sua maioria, por colágeneo, proteína que dá estrutura e firmeza à pele. Os médicos semearam então nestas estruturas centenas de folículos humanos, que são pequenos sacos que sustentam os óvulos nas fases iniciais.

A equipa implantou um ovário artificial com 20 folículos humanos numa cobaia e descobriu que um quarto dos ovários sobreviveu pelo menos 3 semanas. Os vasos sanguíneos da cobaia começaram a crescer à volta do ovário para mantê-lo nutrido dentro do corpo do animal.

“Esta é a primeira prova de que podemos realmente ajudar estes óvulos. É um passo importante ao longo da estrada ”, disse Pors em declarações ao Guardian.

“Mas levará muitos anos até que possamos colocar o ovário artificial numa mulher.” Pode levar cerca de 5 a 10 anos de pesquisa antes dos ovários artificiais estarem prontos para ser testados em humanos, alertou

A investigação foi apresentada nesta segunda-feira, em Barcelona, durante o congresso da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia.

Já há nos EUA ovários artificiais férteis produzidos por impressão 3D, técnica que também poderá um dia ser usada para devolver a fertilidade a mulheres afetadas por cancro.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Benfica - Aves | Triunfo de águia exuberante e perdulária

O Benfica respondeu ao triunfo do FC Porto no sábado com uma vitória caseira sobre o Desportivo das Aves, por 2-0. O resultado pode indicar algumas dificuldades por parte da formação “encarnada”, mas pode-se dizer, sem …

Aquecimento global no Pleistoceno elevou nível do mar até 13 metros

O aquecimento global no final do período do Pleistoceno, com temperaturas similares às previstas para este século, reduziu a camada de gelo da Antártida oriental e elevou o nível do mar até 13 metros acima …

Autor dos mais famosos estudos sobre comida viu 13 artigos retirados

O famoso investigador norte-americano está envolvido numa polémica, depois de 13 dos seus estudos científicos terem sido retirados de algumas publicações. É provável que nunca tenha ouvido falar de Brian Wansink mas, tal como recorda o …

NASA observa movimentos tectónicos recentes em Marte

A sonda Mars Express da NASA observou fissuras proeminentes em Marte causadas devido à ação de falhas tectónicas que atingiram a superfície do planeta há menos de dez milhões de anos. As imagens foram capturadas …

Mulher que acusa de abuso juiz nomeado por Trump para o Supremo aceita depor

Christine Blasey Ford, a mulher que acusou de agressão sexual o juiz Brett Kavanaugh, nomeado por Donald Trump para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, aceitou testemunhar perante o Senado, na próxima semana, disse neste …

Hubble deteta radiação nunca antes vista numa estrela de neutrões

Uma invulgar emissão de radiação infravermelha, de uma estrela de neutrões próxima, detetada pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA, pode indicar novas características nunca antes vistas. Uma possibilidade é que exista um disco poeirento em redor …

Sócrates acusa direita de estar "empenhada" no processo Marquês

O antigo primeiro-ministro José Sócrates acusou este sábado a direita política portuguesa de estar "empenhada no processo Marquês através da manutenção da procuradora-geral da República". O ex-governante, que esteve neste sábado em Vila do Conde, distrito …

André Ventura vai lançar movimento para destituir Rui Rio

O vereador do PSD em Loures André Ventura vai lançar na próxima semana o movimento Chega, para substituir Rui Rio na liderança e colocar o partido no “espetro ideológico do centro-direita português”. Em comunicado, André Ventura …

Universidade brasileira cria gelado que reduz efeitos colaterais da quimioterapia

Foi criado no Brasil um gelado que ajuda a diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia em pacientes com cancro. Desenvolvido por investigadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o gelado tem três sabores: morango, …

Irmãos portugueses que combatiam pelo Daesh dados como mortos na Síria

Os irmãos Celso e Edgar foram dados como mortos na Síria, revela o jornal Expresso neste sábado. Os dois portugueses eram jiadistas que combatiam pelo autodenominado Estado Islâmico (Daesh). Em Raqqa eram conhecidos pelo seu nome …