FC Porto, Aves. Benfica disciplinado. 821 pessoas num jogo… Os números da Liga

José Coelho / Lusa

No dia do início da I Liga 2020/2021, espreitamos o relatório ‘Futebol em números’, publicado no final de agosto pela própria Liga Portugal. Há muito para ler sobre a época passada, provavelmente a mais estranha de sempre.

Começando pelo mais importante, a classificação final, recordamos que o campeão FC Porto somou 82 pontos, mais cinco do que o Benfica, segundo classificado.

Nos últimos três lugares ficaram Vitória de Setúbal, com 34 pontos (mas que desceu por outros motivos), Portimonense com 33 (que ficou no escalão principal por outros motivos) e o Desportivo das Aves, que conseguiu apenas 17 pontos – praticamente metade do penúltimo classificado, uma diferença muito grande.

A equipa com mais vitórias foi, sem surpresa, o FC Porto, que chegou aos 26 triunfos. Moreirense e Vitória de Setúbal foram os recordistas dos empates (13) e o Desportivo das Aves perdeu mais jogos (27) do que aqueles que o FC Porto ganhou.

Novamente o Desportivo das Aves: foi a equipa com menos vitórias: em 34 tentativas venceu somente 5. O conjunto com menos empates foi… o Desportivo das Aves, com apenas 2; um número invulgar, refira-se. A equipa com menos derrotas foi o FC Porto, com 4.

Os campeões foram também o melhor conjunto em casa, já que totalizaram 46 pontos no Dragão. A pior equipa em casa e fora foi o Desportivo das Aves: 13 pontos em Santo Tirso e apenas 4 fora de casa. A melhor turma longe do seu estádio foi o Benfica (39 pontos) e, curiosamente, a terceira melhor equipa fora de casa foi o Rio Ave, com 31 pontos e algum destaque em relação às equipas seguintes.

“Classificação corona”: Sp. Braga em 9.º

Numa temporada anormal, a Liga Portugal publicou uma tabela anormal: a classificação do campeonato tendo em conta apenas os jogos que foram realizados após a paragem longa, devido à chegada do coronavírus a Portugal.

Também aqui o FC Porto aparece em primeiro lugar, com 22 pontos. Seguem-se os rivais Benfica e Sporting, com 18 pontos cada. Famalicão e Rio Ave completam o top-5, o que significa que o Sporting de Braga ficou apenas no 9.º lugar nesta classificação virtual – mesmo assim, chegou para fechar a Liga no terceiro posto.

Os três piores emblemas ao longo de junho e julho foram Belenenses, Vitória de Setúbal e… Desportivo das Aves.

Adeptos: Famalicão lá em cima, Belenenses com 821 espectadores

Na contabilidade dos adeptos presentes nas bancadas, claro que não entraram as tais 10 últimas rondas, realizadas à porta fechada.

Antes disso, e sem novidades, Benfica, FC Porto e Sporting – por esta ordem – são as equipas com números mais altos no total de espectadores e na média de espectadores por jogo. Seguem-se Vitória de Guimarães e Boavista.

Entre os “grandes” há outro número em destaque: a partida com menos pessoas nas bancadas no Estádio da Luz contou com 41 mil espectadores; no Dragão estiveram apenas 19 mil, num jogo; em Alvalade chegaram a estar 13 mil pessoas.

A taxa de ocupação média nos seus jogos foi também liderada pelo Benfica, chegando aos 81,18%. A seguir aparece o FC Porto? Não. O Sporting? Não. Vitória ou Boavista? Não. A equipa com a segunda maior taxa de ocupação média foi o Famalicão: 78,18%. A pior média pertenceu ao Belenenses com 11,26% de ocupação, um registo muito distante dos restantes – o grande Jamor chegou a ter… 821 pessoas a ver um jogo da I Liga.

A média geral de público no último campeonato foi de 11.140 espectadores, no qual se registou uma taxa média de ocupação de 47,36%.

Djaló, o contraste de Ricardo Costa

O Famalicão destacou-se também ao apresentar uma média de idades de 24,15 anos nos seus encontros – a equipa mais jovem da I Liga. O Boavista apresentou a média mais alta de idades (27,3). Como curiosidade, houve uma equipa que nunca teve em campo um jogador com mais de 30 anos: o Desportivo das Aves.

De Paços de Ferreira chegou o futebolista mais novo da época: Matchoi Djaló, que jogou quando tinha apenas 16 anos, 4 meses e 1 dia. O atleta mais velho morava no Bessa: Ricardo Costa, com 39 anos, 2 meses e 9 dias.

59 países: bem-vindos aos Jogos Olímpicos

Também sem surpresa, houve mais jogadores estrangeiros do que portugueses nos relvados. 57,04% dos futebolistas são estrangeiros, 42,96% portugueses. Houve 219 jogadores lusos na prova e 153 brasileiros. A seguir aparece a Argentina, com 12 atletas.

Ao todo, destaca a própria entidade, estiveram representadas no campeonato 59 países. Por exemplo, pudemos ver futebolistas de Togo, Moldávia, Líbia, Gâmbia, El Salvador, Chade…

O “campeão dos portugueses” foi o Sporting de Braga (57% dos jogadores utilizados são portugueses), seguido por Belenenses e Benfica. O Portimonense (25% de lusos) ficou no último lugar neste contexto.

7-0 foi a maior goleada

FC Porto e Desportivo das Aves estão novamente nos extremos, no capítulo dos golos: o campeão foi a equipa com mais golos marcados (74) e com menos golos sofridos (22); o último classificado foi a equipa com menos golos marcados (24) e mais sofridos (68).

O duelo com mais golos foi o Belenenses 1-7 Sp. Braga mas a maior goleada foi protagonizada em Famalicão: 7-0 a favor do Vitória de Guimarães.

A média de golos ficou-se nos 2,47 por jogo e o último quarto de hora foi o período em que a bola entrou mais vezes nas balizas.

FC Porto 4.º nos remates

Ainda no ataque, olhamos para o número de remates: Benfica no topo com 504, Vitória de Setúbal último com 294 e, pelo meio, o campeão FC Porto ficou no 4.º lugar desta lista.

O Benfica também venceu no número de oportunidades (225). O FC Porto foi 3.º neste capítulo e o último foi o Vitória de Setúbal, com só 93 ocasiões para marcar.

O FC Porto ganhou na posse de bola: 58,09%. Seguiram-se Sporting, Sp. Braga e Benfica, com o Boavista (43,53%) a ficar no último posto.

Penáltis? FC Porto e Rio Ave

FC Porto e Rio Ave foram os dois conjuntos que tiveram direito a mais grandes penalidades (14 cada) a seu favor. Curiosamente o FC Porto foi quem teve menos penáltis contra, apenas 2. E logo a seguir o Rio Ave novamente, com 3, tal como o Benfica.

O Vitória de Setúbal só contou com um penálti a seu favor ao longo do campeonato – e falhou o golo nessa oportunidade. O Moreirense teve que assistir a 14 grandes penalidades dos seus adversários.

Benfica venceu na disciplina

Segundo os dados da Liga Portugal, o Benfica ficou no primeiro lugar da tabela da disciplina, com 66 cartões amarelos e apenas dois vermelhos – o menor número de vermelhos, tal como Santa Clara e Portimonense.

Vitória de Guimarães foi a equipa menos “amarelada”, ao contrário do Boavista, que chegou ao recorde de 105 cartões amarelos. O Famalicão contou com o maior número de expulsões (11).

Destaque para Sporting e Portimonense, os dois únicos conjuntos que não registaram qualquer cartão vermelho direto.

O Benfica foi a equipa que cometeu (497) e que sofreu (439) menos faltas. O recordista de faltas cometidas foi o Paços de Ferreira, com 649, e o Marítimo venceu nas faltas sofridas: 593.

Tempo útil: outra vez o Benfica e… o Desp. Aves

Um assunto comentado várias vezes ao longo da Liga: o tempo útil. O Benfica foi a turma com maior tempo útil de jogo (57,47%) e o Desportivo das Aves com menor (50,82%).

O jogo com maior percentagem de tempo útil foi o Portimonense-V. Guimarães, com 72%. O Desp. Aves esteve presente nos quatro jogos com menor tempo útil no campeonato.

A média de tempo útil foi a maior das últimas seis temporadas: 54,47% em 2019/20.

NMT, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Costa diz que estado de emergência é "prematuro" e põe de lado o recolhimento obrigatório

Numa altura em que o número de infetados não pára de subir em Portugal, o Governo prefere manter a situação de calamidade para dar resposta à pandemia, o que permite tomar medidas como o confinamento …

22-0: a soma de dois jogos, no mesmo dia

Com claro destaque para o que aconteceu nos Países Baixos: 13-0, vitória do Ajax. Recorde no campeonato holandês, cinco golos de um jogador, um guarda-redes a querer marcar uma grande penalidade... O que aconteceu no sábado, …

Aminoácido produzido no cérebro pode prevenir ataques epiléticos

Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Florida descobriu que um aminoácido produzido pelo cérebro pode desempenhar um papel crucial na prevenção de um tipo de ataque epilético. As crises epiléticas do …

Ir à escola, viajar e assistir a espetáculos. As exceções à proibição de circulação entre concelhos

No final do último Conselho de Ministros, na semana passada, o Governo anunciou a proibição de circulação entre concelhos entre as 0h de 30 de outubro e as 6h de 3 de novembro, englobando o …

País Basco em confinamento, Bélgica quer transferir doentes para os Países Baixos e França "perdeu o controlo"

Numa altura em que a Europa volta a ser epicentro da pandemia de covid-19, o País Basco decretou o confinamento da população e França considera impor a mesma medida. Com falta de camas, Bélgica pediu …

"Dia histórico". Senado confirma nomeação de Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos EUA

O Senado norte-americano confirmou segunda-feira à noite a juíza Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, o que representa uma vitória política para o Presidente Donald Trump a poucos dias das eleições …

Os olhos das corujas podem ter uma "lente" que melhora a visão noturna

As corujas capturam as suas presas durante a noite. Uma nova investigação sugere que há algo de especial na forma como as moléculas de ADN nos olhos das corujas estão acondicionadas, uma característica que lhes …

Os extraterrestres podem estar a observar-nos à distância (em mais de 1.000 estrelas diferentes)

Da mesma forma que nós, da Terra, já detetámos vários milhares de planetas ao redor de outras estrelas, uma hipotética civilização alienígena poderia ter detetado a nossa presença. Mas de que posições no Espaço isso seria …

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …